quarta-feira, 25 de abril de 2018

Ataque dos incels raivosos

Parece que o sujeito que atropelou e matou 10 pessoas em Toronto, a maioria mulheres, não era muçulmano mas sim um armênio sexualmente frustrado que já tinha conversado com Elliot Rodgers, aquele outro maníaco que matou não lembro quantas mulheres na Mexifórnia.

Evidentemente há um problema hoje em dia com a psiquê masculina, mas não é exatamente o que as feministas pensam. Aliás, talvez seja exatamente o contrário.

O feminismo moderno é, basicamente, um ataque aos homens "beta". Perceba que as feministas modernas protestam, contra o quê? Estupros violentos? Casos de exploração sexual como os de Rotterham?

Não. Protestam contra cantadas vulgares, contra assédio no trabalho, contra não poder usar roupas sexy sem sofrer olhares indesejados. Em resumo, protestam contra as estratégias sexuais inadequadas dos homens beta.

Ao mesmo tempo, o feminismo moderno quer que as mulheres não deixem de ser consideradas atraentes por serem gordas (é "fat-shaming"), promíscuas ("slut-shaming") ou tatuadas até no ânus.

Basicamente, elas acham que merecem também um "alfa" só para elas, independente do seu valor.

Mas não coloquemos toda ou nem mesmo a maior parte da culpa deste desastre nas feministas ou nas mulheres. Movimentos masculinistas como os PUA e MGTOW também têm tanta ou mais culpa, por criar uma atmosfera envenenada de ódio e misoginia, além de o fato de declararem que o objetivo de "sucesso" seja o de copular com o máximo possível de "vadias".

Também a mídia e principalmente a indústria pornográfica tem sua culpa ao criar em homens ideais totalmente desconectados da realidade.

Elliot Rodgers e Minassian tinham atração por mulheres extremamente bonitas, com as quais não tinham tenhuma chance. Ei, é natural, de certa forma. Biologicamente, o homem sente atração (ao menos inicialmente) principalmente visual, e não importa se você é gordo, feio, velho ou nerd, todos os homens sentirão mais atração basicamente pelo mesmo tipo de mulheres - jovens e bonitas. 

E no entanto é preciso ser realista e aceitar que eles não tinham chance com esse tipo de mulher e que talvez seja até melhor uma mulher menos bonita, mas com outras características de personalidade que sejam atraentes. A beleza passa (e, em especial nas mulheres, muito, muito rápido), outras qualidades ficam.

Mais do que isso, existe um quê de "raposa e as uvas" nesta história. Muitas mulheres dão um trabalhão para conseguir, e, depois, o resultado nem sempre é o esperado.

Digamos que uma mulher muito atraente é como uma Ferrari. A princípio parece algo excelente e causa inveja em todos, mas depois você descobre que dá um monte de trabalho, a manutenção é extremamente cara, vai estar cheio de ladrões querendo roubar ela de você, e, no mais, quando é que você vai realmente poder andar a 300 km/h ao invés de ficar preso no trânsito?

Fazendo as contas, a não ser que você seja um fodão de Hollywood cheio da grana, mais vale um bom e velho Volkswagen - e uma mulher mais mediana.

No entanto, como eu já informei no artigo anterior, o celibatarismo involuntário parece estar aumentando. E isto ocorre tanto com os homens - em especial os "nerds" sem muita beleza ou habilidades sociais - como com as mulheres que passam do ponto e terminam adotando gatos em vez de ter crianças.

O problema é que não sei se isso tem solução.

Na era patriarcal monogâmica, o que ocorria é que as mulheres não tinham independência financeira, então sujeitavam-se a casar com quem podia mantê-la, e quem decidia eram os pais. Muitas talvez não gostassem desse sistema, e tampouco era necessariamente ideal para alguns homens, mas garantia uma maior igualdade sexual entre os gêneros.

Hoje parece que estamos voltando a uma era primitiva poligâmica, com 20% dos homens monopolizando 80% das mulheres, e o resto (tanto homens quanto mulheres) se ferrando.

Como se ainda não bastasse essa cruel mecânica, ainda existe a competição intra-tribal com os imigrantes e assemelhados.

A propaganda de casais mistos, e em especial de homens negros com mulheres brancas, é uma constante na propaganda moderna. Baste procurar no Google Images por "white couple" e depois por "black couple", e ver a curiosa diferença.

Nos filmes, na televisão, nos comerciais, a propaganda globalista ideaiiza esses casais mistos.

A realidade, no entanto, é bem mais triste. No outro dia uma branca inglesa decidiu sair do seu país para ir morar (na Alemanha e depois na Itália) com um imigrante de Burkina-Faso que conheceu no Facebook. Vejam a cara do sujeito e digam se parece alguém de boa índole (da mulher, não há fotos disponíveis, mas suspeito que tenha alguns quilos a mais). Em resumo, ela apanhou e sofreu estupro coletivo por vários imigrantes e hoje está chorando no hospital.

Enquanto o feminismo e o masculinismo continuarem sendo os únicos discursos, haverá mais casos como o dela -- e mais ataques violentos de "incels" raivosos.

Tempos sombrios, definitivamente.

Guerra dos sexos.

75 comentários:

Anônimo disse...

Matar gente está virando um tipo de meme. Da mesma forma que existia o desafio do balde de gelo do Youtube, haverá o desafio da facada na jugular. E doido é o que não esta faltando nesse mundo para fazer isso...

