sábado, 14 de janeiro de 2017

Um planeta negro?

Em quase todo o mundo a natalidade está caindo. Até na Índia, China e países árabes, outrora populosos, a modernidade da baixa fertilidade chegou e a maioria das pessoas têm um ou dos filhos apenas. Na Europa ocidental e em países asiáticos como o Japão a taxa de nascimentos chega a ser ainda menor do que isso.

Existe uma única exceção: a África negra subsaariana, onde as mulheres continuam parindo 5 ou 6 crianças, a um ritmo alucinante.

Existem projeções que indicam que, se continuar assim, a população africana quintuplicará nas próximas décadas.

Naturalmente, os poderes globais, que não perdem uma oportunidade para estuprar o resto da humanidade, estão trabalhando para enviar todo esse excedente populacional para a Europa, EUA e Austrália. Quem sabe até para o Japão.

Vamos falar a verdade? Apesar de sua ginga, sua extroversão, sua inegável simpatia e de seus inusitados dons musicais, muitos negros cometem crime em proporção alarmante. Pelo menos cinco vezes mais do que as outras raças. (Alguns dizem que seria até 25 vezes mais e, em alguns tipos específicos de crime, 200 vezes mais).

Eu não sei por que isto ocorre. Há diversas teorias, desde a maior testosterona a menor controle dos instintos. Mas onde existem negros, existe (mais) crime. É um fato inegável e só não posto os links aqui porque estou com preguiça. Se alguém tiver provas contrárias, por favor postar.

O pior é que muitas vezes é um tipo de crime estúpido, sem nexo. Tipo: matar alguém por um celular. Que depois ele troca por uma pedra de crack. E não é só contra os brancos, não, é principalmente contra outros negros. Quando alguém falar que "a maioria das vítimas de homicídios são negros", lembre-lhes que a maioria dos homicidas também são. Brigas de gangue e mortes por motivos fúteis são extremamente comuns. Já li até notícia de um negro matar outro por fazer barulho demais fritando um ovo de manhã.

Outra coisa que chama a atenção nos negros (naturalmente, refiro-me aqui sempre aos negros do gueto: existe um percentual de negros de classe média que não exibem este comportamento patológico e trabalha e vive normalmente blábláblá) é o prazer que exibem ao cometer violência.

Vejam o recente caso do jovem deficiente sequestrado, torturado e filmado por quatro negros doidos. Ou vejam a foto abaixo. Digam se conseguem imaginar alguma outra raça, sejam brancos, asiáticos, indianos, até mesmo árabes ou ciganos, agindo desta maneira. Bem, talvez árabes e ameríndios, mas acho que não. Estes podem também cometer crime, mas de forma um pouco mais racional.

Muitos falam sobre diferenças entre inteligência. Estas na verdade não me preocupam nem me parecem tão importantes. Conheci alguns jovens brancos com deficiência mental. Eram simpáticos, esforçados, poderiam nem fazer tudo direito mas tinham vontade de aprender. Nenhum deles era violento. Então o problema é claramente outro.

Dizem que os negros são mais masculinos. É possível. Porém, uma coisa curiosa, suas sociedades na África são matriarcais. A mulher é que coordena, trabalha, cuida dos filhos, enquanto o homem fica sentado conversando. No gueto afro-americano é assim também. Cheio de baby mamas trabalhando e se matando enquanto o homem fica de boa fumando e indo atrás de branquelas. Há algo de admirável nas mulheres negras, bem, algumas delas. Nos jovens homens negros, um pouco menos.

Seria o gene MAOA? Alguns dizem que esta poderia ser a causa da violência. Mas então por que será que ninguém acha algum antídoto? Nossa! Se fosse possível, através de injeção, manipulação genética, drogas ou o que fosse, para desligar este gene e controlar o aspecto criminal (seja dos negros e seja de quem for) seria uma benção. Na verdade, longe de ser racista, seria a salvação para os negros, pois ninguém mata mais os negros do que outros negros.

