quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Terror em Paris

Perdão, mas estou revoltado. Muçulmanos imundos acabam de realizar um ataque terrorista na redação do famoso pasquim "Charlie Hebdo", que há alguns anos havia publicado algumas charges consideradas "ofensivas" a Maomé. Entre os mortos, além do diretor do jornal, estão vários cartunistas famosos, inclusive o Wolinski.

Wolinski! Um clássico. Lembro de ler os cartuns do Wolinski quando era adolescente, portanto a sua morte na mão desses assassinos me choca e me entristece. 

A França é um dos países europeus ocidentais onde há mais muçulmanos. São milhões de imigrantes poluindo a que era antes uma das cidades mais lindas do mundo, Paris, bem como centenas de outras cidades.

Muitas vezes perguntei-me onde a contra-revolução contra o atual estado de coisas, contra a decadência do Ocidente e contra a imigração genocida de não-brancos na Europa. 

Agora não tenho mais dúvidas. A (Contra-)Revolução começará na França. É o país onde o caos está mais presente. Na última vez que visitei a França, há uns cinco anos atrás, peguei um ônibus e pensei, "Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos!" Estava em Bordeaux, porém no ônibus só havia árabes e negros.

Ainda assim, a França é também onde há mais protestos contra o atual estado de coisas, e talvez maior noção do perigo que tudo isso representa. Curiosamente, poucos dias atrás o famoso romancista Michel Houllebecq publicava um romance sobre a "França islâmica" em 1922, em uma eleição disputada contra Marine Le Pen.
 
É fato que a França é o primeiro país europeu em que uma candidata de direita nacionalista (Marine Le Pen) tem maiores chances de ser eleita. Após este atentado, não tenho dúvidas que ela possa ser a futura presidente do país.

Que faça o que se espera dela e expulse os muçulmanos da França, ou assista ao país explodir.





Atualização:

O Charlie Hebdo era de fato um jornal de esquerda. Era (não sei, acho) provavelmente a favor da imigração, e no mesmo dia em que publicou charges contra o Islã fez piada com temas cristãos. E daí? As pessoas não parecem entender que para o religioso muçulmano, o que incomoda é o que consideram sacrilégio com seu profeta. O resto passa, o resto não importa. É isso que o progressista secular não entende.

Wolinski era judeu, nascido na Tunísia. Não sei muito sobre sua política, gostava é de seus cartuns eróticos, que li há muito tempo atrás na adolescência. Os outros cartunistas mortos não eram judeus, e não creio que isso tenha tido nada a ver, neste caso. O ataque foi em "represália" à publicação de cartuns considerados sacrílegos pelos muçulmanos.

Está um curso uma bizarra aliança entre hitleristas saudosos de Vichy e islamistas. O que não é novidade, pois já Hitler simpatizava com o Islã e desprezava o cristianismo. Dois comentários idiotas, que não publiquei, um do leitor Direita e outro de um anônimo, defenderam os ataques muçulmanos. Ficaram com pena da ofensa religiosa realizada a eles pelos cartuns "sionistas". Sugiro a eles que se mudem para a Argélia, a Arábia Saudita, o Qatar, o Egito ou o Irã. Lá não falta muçulmano, como o simpático Dieudonné, de quem eles tanto gostam.

Imagino que a ideia é a de que "o inimigo de meu inimigo é meu inimigo também", a qual me parece uma posição ingênua, quando não hipócrita. Será que esses caras gostam mesmo tanto assim dos palestinos? Mas o ódio cria estranhos companheiros de cama.

De fato, existe uma elite globalista, muitos de cujos membros são judeus seculares (e os outros em sua maioria anglos) que está promovendo a imigração ilimitada. Os motivos são vários, desde o lucro (baixar o preço da mão de obra), a política (votos para partidos de esquerda), a substituição populacional (dividir e conquistar) e a eterna guerra dos poderosos contra a classe média. Mesmo assim, uma aliança de conveniência com os imigrantes muçulmanos, que são os mesmos que estupram brancas e degolam infiéis, me parece bem bizarra.

