segunda-feira, 27 de outubro de 2014

O futuro é vermelho

Dilma ganhou. Por pouco, por muito pouco, mas ganhou. A corja petista uiva feliz, com a perspectiva de roubar mais 10 bilhões de dólares da Petrobras e outras empresas.

Dez bilhões! Uma coisa que acho curiosa é o seguinte, salvo exceções, a maioria de meus amigos do do Brasil não mudou de opinião mesmo ao longo de 12 anos de PT. Se nem dez bilhões de dólares desviados são suficientes para convencê-los que há algo de podre no reino do petismo, o que chegará a convencê-los?

Alguns insistem ainda, com lágrimas nos olhos, que o PT seria o partido dos "pobres", e o PSDB o partido dos "ricos".

De fato, graças ao PT, algumas pessoas enriqueceram muito, saíram da pobreza para a riqueza. É o caso por exemplo de Lulinha, que de um salário mensal de 600 reais limpando jaulas de um zoológico, tenha criado uma empresa-fantasma e ganho 5 milhões em um contrato da Oi/Telecom, que, por coincidência, logo depois obteve um benefício exclusivo de Lula. Eu nunca vi um caso mais descancarado de enriquecimento ilícito de parentes, porém, o caso jamais foi sequer investigado.

É verdade que filho de político sempre vai obter algumas vantagens. O filho de Joe Biden, por exemplo, descolou um emprego como consultor de uma firma de energia ucraniana logo depois do golpe apoiado pelos EUA. Porém, o caso de Lulinha é espetacular.

Na época, Lula afirmou que seu filho era um gênio dos negócios. Será que existe algum político mais cara de pau do que o Lula, em todo o planeta?

Eu aponto esses fatos para os colegas petistas, mas eles apenas respondem que o PSDB também rouba, falam do aeroporto de Aécio, etcétera e tal.

Enfim, o que entristece realmente nem é a vitória apertada de Dilma, mas que a maioria de meus amigos de juventude, hoje já chegando na meia-idade, continuem incomprensivelmente com as mesmas opiniões de quinze anos atrás. Nenhuma evolução?

"Minha dor é perceber,
que apesar de termos feito tudo,
tudo que fizemos,
ainda somos os mesmos e vivemos...
como nossos paiscomo quando éramos adolescentes!"

O Brasil tem solução? Acho difícil. O problema mesmo é sua população. Não temos um capital humano muito bom, somado ao tamanho demasiado grande do país e as diferenças regionais. Mas o modelo político petista, que beneficia o apadrinhamento das subclasses e o martírio da classe média, é pior ainda. A herança real do petismo será vista daqui a 20, 30 anos, e não será bonita.

Diziam que na antiga África do sul o sistema político era "fascismo para os pobres, socialismo para a classe média, e capitalismo para os ricos".

No Brasil, o sistema está mais para "feudalismo para os pobres, fascismo para a classe média, e estatismo para os ricos."


10 comentários:

AF disse...

De boa: fiquei até chateado com a reeleição da Dilma, mas já esperava por isso, pois como falei, Estados importantes como Minas e Rio não iriam votar e o Nordeste, nem precisa falar.

O Rio Grande do Sul foi um pouco bem, mas quase colaborou também para a reeleição, tendo quase 50% do RS votado na Dilma.

O que chama a atenção não são só os 10 bilhões desviados da Petrobrás, mas sim os quase 60 mil assassinatos anuais que há no Brasil e a Dilma e sua corja não querem reduzir a maioridade penal. Querem porque querem é dar mais “direitus dus manos” a bandidos!

Ter quase 60 mil assassinatos é um número enorme!! É um genocídio de brasileiros do tamanho de uma cidade de baixo-médio porte, gente, e o povo não tem nem aí para isso e continua votando nesse partido que passa a mão em cabeça de bandido!! Pensa bem!

Como o povo vendo toda essa corrupção e todos esses absurdos vota nela?

A resposta está no bolsa-família, essa compra de votos descarada, vide os mapas eleitorais. Teve cidade no Nordeste em que a aprovação da Dilma chegou a mais de 90%.

Gosto muito do Nordeste e suas tradições, bem como paisagens maravilhosas que tem por lá, porém não podemos deixar de criticar os maus nordestinos que ficam elegendo a Dilma por causa disso e não é preconceito e nem xenofobia.

Uma coisa também de alguns nordestinos que se percebe é um certo vitimismo, sempre falando que o Brasil não investe lá, que lá deixou de ser desenvolvido porque mudaram a capital para o Rio, que o brasileiro é preconceituoso, o que não é bem assim.

Na história do Brasil, o Nordeste foi uma região rica, vide as suas capitanias. Se o Nordeste não se desenvolveu por causa que mudaram a capital, o Rio de Janeiro teria entrado em decadência também ao transferirem a capital para Brasília, o que não aconteceu. Há também um imenso repasse de dinheiro do Sul e Sudeste para o Nordeste que não investe em coisas úteis e o Sul do Brasil nunca precisou de muitos investimentos do governo e nem por isso deixou de se desenvolver. O problema do Nordeste é ter afundado no coronelismo e o povo que fica elegendo esses corruptos da vida.

Sobre o preconceito, é óbvio que há sim e críticas absurdas, mas é preciso separar o que é absurdo do que é verdade, como o fato de votarem em sua maioria por causa do bolsa-família e dizer isso não é preconceito. Além do mais, há Nordestinos preconceituosos também que já veem uma pessoa do Sul e do Sudeste e já pensam mau dela e há os que falam mau de pessoas do Norte do Brasil.