Fernanda Souza disse...

Na era patriarcal monogâmica, o que ocorria é que as mulheres não tinham independência financeira, então sujeitavam-se a casar com quem podia mantê-la, e quem decidia eram os pais. Muitas talvez não gostassem desse sistema, e tampouco era necessariamente ideal para alguns homens, mas garantia uma maior igualdade sexual entre os gêneros.

Então a solução é proibir as mulheres de trabalhar?

MGTOW, Real, PUA: Autodeterminação apenas para homens, escravidão para mulheres!

Países desconhecidos da maioria do público como Belarus, Azerbaijão, Cazaquistão, Lituânia, Estônia, Letônia com grande destaque em igualdade de gênero, não tem essas loucuras que acontecem no ocidente.

Mr X disse...

"Belarus, Azerbaijão, Cazaquistão, Lituânia, Estônia, Letônia com grande destaque em igualdade de gênero, não tem essas loucuras que acontecem no ocidente"

Pode até ser (nem eu conheço muito esses países ou o que se passa neles), mas então por que as pessoas desses lugares querem todas vir para o tal ocidente, se a igualdade de gênero é tão boa?

Fernanda Souza disse...

mas então por que as pessoas desses lugares querem todas vir para o tal ocidente, se a igualdade de gênero é tão boa? Não é por causa da igualdade de gênero e sim por melhores condições de vida. Se fosse estariam imigrando pro oriente médio

Direita disse...

O Homem sai pra caçar e a mulher fica em casa cuidando das crias .
Esse ritual faz parte da natureza humana a milhoes de anos . Esta no nosso DNA. Todas ideologias /movimentos que visam subverter a sociedade sabotando a natureza humana sempre dar-ão em merda .

Fernanda Souza disse...

Esse ritual faz parte da natureza humana a milhoes de anos . Esta no nosso DNA. Todas ideologias /movimentos que visam subverter a sociedade sabotando a natureza humana sempre dar-ão em merda.

Não era a regra, se fosse não existiria as guerreiras amazonas

E as leoas, hienas, lobas, onças caçam, porquê a mulher não pode caçar também?

Anônimo disse...

"Não era a regra, se fosse não existiria as guerreiras amazonas"

Amazonas não cassavam. Guerreiros e caçadores são grupos bem distintos. E amazonas não existiram. Eu sei que você vai postar vários links sobre documentários do History Channel sobre como amazonas da sibéria tocaram o terror onde passaram e acabaram desaguando na Mongólia, resultando em chinesinhas de olhos azuis, mas o fato é que depois de séculos de pesquisa nunca nada parecido às amazonas descritas pelos gregos foi confirmado. Nem de longe. Aliás, nem a existência de shield-maidens vikings é admitido por historiadores sérios. O papel das mulheres nas pilhagens vikings era bem diverso do dos homens e em geral não envolvia ataque ao inimigo. Algumas análises de aldeias vikings atacadas por outros clãs indica que o índice de falecimentos por ferimentos era maior entre mulheres do que homens(depois eu posto a fonte). O que isso significa? Bom, pode significar muitas coisas. Mas o que o autor dizia era que as mulheres eram alvo fácil não só porque eram mais fracas mas porque não treinavam artes marciais (no sentido amplo do termo, luta com espadas, arco e flecha e etc). Deviam existir sim algumas "gatas-pingadas" que iam para a guerra com um porrete na mão, mas eram exceções que não negam a existência da regra.

Sobre "leoas", rrrssssrsrs, não há nada anatomicamente que te impeça de caçar, você pode fazer isso. Mas historicamente, esse cargo coube aos homens. Não há nem como negar isso. É como se eu citasse uma regra que explica 99.9% da realidade e você pegasse os 0.1% e dissesse que minha regra está errada por causa deles. Está usando meio que de uma pedantismo desonesto.

Mudando um pouco o assunto, Sra. Fernanda, em outro post você disse que já teve namorados, assim, no passado. Você desistiu dos homens, virou lésbica ou alguma coisa assim? Porque isso me pareceria uma pouco drástico. Em tudo que eu já li sobre MGTOW, nunca li sobre nenhum que odiasse tanto mulher a pouto de querer virar gay.

Fernanda Souza disse...

Amazonas não cassavam. Guerreiros e caçadores são grupos bem distintos. E amazonas não existiram. Eu sei que você vai postar vários links sobre documentários do History Channel sobre como amazonas da sibéria tocaram o terror onde passaram e acabaram desaguando na Mongólia, resultando em chinesinhas de olhos azuis, mas o fato é que depois de séculos de pesquisa nunca nada parecido às amazonas descritas pelos gregos foi confirmado. Nem de longe. Aliás, nem a existência de shield-maidens vikings é admitido por historiadores sérios

De fato as evidencias são insuficientes para provar a existência das Amazonas, mas creio que será uma questão de décadas para confirmar a existência das Amazonas. De uns 30 anos pra cá foi descoberto mais evidências sobre a existência das Amazonas. E não era só os gregos que falavam dessa tribo de mulheres guerreiras: Persas também falavam(Amazona vem do iraniano hama-zan) Heródoto que fala sobre essas mulheres guerreiras era um HISTORIADOR e não um contador de fábulas.