O curioso é que os progressistas também estão do lado dos muçulmanos: "99% não são terroristas", "eles só querem melhorar de vida", "não culpemos a religião por uns poucos radicais", etc etc etc.

Dessa forma, só me resta concluir: Houllebecq tem razão, a França vai virar um país islâmico, se não em 2022, um pouco depois. Os judeus serão expulsos, o cristianismo acabará, as feministas usarao burca, Notre Dame virará uma mesquita, e todos os setores da sociedade, da esquerda à direita, estarão contentes. Salvo aqueles velhos franceses católicos que criaram praticamente tudo o que presta na França, mas quem é que se importa com eles.

24 comentários:

Edu disse...

Concordo plenamente com seu pensamento, o ocidente se acovardou escolhendo representantes fùteis e medìocres. Quem dera nós vivessemmos na Idade media, pelo menos nessa epoca tinhamos cidadãos mais corajosos.

Vergara disse...

Vai dizer, isso parece repeteco do post sobre a Austrália.

O mundo que aguarde os meninos da liberdade da primavera árabe, que lutavam contra Assad, que vão à procura dos pais, cheios de manhas, que não vão punir a malcriação dos filhos e acharão outros culpados, possivelmente os "reacionários" que marginalizam as crias. E aí me refiro aos liberais, que preferem dar "asilo" a pessoas que não querem se adaptar aos valores europeus ao invés de imigrantes com algum grau técnico dispostos a construir uma Nação.

Legal que esses chargistas desenharam Jesus sendo sodomizado pela trindade e nada aconteceu. óbvio, o alvo no caso eram conservadores franceses e se esses reagissem, seriam massacrados pela imprensa.

Então é isso. O mundo vai separar muçulmanos de terroristas. Até a Arábia Saudita vai lamentar os atentados. A esquerda, com rabo preso no eleitorado islâmico vai dar de ombros, buscando outros culpados.


A França vai pelo buraco. Não sei não se vão conseguir mudar pelo voto, cada vez nasce menos franceses étnicos naquele país. A cada 4 anos é mais difícil. Na copa, por mais que tenha simpatizado com os argelinos, nenhum deles, nem os nascidos na França, se identificava primeiro como francês.

Queria ver se esses terroristas fossem cagar lá na Rússia. Provavelmente a mesma imprensa francesa falaria das perseguições, como nesse vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=wB9ZQ5doRi8

Anônimo disse...

https://br.noticias.yahoo.com/blogs/matheus-pichonelli/em-sp-alckmin-promete-distancia-do-132958336.html

Isso é o psdb!

Anônimo disse...

Apenas imagine se fosse um terrorista cristão. Imagine os liberais nojentos chorando "zeeeente, que barbárie! o cristianismo está dizimando pessoas!!!1"

Mas a coisa é que tratam o islamismo como uma criança mimada. "Ei, deixa o João Pedro subir nas prateleiras, quebrar o vaso e grudar chiclete na parede. Ei, não mexe com o João Pedro, ele é muito nervoso. Não é fofo?"

É tanta coisa triste e revoltante neste século, mas tanta merda, que quando surge um Wellington de Realengo as pessoas ficam assustadas. O esquerdismo vigente está criando uma geração de Ocidentais revoltados e pronto para explodir. Não digam que não foram avisados.

Anônimo disse...

"Que faça o que se espera dela e expulse os muçulmanos da França, ou assista ao país explodir."

Acontecido de ontem não representa nem 0,00,01% dos crimes praticados ,anualmente, por estrangeiros em solo frances .99,9999% dos crimes na frança, bem como em toda Europa, nada tem a ver com religião!
A Europa só sobrevivera com a total repratiação dos não europeus .religião,estato socio economico,imigrantes "integrados" vs "não integrados" ,nada disso deve servir como atenuante ou agravante na hora de decidir a repatriação dos mesmos!

confetti je suis charlie* disse...

:-(

Anônimo disse...

2022. o romance de Houellebecq se passa em 2022.
Chocante o que se passou ontem em pleno centro de Paris. Chocante mas infelizmente não surpreendente. Sinceramente espero que essa Europa moribunda desperte e se dê conta de que a islamisação não é uma ficção inventada pela dita extrema direita.
Je suis Charlie!