Vejam bem. Não gosto dos brancos. Estou bem longe de achar que sejam uma "raça superior". Porém, uma coisa que eles conseguiram (e não foi tão antigamente assim, afinal até há poucos séculos eram um povo relativamente violento) foi criar sociedades onde você pode andar na rua com pouca possibilidade de ser assaltado, morto ou estuprado. Parece pouco, mas neste mundo imundo, ao menos é alguma coisa.

De qualquer modo, os africanos, com uma pequena ajuda dos globalistas, parecem estar vencendo a corrida darwiniana. Se reproduzem mais, se espalham pelos quatro cantos do planeta, e ainda copulam e se reproduzem com branquelas estúpidas. Seria o futuro um planeta majoritariamente negro e mulato?

A perspectiva é assustadora. Seria o fim da civilização. Que digo? Seria o fim da história, mesmo. Seria como a extinção dos dinossauros, um evento cataclismático quase sem precedentes. Imagine um planeta inteiro se transformando numa favela queniana.

Porém, não acredito que isto ocorra. Acho que é mais um conto da carochinha para assustar a criança branquela. O fato é que a maior natalidade africana, bem como sua migração para outras partes do mundo, só ocorre graças ao branco. É ele que ajuda a África e ainda recebe milhares de barcos carregados de africanos. Ontem com a escravidão, hoje "salvando refugiados".

Quando a nova crise econômica mundial chegar, penso que não haverá mais dinheiro ou paciência para isto. E o branco será salvo pelo gongo.

É ao menos a esperança que resta.

P.S. E antes que me acusem de "racista": por que não é possível criticar os negros se estes se comportam mal? Não são eles também humanos e portanto passíveis de crítica? Se podemos criticar brancos e asiáticos e judeus (er...), que mal há em criticar negros também? E, no mais, nada há de racista em desejar a sobrevivência de seu povo, ou em querer que a Europa e EUA simplesmente não virem favelas gigantes.

Em breve numa rua perto de você.

P.S. 2. Aqui, errei um pouco ao dizer que brancos não cometeriam quebra-quebra ou vandalismo, isto é até comum entre os hooligans europeus. Também não quis dizer que brancos não cometem crime de seqüestro e tortura de inocentes, psicopatas existem em todas as raças. Tudo o que quis dizer é que proporcionalmente, em média (por que é tão difícil de entender isto?) negros cometem mais crime do que brancos, asiáticos, etc.

Porém, quando escrevi pensava nos EUA, onde a minoria negra é mais enfezada. Nos países todos misturados como o Brasil, isto é um pouco diferente. De fato poderíamos argumentar que a maioria dos criminosos no Brasil são mestiços triraciais, enquanto os africanos mais puros parecem ser mais tranquilos. Mas, não tenho estudos a respeito. Também é verdade que em países de alta criminalidade como Guatemala e Honduras, a maioria do crime é cometido por mestiços hispânicos.

No mais, nada tenho contra negros que cumprem a lei, estou aqui só tentando entender as causas da ao menos aparente maior violência, e questionando se a alta natalidade na África e sua exportação para países "antigamente conhecidos como brancos" é mesmo uma boa ideia.

E finalmente, quem tem mais ódio racista no coração, eu, ou o comentarista anônimo que no post anterior escreveu "vamos empretecer e islamizar a europa em poucas décadas"?

44 comentários:

Agente Smith disse...

A população global será de maioria africana futuramente? Pode ser.

Mas qual é a viabilidade disso? Quer dizer, como isso poderia ser sustentável ao planeta, tendo em conta o fracasso óbvio que são as sociedades africanas ou de descendentes. Agora imaginem uma sociedade global assim com um padrão americano de consumo...

Como encaixar esse possível resultado dentro do padrão de mundo da elite financeira e política, trans-humanista, tecnocrática, seguidora de um tecnologismo e, possivelmente, ocultista?

* Minha opinião: essa elite concentrou toda sua força de ataque no alvo mais forte primeiro. O homem branco médio, porque como massa organizada seria a única a representar uma ameaça séria ao "sistema" e sabotar os objetivos do "admirável mundo novo".

Agente Smith disse...