E quando a existência delas forem confirmadas ainda sim será difícil a maioria da população aceitar, já que pra maioria da população mundial educada por uma série de dogmas religiosos e sociais, uma sociedade como as Amazonas vai parecer continuar improvável.Por exemplo, a teoria da evolução hoje é irrefutável, mas a grande parte do povo acredita no criacionismo, já que eles não conseguem acreditar que o ser humano descende desse bichinho peludo que viveu há mais de 50 milhões de anos . Tem gente que ainda acredita em geocentrismo e terra plana.

Sobre "leoas", rrrssssrsrs, não há nada anatomicamente que te impeça de caçar, você pode fazer isso. Mas historicamente, esse cargo coube aos homens. Não há nem como negar isso. É como se eu citasse uma regra que explica 99.9% da realidade e você pegasse os 0.1% e dissesse que minha regra está errada por causa deles. Está usando meio que de uma pedantismo desonesto.

No reino animal em geral o papel de caça está tanto com o macho, tanto com a fêmea. Qual será o motivo que o papel da caça nos seres humanos está apenas com o homem? Não seria pra criar uma relação de dependência e submissão total?

Mudando um pouco o assunto, Sra. Fernanda, em outro post você disse que já teve namorados, assim, no passado. Você desistiu dos homens, virou lésbica ou alguma coisa assim? Porque isso me pareceria uma pouco drástico. Em tudo que eu já li sobre MGTOW, nunca li sobre nenhum que odiasse tanto mulher a pouto de querer virar gay.

Por acaso você já ouviu as besteiras de Turd Flinging Monkey? Esse canalha já uma vez defendeu que os homens tratassem as mulheres como tratam as mulheres em muitos países subdesenvolvidos

Abigo disse...

Porque é uma natureza antiga não significa que seja imutável. Agradeça à estupidez dos doentos porque se eles pensassem como eu vocês já estariam mais fritos que tudo.

No mais, a tal "superioridade" masculina porque o papel de "caçador" 'lhe foi dado" desde a muito tempo, tem se provado amargo e doce, uma faca de dois gume. Aumenta as capacidades de planejamento e estratégia do homi. Por outro lado a incidência de personalidades anti sociais e tendências agressivas são consideravelmente maiores entre eles. Agora quero ver um retardado masculinista negar isso. Sim, por incrível que possa parecer a estupidez é extremamente fértil, ao estilo r de reprodução. E quase sempre o que falta não é o aspecto cognitivo mas o afetivo, aceitar que o mundinho não é extensão do umbigo sujo e começar a pensar em evoluir, matar o primeiro ídolo de todos, a si mesmo.

Mr X disse...

Independentemente das amazonas terem existido ou serem apenas uma bonita lenda, as mulheres são fisicamente muito mais fracas do que os homens, portanto colocá-las para caçar (ou ir a guerras) é em geral uma má ideia.

(A guerra é ainda pior, colocar mulheres, mães das novas gerações, para que possam ser mortas e estupradas pelo inimigo é realmente estúpido).

Mulheres são fisicamente e psicologicamente diverss dos homens, e portanto tem necessidades diferentes, que mal há em aceitar isso? Não significa necessariamente submissão completa, mas apenas seguir aquilo que é mais natural para ambos.

Anônimo disse...

"Por outro lado a incidência de personalidades anti sociais e tendências agressivas são consideravelmente maiores entre eles."

Sabedor, você sabe que não foi a caça que fez isso aos homens, não é? Porque a tendencia à maior agressividade nos machos existe na maioria das espécies de mamíferos, particularmente nos nossos "parentes" primatas. Mesmo em animais que não são carnívoros, o macho tende a ser mais agressivo. Não é possível que você nunca tenha visto um bode que não tenha sido castrado, ou nunca tenha criados cães.

Deem uma olhada no seguinte link, onde uma análise indica que chimpanzés machos caçam com mais frequência que as fêmeas: http://blog.pnas.org/2013/03/adult-male-chimps-regularly-eat-meat-unlike-other-chimps/

"Ahhh, esses chimpanzés patriarcais e sua cultura de submissão total."

Anônimo disse...

"O Homem sai pra caçar e a mulher fica em casa cuidando das crias .
Esse ritual faz parte da natureza humana a milhoes de anos . Esta no nosso DNA. Todas ideologias /movimentos que visam subverter a sociedade sabotando a natureza humana sempre dar-ão em merda ."

Depois vocês ainda não sabem pq não atraem mulheres para o movimento de vocês kkk

Fernanda Souza disse...

Independentemente das amazonas terem existido ou serem apenas uma bonita lenda, as mulheres são fisicamente muito mais fracas do que os homens, portanto colocá-las para caçar (ou ir a guerras) é em geral uma má ideia.

Leoas, onças, Tigresas, Lobas são mais fracas, e caçam, porquê as mulheres não podem também?

Mr X disse...

"Leoas, onças, Tigresas, Lobas são mais fracas, e caçam, porquê as mulheres não podem também?"

1. Porque primatas não tem os mesmos hábitos que felinos.

2. Porque não somos mais, felizmente, uma sociedade de caçadores-coletores (nas quais aliás os homens caçavam e as mulheres coletavam)

3. Porque na sociedade tradicional, permanece igual o comportamento, o homem trabalha (caça), a mulher coleta (vai ao shopping).

4. Porque mulheres muito masculinas ou que exercem atividades tradicionalmente masculinas não são atraentes para a maioria dos homens.

5. Porque alguém tem que cuidar das crianças (se houverem) e em geral mulheres são melhores para isso.

6. ???