AF disse...

O ano começou muito mal, mas antes desse horrível ataque já estava reparando o quanto que a mídia estava preocupadíssma (e ainda está): os casos de “islamofobia” estão crescendo no mundo todo e a mídia está preocupadíssima com isso e parece que não só a mídia, como também os brancos progressistas ocidentais. Ambos estão descendo a lenha em partidos como o PEGIDA da Alemanha ou Democratas Suecos, acusando de extrema-direita, “racismo”, “xenofobia”, “nazismo” e outras alcunhas de sempre.

O secretário da ONU (de onde mais?) já classificou a islamofobia como um tipo de racismo e com certeza muitos brancos progressistas ocidentais vão aplaudir isso. Imagina o dia que isso acontecer na prática mesmo no Ocidente, afinal sabemos o linchamento que acontece quando alguém é “racista”.

Os brancos ocidentais também estão fazendo protestos contra a islamofobia junto com os muçulmanos e teve até o caso de um ator branco progressista canadense que fingiu ser “islamofóbico” e acabou tomando um soco na cara dos próprios canadenses por agir assim e ainda disse depois que “gostou de perceber que as pessoas se revoltaram ao se deparar com um islamofóbico”!!!

Achei muito legal o uso da velha frase-palíndromo: “Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos!”. Na Europa atual, ela pode ser usada muito bem!

É muito estranho um jornal esquerdista atacar os muçulmanos, mas acredito que tenha a ver com o fato de existirem alguns esquerdistas conscientes, como já até citei um aqui uma vez, que é o dono do excelente blog que mostra as verdades sobre o islã, o Infiel Atento. Só discordo que os progressistas não entendem das ofensas ao profeta: no fundo eles entendem sim, vide o cuidado que a grande maioria deles e dos ateus têm ao atacar o islamismo, mas são muito corajosos em atacar os cristãos.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

#JESUISCHARLIE

E ainda aparecem uns retardados que dizem que "os muçulmanos são pacíficos". Tá de sacanagem, né. tem que expulsar esses pilantras da Europa mesmo. Ou mandar todos eles pra Sibéria. Ou pra Coréia do Norte. Queria ver esses putos tirarem onda lá.

#JESUISCHARLIE
#L'AMOURPLUSFORTQUELAHAINE
#MUÇULMANOSDOCARALHOVÃOTOMARNOCU

DD disse...

Algumas notas:

1. A covardia da imprensa britânica, que se recusou a publicar as charges ofensivas, é clamorosa.

2. O lançamento do livro de Michel Houellebecq na França foi ontem mesmo, 07/01.

3. Assisti a uma entrevista de Marine Le Pen hoje de manhã. Ela está nadando de braçadas.

4. Até gente como Umberto Eco (que é esquerdista, mas não é burro) já compreendeu que há uma guerra declarada.

5. Quem sabe fazer a leitura correta dos acontecimentos já deverá ter percebido que, se o 11 de setembro, que tinha por alvo um símbolo do poder econômico americano, escancarou a promiscuidade das relações entre o establishment político dos EUA e a Arábia Saudita (financiadora de muitos grupos extremistas), os atentados de ontem comportaram a ironia macabra de alvejar justamente um órgão emblemático da imprensa esquerdista, sempre pronta a impedir que o extremismo islâmico seja responsabilizado por suas ações nefastas ao redor do mundo.

confetti je suis charlie* disse...

a cidade està cheia de medo e tristeza, hj segundo dia de soldes de inverno, com tudo à 70% mais barato, as lojas estao vazias, as ruas silenciosas e alguns arabes que cruzei, nao conseguiam esconder um sorrizinho de ironia....

fato remarcavel, françois hollande em seu discurso de ontem nao pronunciou as palavras tabu " islam" e "musulmano"...

hoje ja tivemos alguns filhos de musulmanos feridos por pedras na escola, algumas mosquées atacadas, restaurantes arabes explodidos por bombas; hoje de manha, um cara atirou e matou uma policial com arma pesada em Montrouge...

tenho medo das proximas horas,

JE SUIS, plus que jamais, CHARLIE*



Vergara. disse...