Então, interessa aos "chefes de estado" sem mandato (aqueles que realmente detêm o poder nas sociedades ocidentais) que o seu possível concorrente, o homem branco médio, esteja fora de combate por estar reduzido à impotência do sentimento de culpa, que ele aceite as ideologias tokens pós-modernas, que ele perca suas tradições ou que tenha reações ineficazes aceitando ser o espantalho "nacional socialista" para servir de saco de pancadas ideológico.

Por pior que esteja a situação, o homem branco comum AINDA pode produzir cultura de qualidade, ainda pode seguir carreira política, acadêmica, policiais, militares...

Tudo isso é coisa que abre espaço para se exercer influência. E isso pode minar o "projeto global" se for bem utilizado...

Anônimo disse...

O mundo vai ser metade asiatico e metade africanos ate 2100. Talvez bem lá no futurao, vire blasian (mestiço de negros com amarelos)
Negros tambem podem ter poucos filhos (como os caribenhos e negros brasileiros e americanos), mas pra isso a qualidade de vida em Africa precisa melhor. Entao torçam pra isso acontecer rapido.

Mas mesmo que caia rápido, ainda continuaremos minoria. Sempre fomos, afinal...

"Digam se conseguem imaginar alguma outra raça, sejam brancos, asiáticos, indianos, até mesmo árabes ou ciganos, agindo desta maneira"

Pior que consigo. Já vi videos de alguns brancos que ingleses - acho - que foram assistir futebol e quando terminou, eles sairam quebrando tudo na rua (se eu encontrar o video, posto aqui). Se nao me engano, esse tipo de vandalismo é organizado, e já cheguei ate a ir na pagina do facebook deles. Eles postam video lá. É tipo, a coisa mais idiota do mundo.
E isso, pra mim, soa tao irracional como o ato de alguns negros.

"Porém, uma coisa curiosa, suas sociedades na África são matriarcais. A mulher é que coordena, trabalha, cuida dos filhos, enquanto o homem fica sentado conversando."

Talvez por isso elas não sejam tao adeptas do feminismo.

Seja lá como o mundo for no futuro, estou um pouco (um pouco) nem ligando. Em uns 50 anos, talvez eu ja nao esteja mais aqui para ver isso.

Mr X disse...

"Pior que consigo. Já vi videos de alguns brancos que ingleses - acho - que foram assistir futebol"

É mesmo. Lembrei agora também de uns torcedores holandeses que depredaram esculturas antigas na Itália.

Sim, a estupidez e o vandalismo podem ocorrer em várias raças.

Lembrei também disto aqui:

https://publicshamingeternus.files.wordpress.com/2011/06/jason-li.jpg

Mr X disse...

"O mundo vai ser metade asiatico e metade africanos ate 2100. Talvez bem lá no futurao, vire blasian (mestiço de negros com amarelos)"

Tipo estes aqui?

http://www.nairaland.com/389841/blasian-celebrities

E sem esquecer é claro do blasian mais famoso de todos, o Jay Man. KKKKKKKK.

Sabedor disse...

Eles poderiam implantar micro-chips escravizadores nas mentes desta massa de 4 bilhões de africanos e re-escravizá-los só que de maneira mais ''sofisticada''.

AF disse...

Esse argumento de que o homem branco não será substituído pelos negros (e / ou muçulmanos), porque ele vai acordar futuramente é real mesmo?

Apesar de ser um argumento muito utilizado, tenho dúvidas sobre isso, basta ver o que aconteceu com as colônias brancas na África.

Por isso que dá medo, ainda mais com essa geração, que como falei, se preocupa se comer sushi é apropriação cultural e portanto, muito, mas muito mais fraca do que as antigas gerações das colônias africanas.

Anônimo disse...

Se não acordar a tempo, vai ter que viver igual as colonias em Africa: com medo e isoladas.

Anônimo disse...

Dizer que branco não comentem crimes é estúpido demais.

Anônimo disse...

Fui roubado 3 vezes por um cara branco

Mr X disse...

Eu não disse que brancos não cometem crime, só que cometem menos.