Mr X disse...

http://www.dailymail.co.uk/news/article-5654845/Swedish-woman-raped-sexually-assaulted-Afghan-migrant-teenagers-met-outside-bar.html

mais uma branquela estúpida que foi "estuprada" (depois de aceitar um convite para sair e beber com "jovens" de metade da sua idade)

Mr X disse...

"mesmo em animais que não são carnívoros, o macho tende a ser mais agressivo. Não é possível que você nunca tenha visto um bode que não tenha sido castrado, ou nunca tenha criados cães."

Qualquer pessoa que tenha uma familiaridade ainda que mínima com crianças, pode ver que meninos desde uma idade bem pequena tendem a ser mais agressivos/hiperativos, e meninas mais tranquilas/obedientes. Não é "cultural".

Fernanda Souza disse...

3. Porque na sociedade tradicional, permanece igual o comportamento, o homem trabalha (caça), a mulher coleta (vai ao shopping).

A maioria das mulheres tem sua renda, aliás, você deu a entender no post que tem que proibir as mulheres de trabalhar para haver uma "igualdade sexual de gêneros".

mais uma branquela estúpida que foi "estuprada" (depois de aceitar um convite para sair e beber com "jovens" de metade da sua idade)

E que começe as generalizações...

1. Porque primatas não tem os mesmos hábitos que felinos.

Mas podemos adotar os hábitos dos Felinos. Teoria da Evolução meu caro... Os habítos dos animais mudam com o passar do tempo.


Mr X disse...

Casos similares tbm acontecendo na China, seria uma epidemia global?

https://uk.news.yahoo.com/china-stabbing-seven-killed-19-142100010.html

Mr X disse...

"no post que tem que proibir as mulheres de trabalhar para haver uma "igualdade sexual de gêneros"."

Não proibir, só desestimular.

E que começe as generalizações...

90% das mulheres nos chats de sexo tem fantasia com estupro e dominação. as outras 10% são lésbicas...

Mas podemos adotar os hábitos dos Felinos. Teoria da Evolução meu caro...

Sabedor é você?!?

Silvio disse...

Sobre diferenças inatas entre os sexos:
http://www.youtube.com/watch?v=Kuu8Ep5JOy8
http://www.youtube.com/watch?v=9bTKRkmwtGY
http://www.youtube.com/watch?v=Eajn44dMaBM

Depois vocês ainda não sabem pq não atraem mulheres para o movimento de vocês kkk

Argumentozinho ridículo. Sequer é argumento, não passa de provocação barata. É a tal besteira de “representatividade”. Pessoas com argumentação embasada, boa bagagem cultural, que cita fontes? Para quê? Importante mesmo é ter um número x de mulheres (ou de negros, travecos, nordestinos, cadeirantes...).

Lugar de mulher é cuidando dos afazeres domésticos, e não se engajando em “movimentos”. Se algumas escolhem outro caminho, ótimo, as sociedades sempre souberam lidar com essas exceções (e falar em “exceções” é falar o fundamental): Hildegard von Bingen, Jane Austen, Marie Curie, Margaret Thatcher...

Mas daí dizer que porque existiram uma Joana d’Arc e uma Lyudmila Pavlichenko isso prova que toda mulher pode ser igual a elas e portanto devemos atacar todas as diferenças sociais entre masculino e feminino como sendo opressoras e cerceadoras do potencial da mulher - isso aí já é uma mistura de desonestidade com ignorância.

Fernanda Souza disse...

Não proibir, só desestimular.

O que seria desestimular?. Supondo que tivesse uma filha e ela disesse que queria estudar e se inserir no mercado de trabalho, você iria dizer não?

90% das mulheres nos chats de sexo tem fantasia com estupro e dominação. as outras 10% são lésbicas...

Fontes?? E por acaso 90% das mulheres do mundo entram em chats de sexo?

Lugar de mulher é cuidando dos afazeres domésticos, e não se engajando em “movimentos”.

Se não querem igualdade, tem uma seguda opção: Separatismo, ou seja vamos dividir cada país desse globo em dois, um fica só para os homens e o outro só para as mulheres, Se a igualdade de gênero não tá dando certo nada que um separatismo resolva o problema. Vocês com certeza vão falar: Ah e os trabalhos pesados, as indústrias pesadas. Simples o bodybuilding feminimo habilita a mulher para fazer esses trabalhos. Todo mundo com certeza vai sair feliz, as mulheres resgatando o espírito das guerreiras amazonas em seus países e os homens vão serem felizes com suas Sexbots.

Mas ser tratada feito gado como antigamente nunca mais, e caso queiram, será guerra na certa, pois eu e uma grande parte das mulheres vai pegar em armas(incluindo nucleares) pra impedir que isso aconteca

Fernanda Souza disse...

Casos similares tbm acontecendo na China, seria uma epidemia global?

Sim, a China é um exemplo de igualdade de gênero para o mundo?

Mr X disse...

"Simples o bodybuilding feminimo habilita a mulher para fazer esses trabalhos."

Mas mulheres que fazem bodybuilding ficam feias... Se bem que no caso essas mulheres vivendo em uma sociedade separatista seriam todas lésbicas e não teriam interesse em atrair homens, mas como se reproduziriam essas amazonas modernas? Através de bancos de esperma?