É horrível dizer isso, mas a França plantou essa situação. Desde a derrubada do Khadafi e o estabelecimento de um não-governo: uma Somália no norte da Africa, aliado à política frouxa de permitir que seus cidadãos viagem para a Síria em busca de revoluções.


A esquerda progressista, supostamente muito racional, fica chocada diante da irracionalidade. E não percebem eles como tratam de forma infantil os muçulmanos, como bons selvagens os quais precisam ser incutidos com o abrigo do humanismo francês.

À propósito, alguém viu a charge do Latuff? Incrível como se aproveita até nessa hora.

A esquerda liberal francesa só precisa de um corpo muçulmano para "empatar" a situação.

Direita disse...

Que feio mrx,censurando meus comentários!

Direita disse...

A cretina veja fez uma "denuncia" pedindo a cabeça de um comandante da policia militar do rio por ele ,segundo a mesma veja,fazer apologia ao "nazismo" ao ,em uma frase de um grupo privado no whatsapp, se utilizar do termo "raça pura". Segundo a revista ,este tipo de linguajar é inadimissivel em uma sociedade tolerante e democratica.

Já agora, no caso francês ,esta mesma revista que defendeu a criminalização da manisfetação do pensamento no caso do rio, nós diz que avacalhar e humilhar os seguidores de uma determinada religião é um "direito humano"!

Ob: Eu sou a favor da liberdade de expressão ,doa a quem doer!

Vergara disse...

"s atentados de ontem comportaram a ironia macabra de alvejar justamente um órgão emblemático da imprensa esquerdista, sempre pronta a impedir que o extremismo islâmico seja responsabilizado por suas ações nefastas ao redor do mundo."

Cara, onde assino embaixo?

E a esquerda liberal não demanda punição aos responsáveis, a investigação de células terroristas, como essas armas chegaram e como eles retornaram ao país.
Se o atentado fosse contra conservadores, esses estariam atrás dessas respostas e um número grande de pessoas justificando, do mesmo jeito que meio mundo árabe comemorou os atentados do 11 de setembro.

E me impressiono com a quantidade de gente relativizando na internet, inclusive franceses.

O único princípio cristão que os liberais abraçados é o DAR A OUTRA FACE desde que o agressor seja na visão deles o oprimido. Vão se perguntar "onde errei?". Quer mais lógica do pecador do que essa?

A Europa está morrendo. Países Ibéricos na economia, UK e França pela nova demografia de não-assimilados, países bálticos perdendo 30 % da população a cada 20 anos, Grécia de joelhos. A Europa vai ser passado e muita gente aqui ainda estará viva.

Silvio disse...

Mister, esse papo de liberdade total de expressão é pra valer? Posso mandar uma "letra" sobre os defuntos dessa revista?

http://www.valeursactuelles.com/societe/charlie-hebdo-communique-de-presse-de-valeurs-actuelles-49948 (recomendo fortemente o comentário do usuário DUT e outros semelhantes)

É o seguinte: numa fase muito primitiva da minha vida e da minha personalidade, eu fui um grande fã dessa turma do "contra tudo e todos", do "perco o amigo mas não perco a piada", das "shock tatics". Li com avidez coisas como Swift, Voltaire, Sade, Schopenhauer, Nietzsche, Kraus, Bernard Shaw, Céline, Cioran... O pessoal do Charlie Hebdo é legítimo herdeiro desses profetas niilistas. (E agora não tem como não soar rude) Os caras vivem de descreditar tudo o que a gente entende por valores, crenças, instituições. É claro que esse espaço vazio virou um prato cheio para um câncer como o islã ocupá-lo e entrar em metástase. No dia 7 de janeiro entraram em choque duas doenças do mundo atual (uma é imensamente pior, reconheço): o niilismo festivo e o fanatismo homicida. Espero que os culpados sejam caçados e mortos. É tudo o que eu tinha a dizer.

Minhas hashtags são essas:
#naosouenuncasereicharliehebdo
#fuckislam
#pegida
#ukip

Silvio disse...

