quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Juventude transviada

Há uma guerra declarada dos jovens contra a sociedade. Ao menos, é o que podemos inferir das recentes notícias que lemos por aí. Nesta recente notícia de jornal sobre a França, por exemplo (aqui em versão em português), lemos que jovens franceses estão novamente envolvidos em conflitos com a polícia, protestando e queimando carros e escolas.

Seria um caso de juventude rebelde? A volta do maio de 1968? Os hippies? Ou as comunas de Paris?

A matéria não explica quem são os tais jovens, mas uma das entrevistadas tem o sobrenome Hadji, francês da gema, provavelmente descendente de aristocratas (O sobrenome de Louis XIV não era Hadji?).

A jornalista tampouco explica bem a razão para os violentos protestos, mas fala que os jovens provém de uma comunidade carente discriminada pela polícia -- a qual teve a ousadia de prender um criminoso durante um funeral. Que policiais mais malvados! Não se respeita mais nada?

Não se sabe ao certo, mas parece que a causa pode ter a ver também com a falta de praia nas férias. Diz a matéria: "Violência explode ocasionalmente, em especial nas quentes noites de agosto, quando os franceses de classe média e alta viajam, mas as famílias pobres e de origem imigrante ficam em casa." 

Gente, será que terão que colocar UPPs pela França? Ou uma piscina pública contra o calor resolve? 

Bem, a solução da piscina pública não funcionou em New York. Logo na primeira semana da inauguração de uma remodelada piscina pública que custou 55 milhões de dólares e que, segundo o NYT, seria "o começo de uma nova dinâmica social em Nova Iorque, uma na qual pessoas de diferentes classes, raças e etnias poderiam socializar e realizar uma mesma atividade juntos", um grupo de jovens (sobrenomes: Camargo e Ramos, cucarachas?) decidiu pular fazendo piruetas, o que não era permitido por motivos de segurança. O salva-vidas disse gentilmente para eles pararem, mas eles discutiram e depois brigaram com o salva-vidas, tentando afogá-lo. Outros salva-vidas entraram na briga. Alguém chamou a polícia, mas nem assim os idiotas ainda pararam: um deles até se meteu a dar socos nos policiais. Levado ao tribunal, disse ao juiz, "Suck my dick!".  (É, gente coisa é outra fina…)

Pois é, não é só na França, parece que os jovens estão em polvorosa no mundo inteiro. Nos EUA, jovens estão constantemente fazendo balbúrdia em centros comerciais. Algumas matérias falam em "jovens problemáticos", outras em "jovens urbanos". (É bom saber que os joven rurais causam menos problema.)

Qual a religião ou etnia desses jovens? Não sabemos. Podemos inferir que não sejam católicos, afinal, quando jovens católicos atacam, costumam ser identificados. Também sabemos que não são neonazistas, pois esses também em geral são firmemente denunciados.

É um mistério. O escritor argentino Adolfo Bioy Casares escreveu uma vez um romance no qual os jovens se voltavam contra os idosos, atacando-os impiedosamente. Era a revolta da juventude contra a velhice para a qual todos eles eventualmente caminhariam... 

O estranho é que tais jovens rebeldes, às vezes, têm idades bem variadas. Por exemplo, o quebra-quebra em Londres que aconteceu há um ano atrás, naturalmente por culpa do desemprego e da intolerância, foi promovido, segundo as notícias, por jovens. Depois descobriram que um desses jovens tinha 70 anos, outro 63, e vários outros estavam na casa dos 30. Teriam descoberto a fonte da eterna juventude? Bem, dizem que a juventude é um estado de espírito...

Pessoalmente, acho que a culpa é do roquenroll, que está colocando idéias erradas na cabeça dos jovens.

Os jovens estão cada vez mais rebeldes.

16 comentários:

Edu disse...

O que mais me incomoda nisso, X, é que a mídia noticia estas barbaridades com um viés de esquerda na maior cara-de-pau.

Mr X disse...