De qualquer forma, é verdade que a tecnologia moderna propiciou mais igualdade, por exemplo as armas de fogo modernas que permitem maior facilidade para mulheres soldadas. Mesmo assim, ainda estão em desvantagem pois soldados precisam carregar bastante peso, a força e a resistência maior masculinas ajudam muito.

Nas indústrias pesadas, os robôs poderiam ter esse papel de substituir a força masculina. Mas, de novo, quem é que cria robôs e programas de computador? Os homens, e pior, os nerds socialmente ineptos tão odiados por elas... Então de novo as mulheres separatistas teriam que ter alguns "homens nerds" escravos que criariam para elas os robôs e os programas de computador?

Anônimo disse...

Nossa cara, olha o nivel de vcs? Vcs foram sempre assim ou viraram esses honens ridiculos com o tempo?

Tem um cara aí falando em desestimular/proibir mulheres de trabalhar e estudar!!!! O outro chega dados tirados do rabo, falando que 90% das mulheres de chat de sexo querem ser estupradas e outras 10% são lesbicas. Vem cá, vc anda visitando chats de sexo demais pra saber de tosos esses números né kkk

O movimento de vcs vai morrer de homens infelizes e solteiros, que acham que por serem brancos devem ser idolatrados. Se acham que vamos voltar a sermos donas de casa e ter 18 filhos com vcs só pra manter a raça, estão engraçadíssimos. Podem criar uma ilha pra vcs e ir viver no mato, sozinhos, então. Bom que essa raça chamada homem """"alfa""". entra em extinção logo.

Anônimo disse...

Enganadíssimos*

Anônimo disse...

"O movimento de vcs vai morrer de homens infelizes e solteiros"

Mas depois de observar o sucesso feminista, a gente aprendeu. Não há infelicidade e solidão que não sejam curáveis por um casal de gatos e uma caixinha de anti-depressivos.

E quem foi que disse que é para manter a raça branca? Filha, o Mr. X por exemplo é aborígene australiano. Todo mundo fala que ele é judeu, mas ele nunca falou dos aborígenes, logo ele é um.

Fernanda Souza disse...

mas como se reproduziriam essas amazonas modernas? Através de bancos de esperma?

A depender das circunstâncias, o separatismo não poderá implicar que homens e mulheres nunca mais se olhem. Pode ficar que nem nos tempos das Amazonas com os citas, onde ambos se encontravam para se reproduzir, os bebês meninos ficariam com os homens e as bebês meninas ficariam com as mulheres. Mas no caso de Homens e mulheres nunca mais se olharem, é de desenvolver úteros e espermas artificiais. Tanto homens quanto mulheres iriam ter que desenvolver tecnologia para eliminar a dependência do sexo oposto na reprodução.

as, de novo, quem é que cria robôs e programas de computador? Os homens, e pior, os nerds socialmente ineptos tão odiados por elas... Então de novo as mulheres separatistas teriam que ter alguns "homens nerds" escravos que criariam para elas os robôs e os programas de computador?

E por acaso são apenas homens que trabalham com isso?. Pode haver mais homens trabalhando nessa área, mas não implica que não haja nenhuma mulher trabalhando nisso.

Anônimo disse...

"A depender das circunstâncias, o separatismo não poderá implicar que homens e mulheres nunca mais se olhem. Pode ficar que nem nos tempos das Amazonas com os citas, onde ambos se encontravam para se reproduzir, os bebês meninos ficariam com os homens e as bebês meninas ficariam com as mulheres. Mas no caso de Homens e mulheres nunca mais se olharem, é de desenvolver úteros e espermas artificiais. Tanto homens quanto mulheres iriam ter que desenvolver tecnologia para eliminar a dependência do sexo oposto na reprodução."

Mas você não respondeu minha pergunta, sr. Fernanda. A Sr. se tornou homossexual, ou assexual?

Anônimo disse...

"Mas depois de observar o sucesso feminista, a gente aprendeu. Não há infelicidade e solidão que não sejam curáveis por um casal de gatos e uma caixinha de anti-depressivos."

Se vivemos sozinhas é por opção, não por falta de parceiro/a. Já vcs... Não podem dizer o mesmo.

Mister Sífilis! sou eu! disse...

O conserva pensa que a evolução é estática... Convenientemente preguiçoso na hora de pensar.

Mister Sífilis! Sou eu! disse...

A caça foi e é um efeito. A causa eu realmente não sei.tenho lá minhas hipóteses do porquê.

Mister Sífilis! Sou eu! disse...

Alguma coisa relacionado com o fato que, já que é a femea quase sempre que tem o dever de continuar a espécie, "a natureza" acabou transformando-a em um ser vivo tendenciosamente menos agressivo. Mas também o efeito bola de neve da competição masculina, que acabou exacerbando este aspecto, luta pela sobrevivência entre indivíduos da mesma e em relação à outras espécies que "compartilham' o mesmo nicho.

Li em algum lugar de um iconoclasta quase anônimo no tuiter que:

A mulher, ao menos na espécie humana, tem sido selecionada para a seleção natural (melhor saúde biológica)
E o homem para a seleção sexual (melhor saúde sexual ou reprodutiva). Outra ou talvez complementar é a de que sejam mais mutantes que as mulheres/femeas.

Meu nome é Sífilis! sou eu! disse...

Começe... Não sou eu.

Mr X disse...

Amazonas? Citas? Bem, não dá para dizer que não se discutam coisas interessantes neste blog...

No outro dia li sobre umas supostas descendentes das amazonas que não podiam casar "até não tiverem matado ao menos um homem numa batalha". kkkkk.