*Errata: jornal.

confetti je suis charlie* disse...

caro silvio,

o movimento "JE SUIS CHARLIE" nao signigica adesao as idéias de charlie hebdo,
é so para exigir que gente como vc possa continuar se expressando e falando bobagem, sem correr o risco de ser assassinado por suas idéias!


"JE SUIS CHARLIE"

Direita disse...

"A Europa está morrendo. Países Ibéricos na economia, UK e França pela nova demografia de não-assimilados, "

A primeira etapa do genocidios dos povos Europeus foi finalizada quando se conseguiu com que os brancos deixassem de ter orgulho e passassem a ter desprezo de sua origem racial e etnica.

A segunda etapa do genocidio dos povos Europeus foi alcançada com introdução do complexo de culpa nos mesmos .


A terceira , foi fazer os Europeus terem filhos abaixo do minimo para manutenção da população.

O quarto e penultimo passo foi a promoção da imigração em massa.

A quinta e ultima etapa é a assimilação dos invasores,ou seja,politicas que resultem na integração e na miscigenação em massa!

Anônimo disse...

Enquanto Dieudonné ,por fazer humor com os judeus, é ostracizado pela midia francesa e processado/perseguido pelo governo frances , o jornal charlie hebbo ,com suas charges anti islãmicas e anti-cristãs, sempre foi promovido e tolerado em nome da "liberdade de imprensa" !

aqui denuncia-se a falta de critica do jornal charlie hebbo aos judeus e ao sionismo:

http://quenelplus.com/revue-de-presse/charlie-hebdo-chronique-des-violeurs-de-cadavres.html

Direita disse...

"Queria ver se esses terroristas fossem cagar lá na Rússia. Provavelmente a mesma imprensa francesa falaria das perseguições, como nesse vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=wB9ZQ5doRi8"

Putin não difere em quase nada dos outros lideres Europeus: é anti branco,multirracialista,persegue nacionalistas e descaracterizou totalmente a Russia Européia com a imigração em massa!

Quando putin chegou ao poder em 99/2000 ,havia 11 milhões de ilegais na Russia, e Putin legalizou todos eles!De 2000 para cá , mais 15 milhões de ilegais cruzaram as fronteiras Russas .


"Moscow - Europe's Muslim/non-white Capital"
https://www.youtube.com/watch?v=Aihmte1DWvA

Direita disse...

"um ator branco progressista canadense que fingiu ser “islamofóbico” e acabou tomando um soco na cara dos próprios canadenses por agir assim e ainda disse depois que “gostou de perceber que as pessoas se revoltaram ao se deparar com um islamofóbico”!!!
"

De modo algum que o cara, que agrediu o ator, é canadense !
Creio que seja de origem médio oriental ou algum tipo de mestiço parte amerindio!

AF disse...

Direita,

Mas se você vê o vídeo (lá pelas 2:58) você vê que quem deu o soco nele é branco sim... e é fato que há outros brancos no vídeo quase fizeram o mesmo e que o autor é branquinho progressista e ainda disse que gostou de levar um soco por causa da tal islamofobia.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

O pessoal da Charlie Hebdo pegou pesado em algumas charges. Tem uma com DEUS, com JESUS, e com o ESPÍRITO SANTO, que, a meu ver, é TERRÍVEL, e de um PÉSSIMO GOSTO. Mas, como não tá envolvendo Maomé, pra eles tá tranqüilo, né???? O grande problema é a hipocrisia. Se eu quisesse ser ateu, por exemplo, EU TERIA TODO O DIREITO de ser ateu. MAS NÃO TERIA O DIREITO DE OBRIGAR NINGUÉM A SER ATEU. Esse é o ponto. Se eu quisesse ser gay, de novo, EU TERIA TODO O DIREITO de ser gay. Mas NÃO TERIA O DIREITO DE OBRIGAR NINGUÉM A SER GAY. Entenderam???? Mas, apesar disso tudo, eu não concordo com a violência. Homicídio, ainda que de não totalmente inocentes, não justifica nada. Maomé está morto, e assim vai continuar.