Sobre o vandalismo, acho que dei o exemplo errado, de fato esse é um crime que brancos podem cometer e cometem.

Sabedor disse...

As ''comunidades'' dos barrancos sudafricanos continuam paralisadas e sem se ajudarem...

como é que os broncos querem se salvar se nem se ajudam**

ESPECIALMENTE os broncos nacionalistas...

porque não espere nada dos adestrados on the left.

Sabedor disse...

''Em uma noite de outono quando Toman se apresentou com sua banda XOX (beijo, abraço, beijo), em uma loja de roupas descolada em Harajuku, o centro da moda jovem de Tóquio, o público era composto quase que inteiramente por garotas adolescentes e algumas mulheres de 20 e poucos anos.''

Viu X,
se vista de ''homer'' ou ''mulhomem'' em Tóquio que a sua seca vai embora rapidinho, ;)

Sabedor disse...

A ''lógica'' do abnônimo é ex-celent...

Foi roubado por brancos, logo, não existem diferenças de comportamento criminoso entre as raças humanas, joinha pra vc!!

E ainda temos de pensar que ''brancos'' que ele está falando porque no brazil é só a pele refletir que já classificam assim.

Mr X disse...

"o público era composto quase que inteiramente por garotas adolescentes e algumas mulheres de 20 e poucos anos"

Bem, tem essa teoria do Lindsey de que homens andróginos (Bowie, Prince e até Mick Jagger, se bem que este último é relativo) também fazem sucesso... Olhe, acho que o que faz sucesso entre as mulheres é a fama mesmo, se você é famoso, pode fazer o que quiser, e vestir-se como quiser. Mulheres e em especial aborrecentes, não pensam no que a pessoa é, em si, mas em como ela é vista pelos outros. São extremamente suscetíveis à opinião alheia.

Parece que há experimentos em bastava fazer com que um "loser" na escola começasse a ser tratado como "popular" por alguns indivíduos escolhidos e pronto, o interesse geral das mulheres logo aumentava, sem que nada no comportamento do indivíduo tivesse mudado.

Mr X disse...

"E ainda temos de pensar que ''brancos'' que ele está falando porque no brazil é só a pele refletir que já classificam assim."

Quando escrevi o texto estava pensando nos EUA, onde a divisão é mais radical. No Brasil, é mesmo mais complicado. Minha impressão é que o crime é cometido principalmente por mulatos e mestiços triraciais. Enquanto os negros mais "puros" parecem ser mais tranquilos. Mas posso estar errado.

Mr X disse...

E voltando ao tema das garotas aborrecentes japas: nos anos 80 ou 90 tinha o grupo Menudo, que fazia um sucesso fenomenal entre as jovens aborrecentes, todas se derretendo de amores por eles. As músicas eram de uma bichice incrível, e provavelmente eram todos gays... (Ricky Martin certamente era).

Anônimo disse...

"nos EUA, onde a divisão é mais radical. "
EUA, onde arabes sao classificados como brancos? Hahahaha

"Enquanto os negros mais "puros" parecem ser mais tranquilos. "
Penso o mesmo, mas nao sei se existe algo que comprove.
Australianos já me disseram o mesmo sobre Abos. Que os mestiços causam muitos problemas, mas que os mais abos puros nem tanto.

Sabedor disse...

Sim, concordo bastante sobre isso que falou sobre fama e atração. Sim, as mulheres podem ser mais empáticas, simpáticas, mas para algumas coisas MUIIITO importantes elas são completamente enganadas por seus instintos.

Mr X disse...

"os mais abos puros nem tanto"

Pelo que sei, abos tem problema com alcoolismo e pobreza, mas não cometem muito crime.

Já imigrantes sudaneses parece que cometem (proporcionalmente) muito crime na Austrália.

Mas abos não são negros, estão mais próximos dos polinésios me parece.

Anônimo disse...

...mas o que acontecerá com o mundo se a segunda raça ou povo mais inteligente do planeta dominar a terra?Isso me lembra do filme planeta dos macacos 1968

White Nationalist disse...