Mas quem é que ia querer casar com uma mulher dessas?

O problema é que homem gosta mais de mulher submissa e que fica quietinha sem reclamar tanto. Por isso estão tantos casando com asiáticas, as branquelas feministas reclamam demais (se bem que parece que a submissão das asiáticas também é mito).

Mister Sífilis! o seu amiquinho! disse...

Os homens preferem a xena
Mas se casam com gabriele

Mister Sífilis! disse...

Acho que a Fernanda está dizendo umas impropriedades aqui sobre separatismo dos gêneros. Algo que é quase indiscutível é: a natureza masculina é uma bela faca de dois gumes, de um lado tem a coragem, a força e a inovação. Do outro, tem a violência/falta de empatia benigna e competitividade feroz. Parece-me que a Fernanda não leva em consideração mudanças nos padrões seletivos dos seres humanos com o intuito de reformar as naturezas masculina e feminina, buscando reduzir consideravelmente os aspectos falhos de ambos e aumentando a frequência e a qualidade dos aspectos virtuosos. O homem não precisa ser corajoso e ao mesmo tempo impetuoso. Ou melhor, o ser vivo. A mulher não precisa ser mais empática e ao mesmo tempo fraca. Enfim, começando por aí. Advogar por um separatismo como esse dá a impressão que não tem outra via ou alternativa.

Mister Sífilis! disse...

Eu duvido que a maioria das pessoas que adotam "animais" de estimação o fazem como maneira compensatória de uma falta humana. Não é incomum que mesmo essas pessoas, consigam encontrar parceiros humanos e sem com isso abdicar do convívio saudável e verdadeiro com esses seres tão docilizados pela peste humana.. O problema não é o estereótipo. É aquilo que o conserva faz com ele. Existe o estereótipo do hiper empático que desiste do convívio integral com outros humanos e correlativamente encontra uma relação menos ambígua com outros seres vivos. Ainda assim a partir do momento que, existem solitários que não gostam de "animais" e socializados que gostam (ainda que, tal "gostar" tenderá a variar, obviamente), então esta relação mega causal se fará menos verídica. O conserva reinterpreta os estereótipos primeiramente desumanizando-os, de praxe por parte deles, da maioria, segundo, forçando uma causalidade quase absoluta.
Outro sintoma de insensibilidade explícita neste comentário acima é a associação entre uso de anti depressivos e ter um "animal" de estimação. Ao não explicar tal possível correlação, não ponderar o caso, o ideal a ser feito, cria-se exatamente a ideia de que aqueles que decidem ter mais convívio ou tratam os "seus animais" de maneira mais igualitária, o fazem por pura carência e que se explicita com base no uso de anti depressivos. Não passa pela cabeça que os não humanos tendem a ser muito mais diretos e companheiros, como verdadeiros amigos, do que, infelizmente, a maioria dos seres humanos. E claro, mesmo não sendo todos nós que precisamos ou vemos a necessidade do uso de medicação para regular o humor, existe um teor muito profundo na condição melancólica, que eu não gosto e não vejo como sinônima à depressão, e uma delas são as muitas doses de realismo existencialista, reduzindo nossa percepção antropocêntrica e alienada ao mundo em que sabemos que no fim estamos todos no mesmo barco.

Anônimo disse...

"Os homens preferem a Xena"
A atriz que interpretava a Xena tinha ate um rosto bonito, mas de tanto ficar fazendo caretas para a camera a personagem nao era la muito atraente.

"Acho que a Fernanda esta dizendo umas impropriedades"

Ah eh serio, Sabedor? O ultimo comentario dela foi pura trollagem, e voce ainda esta tentando analisar seriamente? Como eu havia dito, nunca vi MGTOW se tornar homossexual. Por mais que desprezem mulheres, o desejo sexual deles continuam a serem direcionados a elas. Essa eh uma diferenca de sexualidade interessante. Eu ja tive uma vizinha que virou sapatao depois de ser traida pelo namorado. Nao sei se ainda continua. Mas no caso masculino isso eh impensavel, uma desilucao mudar a sexualidade do cara. So quem sonha com um separatismo desses eh sapata com inveja de penis literal.

AF disse...

O Anônimo (27 de abril) resumiu bem o tipo de falácia usada por feministas como a Fernanda que é a da generalização e consiste em pegar casos específicos e aplicar como se fossem regras. Essa falácia não é só usada por ela, como também por muitas feministas que tentam refutar quem não concorda com o movimento, sempre pegando casos a parte e aplicando como se fosse regras e / ou tentar relativizar o assunto.

Mas há uma outra falácia que ela e muitas também usam, que é a do espantalho (distorção), vide a bobagem que ela falou quando foi dito que muitas mulheres em chats procuram pessoas homens submissos.

Imagina uma pessoa falando com ela:
- Ontem eu vi uma mulher vestida de vermelho.

Ela talvez diria:
- Mas de onde você tirou que todas as mulheres do mundo vestem vermelho? Por que você quer proibi-las de vestir assim? Cada um tem seu gosto! Mulher veste o que ela quiser e não é você que vai ditar o que ela veste ou não, seu machista!