Bem, nem é que tenham um viés de esquerda (é claro que tem), mas que não passam a informação completa. Alguém que não está por dentro do contexto vai ficar boiando completamente. Você precisa ficar pescando detalhes aqui e ali: um sobrenome, um local, um comentário do entrevistado, para entender que são muçulmanos descontentes (ou negros, ou gays, ou qualquer outra minoria quando faz algo errado). Sempre que alguma minoria faz algo errado, a tendência é fazê-la desaparecer das notícias. Para mim, isso é superproteção.

Edu disse...

Para mim tem 2 possibilidades:

1 - Inépcia de quem noticia

2 - Vigarice intelectual

Para mim, dada a propaganda anti-direita pela qual o mundo passou nos últimos 30 anos, tem gente que noticia que nem sequer percebeu que está cometendo uma gafe do ponto de vista ideológico (caso 1), e tem gente, mais tarimbada que ao ler algo do tipo esboça um sorriso de canto de boca porque está vendo os resultados de ter contribuído para essa propaganda anti-direita (caso 2).

A dúvida que eu tenho é: qual é a proporção disso?

DIREITA disse...

também nesta mesma piscina nova iorquina,teve o caso de uma garota branca ,de 13 anos , que foi espancada por outras "jovens" garotas


http://www.amren.com/news/2012/07/group-of-girls-allegedly-punched-and-taunted-13-year-old-in-most-vicious-mccarren-pool-fight-yet/

DIREITA disse...

Bem, nem é que tenham um viés de esquerda (é claro que tem), mas que não passam a informação completa. Alguém que não está por dentro do contexto vai ficar boiando completamente. Você precisa ficar pescando detalhes aqui e ali: um sobrenome, um local, um comentário do entrevistado, para entender que são muçulmanos descontentes (ou negros, ou gays, ou qualquer outra minoria quando faz algo errado). Sempre que alguma minoria faz algo errado, a tendência é fazê-la desaparecer das notícias. Para mim, isso é superproteção.


a resposta é simples;sentimento de culpa .sem o sentimento de culpa que é inoculado ,diariamente ,no branco o mesmo não iriam recuar toda vez que alguém gritasse racismo,assim as politicas progressistas que estão destruindo ocidente não vingariam!

BRANCALEONE, Fronteira Norte da República do Sul disse...

Jovens baderneiros não de esquerda nem direita, nem judeus, nem muçulmanos nem negros ou brancos. São apenas jovens baderneiros, arruaceiros, bandidos mesmo e como tais que são, merecem apenas porrada, muita porrada e é claro, uns mêses de cana com trabalhos forçados.
O que falta aos jovens bandidos é sofrerem as consequências de seus atos.

Mr X disse...

Off Topic:
Direita, você que é ou se acha especialista em detectar fisionomias, acha que o Paulo Coelho tem parte afro?

http://www.guardian.co.uk/books/2012/aug/06/paulo-coelho-james-joyce-ulysses

De acordo com este estudo, ele é "99,99%" europeu, mas foi o mesmo estudo que disse que Paulo Zulu é "99,5%" "africano", portanto, acho que foi um estudo fajuto.

http://veja.abril.com.br/201200/p_102.html

DIREITA disse...

Direita, você que é ou se acha especialista em detectar fisionomias, acha que o Paulo Coelho tem parte afro?

http://www.guardian.co.uk/books/2012/aug/06/paulo-coelho-james-joyce-ulysses

De acordo com este estudo, ele é "99,99%" europeu, mas foi o mesmo estudo que disse que Paulo Zulu é "99,5%" "africano", portanto, acho que foi um estudo fajuto.

http://veja.abril.com.br/201200/p_102.html

certamente tem algo de extra europeu,mas oque eu não sei.

bem, paulo coelho se passaria por um siciliano ou um madeirense.

acontece que a ramificações de haplogrupos de origem judaica,cigana ,arabe e negra que são detectados em alguns europeus considerados brancos .logo ,estas ramificações também são considerados como parte das linhagens europeias.

se não me engano o zulu tem sangue negro por via materna, parece que um ou trisavós dele era negro.mas nunca que o zulu e 99% africano. levando em conta este trisavô ,zulu é 93,75 europeu


Mr X disse...