Anônimo, duvido que esse teu "branco" seja realmente um caucasiano (Europeu).

Não estou dizendo que brancos criminosos são inexistentes, e sim que o conceito de branco aquo é demasiado liberal.

E muito estranho que o mesmo cara tenha te assaltado 3 vezes.

White Nationalist disse...

Verdade, o conceito de raça branca nos E.U.A é bem distorcido. Norte Africanos, Médio Orientais e mestizos são classificados como brancos.

Lembro- me de uma imagem de vários chicanos presos e todos eram classificados como "white".

White Nationalist disse...

Eu mesmo ajudaria os brancos da África do Sul e Zimbabwe se tivesse grana e fossse financeiramente independente.

Concordo, devemos nos ajudar, e não ser apenas aquele que aponta o dedo.

Anônimo disse...

Os hooligans da torcida da inglaterra foram extintas pelo governo conservador da margaret thatcher. Até hoje eles a chamam de bruxa.

White Nationalist disse...

*aqui

White Nationalist disse...

Pois é, o auge das boybands pode ter terminado no Ocidente, mas na Ásia é outra história. Os idols do Jpop são aqueles caras andróginos, com cabelos sedosos e pele perfeita.

Fico me perguntando: será que as mulheres da Ásia preferem mesmo esses tipos? Ou foram condicionadas a isso?

Eu sempre imaginei que, independente da raça, as mulheres preferem os homens com aparência mais masculina.

Anônimo disse...

Acho que voce entendeu errado, ele nao quis dizer que foi roubado varias vezes pelo mesmo cara branco.

White Nationalist disse...

Homens adultos brigando/matando por futebol é o cúmulo.

Sabedor disse...

"nos EUA, onde a divisão é mais radical. "
EUA, onde arabes sao classificados como brancos? Hahahaha

"Enquanto os negros mais "puros" parecem ser mais tranquilos. "

Eu também pensava assim, nos EUA muitos negros puros das grandes cidades são de origem africana, altamente selecionados. Aqui onde vivo ainda que evidentemente existam negros olhando mais ''puro'' que são mais calmos, pode ou parece ser mais uma ilusão de ótica étnica do que realidade, porque tem tanto mulato, mas tanto.

Sabedor disse...

Mulheres com mais estrogênio são mais propensas a preferirem homens mais masculinamente bonitos, pelo que parece, enquanto que mulheres com outras composições hormonais variam mais em gosto.

CENSURADO AGAIN disse...

É ISSO O QUE O REGIME QUER AUSTRALOIDES VEJA QUE RECLAMARAM QUE A DIVERSIDADE DO HAWAII NÃO ERA DIVERSIDADE MESMO TENDO RAÇA AZAMBADA DO SE DA ASIA APENAS POR QUE NÃO TINHA NEGROS OU SEJA SE TIVER NEGROS E NÃO TIVER O RESTO É QUE É DIVERSIDADE TUDO GIRA EM TORNO DISSO É SÓ VER A QUANTIDADE DE FILMES COM COTISTAS NEGROS E COMPARAR COM OUTROS GRUPOS

CENSURADO AGAIN disse...

A IDOLATRIA AO NEGRO COMEÇOU NO XIX COM O LOBBY INGLES PRA QUEBRAR OS CONCORRENTES MAS PIOROU MUITO COM OS EUA

CENSURADO AGAIN disse...

OS ASKENAZITAS NO INICIO DO XX TINHA PROJECTOS PROTO KALERGICOS COM ELES E JA NOS 20S SE VIA O JAZZ

CENSURADO AGAIN disse...

E SINCERAMENTE NÃO PARECEM SER DESSE PLANETA A TEORIA REPTILIANA SABE-SE LA PODE ESTAR CORRECTA HA MUITOS UFOS NO CEU TODOS OS DIAS

Mr X disse...

A educação no futuro próximo:

http://dailycaller.com/2016/11/17/video-teacher-fired-for-calling-students-punk-a-ners-who-will-get-shot/

https://www.youtube.com/watch?v=PQUwLjwtoIo

Ela foi demitida. Coitada. Ou não. Certamente poderá conseguir um emprego melhor do que esse. Ser professor de escola com esse tipo de alunos é ruim para a saúde. No Brasil, muitos professores até apanham.