(e para evitar, ou tentar evitar que ela (você mesmo Fernanda), venha tentando criar outro espantalho do que eu disse, saiba: foi apenas um exemplo que se aplica não só a você, como a muitas pessoas, infelizmente…)

Se não querem igualdade, tem uma seguda opção: Separatismo, ou seja vamos dividir cada país desse globo em dois, um fica só para os homens e o outro só para as mulheres,

Ou seja: se meu pai não me dar um presente, vou quebrar tudo e agredir a todos! Que pensamento mais infantil!

Não queremos igualdade porque homens e mulheres não são iguais! Não querer igualdade não é querer que alguém imponha seus valores a outro! Homens e mulheres não são iguais e nunca vão ser.

No fundo até as feministas sabem disso e curiosamente não lutam para o direito de fazerem trabalhos forçados, entrar no exército, trabalharem em lugares insalubres, britar asfalto. Nem precisa dizer das diferenças anatômicas entre homens e mulheres, a nível de voz, aparência, massa muscular, atividade cerebral.

Se há diferenças, é lógico que isso implicará que haverão coisas que um pode fazer, que o outro não pode e vice-versa.

AF disse...

Se a igualdade de gênero não tá dando certo nada que um separatismo resolva o problema. (...)

A igualdade não dá certo e nunca dará, pois homens e mulheres não são iguais.

Quanto ao separatismo, vamos imaginar que uns 10 milhões de mulheres que trabalham, tem suas famílias, cantam, vão a igreja, cuidam dos seus filhos, amam os seus pais e seus maridos queiram, de uma hora para outra, se separarem dos homens porque “muh, igualdade”. Nessas circunstâncias, com 100% de certeza elas iriam querer.

Vamos imaginar que elas criem um país totalmente separado dos homens com 10 milhões de mulheres. Um país existe não só pela sua população, mas porque ela se reproduz. Se ninguém do Brasil se reproduzisse em 1900, não existiria ninguém aqui agora (a não ser que tenha nascido uma Jeanne Calment, mas aí já é outra história).

Como um país assim manteria sua taxa de natalidade? Hmmm, vamos pensar… era só ir ao país do homem, fazer o trepa trepa e voltasse, não é? Mas as próprias mulheres exigem que o homem tenha atitude… e elas iriam se dar ao trabalho de viajar milhares de quilômetros para ter um filho? E se nascesse homens, será que elas iriam voltar para devolver o homem?

Bancos de esperma, idem, além do fato de haverem mulheres que amam um homem e adoram o carinho do homem amado e sentirem penetradas por homens que tanto amam.

Trabalhos braçais? Nossa amiga responde que é só fazer bodybuilding, como se toda mulher se interessasse por isso e ignorando que mesmo em termos de massa muscular, homens continuam sendo fortes e que é muito difícil uma mulher, mesmo musculosa alcançar a mesma massa muscular que um homem musculoso tem… e ela acha que é fácil britar asfalto, trabalhar de estivadora, num esgoto e que as mulheres se interessariam por isso.

Muitas mulheres amam a ideia de ter uma família, despertar a atenção nos homens e estar com seus filhos e odiariam viver num país assim, logo teria que usar a força.

Armas nucleares? Lê um pouco sobre exércitos, coisa que você mulher igualitária deve saber muito bem, que a tecnologia envolve muito know-how, investimento, manutenção e acesso restrito… como conseguiriam roubar dos homens isso? (sim, eu sei, é bobagem, mas algumas vezes a gente tem que falar algo óbvio).

Daria para discorrer muito mais sobre seu país lindo e maravilhoso, do qual “todos seriam felizes”, mas paro por aqui.

Desculpem a todos por dizer coisas óbvias, mas algumas vezes em debates a gente tem que fazer isso e até imaginar para mostrar que essas ideias como comunismo, feminismo e igualdade, são, e sempre serão, BOLLOCKS!

Fernanda Souza disse...

Se há diferenças, é lógico que isso implicará que haverão coisas que um pode fazer, que o outro não pode e vice-versa.

O que seria essas coisas que a mulher não pode fazer? Estudar, livre-arbítrio, trabalhar fora, não casar?. Vão criar leis pra proibir a mulher de fazer várias coisas?.

O Anônimo (27 de abril) resumiu bem o tipo de falácia usada por feministas como a Fernanda que é a da generalização e consiste em pegar casos específicos e aplicar como se fossem regras.

As regras não são justificativas para criarem leis proibindo um determinado grupo de fazer diversas coisas, só porquê é a regra.

El Misionero Meu Cérebro Minhas Regras disse...

Eu vi a cara do sujeito. Feio pra cacete. Uma puta cara de tranqueira. Por que é que uma mulher vai se interessar por uma merda dessas???? Vai entender...

Mister sifilinho disse...

Não tenho bola de cristal para saber se ela está trollando ou não. Claro, pegue um exemplo e generalize.

Arnold disse...

Dizer que o homem é "o" responsável por quase todas as conquistas e merdas humanas por acaso fere os sentimentos dos masculinistas???

Anônimo disse...

"No fundo até as feministas sabem disso e curiosamente não lutam para o direito de fazerem trabalhos forçados, entrar no exército, trabalharem em lugares insalubres, britar asfalto. Nem precisa dizer das diferenças anatômicas entre homens e mulheres, a nível de voz, aparência, massa muscular, atividade cerebral."