Acho que o Paulo Coelho é português mesmo.

Quanto ao Zulu, o fato é que em muitos desses testes, "africano" inclui também norte-africano, médio-oriental, etc. Não é necessariamente subsaariano. De qualquer modo, o Zulu parece mais europeu.

Mr X disse...

Para que servem as cotas, se você tem que dar aula de reforço depois?

http://oglobo.globo.com/vestibular/mec-quer-aulas-de-reforco-para-cotistas-em-universidades-federais-5794646

BRANCALEONE, Fronteira Norte da República do Sul disse...

mapelamordedeus né gente!!!!
paulo coelho (merecedérrimas minúsculas!!)
Fala sério!!!
Vamos falar de coisa mais útil, com a minha cadela Rottweiler que esta prenhe...

Chesterton disse...

dizem que a maioria dos portugueses tem sangue do Maomé.

DIREITA disse...

Acho que o Paulo Coelho é português mesmo.


quando se fica velho a produção do testosterona tende a baixar ,com isto a pele fica mais clara e os pelos do corpo mais fino .por isto ,eu procurei analisar um foto do paulo enquanto jovem.




Rodrigo ROcha disse...

EXCELENTE POST!
PRINCIPALMENTE O FINAL!
A CULPA É DO ROCK'N ROLL
KKKKKK

Anônimo disse...

É bem assim mesmo. Quando se trata de um sujeito digamos, negro ou gay que levou a pior (independente do fato de ser negro, gay ou o cac*te) sempre se exalta essa característica, e os achismos de que ele foi vítima de algum tipo de preconceito são auto-confirmados e cantados aos 4 ventos pela mídia. E se ainda conseguirem botar as mãos num suspeito branco (ou que pelo menos pareça, mesmo que só de longe... Zimmerman?) e heterossexual então, ganharam na loteria!

Agora, quando são minorias (dependendo do lugar, aqui no Brasil "minorias" nunca foram)que fazem a merda, escondem 99% da informação do suspeito. Nomes, fotos, procedência, nacionalidade... Se 30 não-brancos andando pela rua viram 2 brancos, não gostaram do fato de ter "2 branquelos vadiando no seu gueto" e resolvem descer o braço neles até não dar pra saber se estão inconscientes ou mortos, se chegar a fazer notícia, foi "um grupo de jovens enraivecidos" com o "calor" ou alguma besteira. Eu percebi que a mídia norte-americana já parou até de usar os termos "teen" e "youth" para descrever multidões de não-brancos cometendo algum tipo de crime hediondo, pois esses termos estão muito manjados, as pessoas já fazem chacota do uso destes. A última que ouvi foi "juveniles", hahaha!

Mas é isso mesmo, lembro da época em que os imigrantes destruíram quase tudo em Paris, atearam fogo em tantos carros que inúmeras seguradoras faliram, e o noticiário relatando a revolta dos "jovens parisienses". Minha irmã ficou surpresa: "Nossa, esses franceses estão malucos". Olhei para ela e sorri ironicamente.

El Misionero Matsuura Junichiro disse...

CULPA DO ROCK AND ROLL É O CACETE!!!!

Mesmo porque o Rock and Roll está meio que fora de moda.

Deve ser culpa do pseudofunk carioca, que só bota putaria na cabeça do povo.

Ou então dessas modinhas de merda (pagode, axé, sertanejo, e demais porcarias), que a mídia adora empurrar pelos nossos ouvidos adentro.

Pode ser também culpa desses moleques emos, bissexuais, afeminados de modinha, que ficam "loucas" quando são acusados de "trair o movimento punk, véio".

Na França, com certeza, a culpa é dos muçulmanos, e acabou. Se qualquer pessoa não adora o demônio que eles adoram (e pelo qual são capazes de MATAR), é isso aí, eu disse demônio, chamado Alá, eles crucificam o coitado em praça pública.

Tem certeza de que os cristãos é que são realmente intolerantes????

#HOMOFOBIA É O CACETE!!!!