Eu conheci uma acreana que me contou que quando foi ao Nordeste eles falaram com ela que o Acre fica em outro país, que lá só tem índio, onça e macacos andando pelas ruas e no antigo Orkut havia uma comunidade que zombava do Acre chamada “Acre is a Lie”. A princípio achei que tinha só sudestinos e sulistas falando essas bobagens, mas acabei vendo que tinha muuuuuuiitos Nordestinos lá também. Às vezes chegava um acreano indignado lá e alguns nordestinos riam, falando que o Acre não existe, que não presta para nada e que lá só tem índio e onça, junto com gente do Sul e do Sudeste.

Eu vi uma garota que postava nessa comunidade que, acredite, era de Porto Velho – RO, um Estado vizinho ao Acre!! E tinha gente de Manaus e Belém também! Ou seja: os nortistas também reclamam que quando vão para o Sul ou Sudeste o pessoal fala bobagens, mas eles mesmos também estão agindo assim com seus irmãos acreanos.

Se eu fosse um acreano eu chamaria a atenção dos nortistas e dos nordestinos em relação a isso, dizendo que é triste ver gente que sofre preconceito, agindo de forma igual e se um nordestino principalmente continuasse insistindo eu iria falar: “olha, o Acre pode até não existir ou pode ter até só índio e onça andando pelas ruas, mas ter fama de gente que fica votando em bolsa-família só para ganhar esmolas de governos corruptos, o acreano não tem fama não”.

Claro que não devemos ser hipócritas e temos que criticar Minas e Rio de Janeiro também que estão votando muito mau e são Estados que também se afundaram no bolsa-família e na esquerda política, mesmo ficando no Sudeste.

Mr X disse...

Acho que a divisão Sul-Nordeste não foi tão grande quanto parece, estava bastante dividido também dentro de cada região, como você falou o RS estava quase meio-a-meio, e também em alguns estados do Norte e Nordeste estava bem parelho. Mas, em média, é natural essa divisão, causada pelo bolsa-família e por diferenças étnicas entre as regiões.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

O problema mais sério do Brasil é o povo brasileiro. Se vendem por uma micharia, que não dá pra nada.

Direita disse...

NÃO VOTEI EM NENHUM DOS TURNOS.NADA QUE ME INTERESSA VEIO DOS CANDIDATOS.MAS CASO VOTASSE IRIA DE DILMA PELO SIMPLES FATO DELA NÃO FICAR EM CIMA DO MURO NO QUE SE REFERE A IDEOLOGIA POLITICA.

TENHO NOJO DO PSDB ,NUNCA VOTARIA NESTA ESCORIA DE PARTIDO QUE FINGI FINGIR SER OQUE NÃO É!

BOLSONARO 2018!

Humano Apenas disse...

A melhor definição de democracia que encontrei e adequadérrima aos tempos atuais cá no Brasil...

"Se os porcos pudessem votar, o homem com o balde de comida seria eleito sempre, não importa quantos porcos ele já tenha abatido no recinto ao lado." (Orson Scott Card)

Mr X disse...

Achei engraçado o comentário dela, era só uma piada, acho que ela queria ofender o PT, não os portugueses, mas realmente comparar um país bacana com o PT é ofensa grave:

http://lifestyle.sapo.pt/fama/noticias-fama/artigos/luana-piovani-insulta-portugal#swc_p=5

Luana Piovani é de origem italiana, mas é provável que tenha também algum sangue português.

Mr X disse...

Ah não, parece que a conta era falsa:

http://www.dn.pt/inicio/pessoas/interior.aspx?content_id=4204449&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+DN-Pessoas+%28DN+-+Pessoas%29

Mas ela votou no Aécio mesmo.

Silvio disse...

Coincidência ou não, na segunda faleceu o Janer Cristaldo: http://www.baguete.com.br/noticias/28/10/2014/falece-janer-cristaldo

Anônimo disse...

Pessoal, vocês estão perdendo o melhor que veio com o resultado dessas eleições.

O que tem de gente, principalmente dos Estados do Sudeste e Sul, principalmente de São Paulo, que querem a secessão dos seus respectivos estados não é brincadeira.

O PT conseguiu uma cosia incrível: esse partido dos infernos vai conseguir separar o Brasil em várias nações independentes.

Particularmente eu sou até favorável para uma independência do meu Rio de Janeiro.

Anônimo disse...

Mr X, já desisti de esperar que eventos de corrupção do PT sejam suficientes para motivar as pessoas a não votar nesse partido. A ideia de que todos os partidos roubam está muito arraigada na sociedade e, por isso, as pessoas não enxerguam uma alternativa mais ética.
E como a questão ética não é um diferencial, as escolhas politicas ficam muito centradas em aspectos econômico-sociais. E nesse aspecto, as pessoas tendem a votar nos políticos que prometem mais benesses, pois a maioria espera sempre receber mais coisas do Estado, sem se preocupar com o fato de que essas coisas deverão, necessariamente, ser pagas por alguem.
Em suma, temos exatamente o governo que merecemos. É aquela velha historia do cuidado com seus desejos, eles podem se realizar.
Enquanto prevalecer essa visão gigantista do Estado, de que o Estado deve até mesmo executar atividades econômicas (o que, no intimo, é só uma inveja ao lucro), vamos sempre ter uma penca de politicos vermelhos sendo eleitos.
Primeiro deve-se mudar a mente das pessoas, a mudança politica é consequência.

Abs.
Guilherme M.