CENSURADO AGAIN disse...

No Brasil, muitos professores até apanham.

NO MERDIL OS ALUNOS LEVAM BAZOOKAS PRA SALA

Sabedor disse...

Mas muitos fessores são esquerdos pro direitos dos manos. Ai poti

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo Sabedor disse...
Mas muitos fessores são esquerdos pro direitos dos manos. Ai poti

19 de janeiro de 2017 21:23

GRAMSCI NINGUEM DISSE QUE OS PROFESSORES ERAM SANTOS OS DAS AREAS DE PSEUDOCIENCIAS SOCIAIS QUE O DIGAM

Sr. Favo Posso deixar vazio sim disse...

Li uma vez que talvez o problema seja... o Cristianismo. Ou melhor, a falta dele.
Na Europa, tivemos Cristianismo por mil anos, em alguns lugares quase dois mil. O Cristianismo + leis romanas e germânicas = indivíduos anti-sociais iam pra cadeia ou pra cova rapidinho.

No Oriente Médio, foram uns trezentos anos do Cristianismo como religião dominante, e o Zoroastrismo é uma religião milenar. Dai entrou o Islã, que pega pesado com individuos anti-sociais. Me parece que no Islã, os indivíduos anti-sociais são canalizados na Jihad. A agressão muçulmana é clanista - familia x familia, clã x clã, tribo x tribo, país x país, crentes x infiéis e hereges. Basta ver as favelas europeias, esse pessoal do Estado Islâmico se sentiria em casa em uma favela brasileira, só trocar controle do tráfico pelo controle dos Imams. Mesmo tipo de pessoa.

Leste Asiaticos são incrivelmente preocupados com harmônia societal e coletivistas.

Sr. Favo Posso deixar vazio sim disse...

Continuando:
Na Africa, o que rolou lá foi o paganismo até muito recentemente. Na Etiópia teve o Cristianismo, mas fora disso, a Africa era praticamente isolada do mediterrâneo pelo Saara. O Islâ chegou até boa parte da Africa Sub-Sahariana, mas isso é porque os Árabes trouxeram o camelo.

O Cristianismo na Africa é muito novo, coisa de poucos séculos. Tem muito paganismo, e muitos islâmicos. E muita guerra e disputa por território. Os paises mais ferrados são justamente os que seguem um mesmo padrão - interior muçulmano, costa cristã.

Alias, falar em "africanos" genericamente é errado, é o continente mais geneticamente diverso. É normal duas tribos próximas serem tão distantes uma da outra quanto Espanhóis e Russos, geneticamente. Que africanos?

Outro detalhe: A Europa se livrou de sua população mais anti-social e agressiva com uns cinco séculos de conquista e colonização do resto do mundo. E devemos considerar que a Europa até 1945 era literalmente um jogo de estratégia da Paradox - o pau comia solto, cumpadi. As guerras mundiais, então, foram milhões pra vala.

Adendo: Os Africanos estavam num poço demográfico até relativamente recentemente. 500 anos de escravidão depopulou a Africa, e pelo que li, impediu a criação de civilizações mais estáveis em várias áreas.

Lembrete: Tem muito país africano por ai mais ordeiro que o Brasil, ou até mais ordeiro que os guetos dos EUA.

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=qKWeDIVBg-o

ÊÊÊÊ...NASCEU MAIS UM

Anônimo disse...

é.... não tem nada a ver com qi, testosterona... agressividade.... raça.... nada a ver...

Anônimo disse...

"seus inusitados dons musicais"
Estou decepcionado, Mr X. Até você acredita nesse mito? A maioria dos gêneros musicais cuja a criação é atribuída aos negros foram, no mínimo, extremamente influenciados por gêneros europeus. O blues, por exemplo, se originou da música tradicional irlandesa. E o jazz nasceu de negros tentando tocar música clássica nos minstrels do século XIX.