Meu querido, vc ao menos sabe do que esta falando? Feministas lutam por direitos iguais. Nós não somos obrigadas a servir, mas quem quer, pode. Inclusive, lutamos pelo fim do serviço obrigatorio no exercito para homem, assim tanto homens quanto mulheres poderão escolher servir ou não.
Talvez não sejamos maioria nos trabalhos perigosos ou que requerem muita forma, mas existem mulheres nesses meios. Eu não brito um asfalto, mas ja vi mulheres fazendo isso tão bem quanto homem. Meu trabalho é insalubre e a maioria das pessoas que trabalham comigo sao mulheres. Nao fale do que n sabe.

Anônimo disse...

Visualizar

Editar Anônimo disse...
"e que as mulheres se interessariam por isso."

E algum homem gosta de trabalhar no esgoto? Meu filho, se tem gente trabalhando nisso é pq precisa, não pq tem "vocação". Se vc nao vê muitas mulheres trabalhando nisso é pq muitos pais e mães não gostariam de ver sua meninha mexendo em merda, "antes ser domestica ou baba do que ir no esgoto mexer em merda", éo que a maioria pensa.

Mas digamos que haja um separatismo, irita existir mulheres pra fazer esse trabalho sim. E se não tivesse poderia ser usada a tecnologia a seu favor né.

AF disse...

O que seria essas coisas que a mulher não pode fazer?

Gerar a mesma quantidade de testosterona que o homem gera é uma delas.
Ter a mesma massa muscular treinando de modo igual ao homem é outra.
Tomar a iniciativa em um encontro?
Preferir alguém numa situação financeira inferior às suas?
Viajar quilômetros de distância para conhecer alguém?

Estudar, livre-arbítrio, trabalhar fora, não casar?

Incrível como ela pergunta só o que lhe convem e como se quiséssemos proibi-las disso! Curiosamente, ela não pergunta nada sobre ter o mesmo rendimento em um exército que treina pesado, britar um asfalto, fazer trabalhos insalubres e perigosos, tomar iniciativa em encontro ou chegar no parceiro… isso aí ela não pergunta, nem passa pela cabeça, mas coisas simples, que as mulheres já faziam desde antigamente e que ninguém (a não ser um imbecil) quer proibi-las de fazer, ela já pergunta.

No fundo ela está até mesmo dizendo que as mulheres fazem no máximo isso: “Estudar, livre-arbítrio, trabalhar fora, não casar”.

As regras não são justificativas para criarem leis proibindo um determinado grupo de fazer diversas coisas, só porquê é a regra.

Certinho as falácias. Sempre dá certo.

AF disse...

Anônima,

Meu querido, vc ao menos sabe do que esta falando? Feministas lutam por direitos iguais. Nós não somos obrigadas a servir, mas quem quer, pode. Inclusive, lutamos pelo fim do serviço obrigatorio no exercito para homem, assim tanto homens quanto mulheres poderão escolher servir ou não.

Minha querida, você ao menos sabe que você está se contradizendo?

Lutamos por direitos iguais!!!” (sempre esse argumento, mas algumas já até dizem que não é esse o foco das feministas, de tão enjoado que tá essa repetição).

Se vocês lutam, vocês eram para lutar pelo direito de servirem obrgatoriamente também, não pelo direito do fim do serviço do homem (até parece que há feministas lutando para isso) e mulheres não podem servir, nem podem escolher se servem ou não o serviço obrigatório e mesmo em poucos lugares que podem escolher (como a EspCex) há muito pouco interesse.

Talvez não sejamos maioria nos trabalhos perigosos ou que requerem muita forma, mas existem mulheres nesses meios

Não são porque vocês (lutadoras de direitos iguais) não querem lutar e nem têm interesse de mudar as leis para isso. Quanto as que existem e daí? Quero ver a mesma quantidade, já que vocês querem direitos iguais.

Eu não brito um asfalto, mas ja vi mulheres fazendo isso tão bem quanto homem. Meu trabalho é insalubre e a maioria das pessoas que trabalham comigo sao mulheres. Nao fale do que n sabe.

Verdade. Isso aconteceu pra caralho! Inclusive ontem mesmo, depois de presenciar esse fato 100% verídico, eu pude ver você vendo mulheres britando asfalto muito melhor do que os homens e trabalhando no seu trabalho insalubre com várias mulheres. Desculpe, realmente acabei falando do que não sei.

Meu filho, se tem gente trabalhando nisso é pq precisa, não pq tem "vocação". Se vc nao vê muitas mulheres trabalhando nisso é pq muitos pais e mães não gostariam de ver sua meninha mexendo em merda, "antes ser domestica ou baba do que ir no esgoto mexer em merda", éo que a maioria pensa.

Ué, mas há mulheres que precisam e estão necessitadas… mas a culpa é dos pais… entendi. Me mostre então estudos que provam que mulheres não trabalham nisso porque os pais não gostariam e que a maioria pensa assim.

Anônimo disse...

"Não tenho bola de cristal para saber se ela está trollando ou não. Claro, pegue um exemplo e generalize."

Você não precisa de uma. Tem coisas que a pessoa escreve que transparece a intenção logo de cara. Você que se interessa tanto por autismo, sabe que pessoas normais conseguem entender a intenção por trás das palavras.

Acerca do exemplo dado, há até filmes sobre o assunto e personagens de novela que se comportaram da mesma forma. Não é uma percepção só minha.

"Meu querido, vc ao menos sabe do que esta falando? Feministas lutam por direitos iguais. Nós não somos obrigadas a servir, mas quem quer, pode. Inclusive, lutamos pelo fim do serviço obrigatorio no exercito para homem, assim tanto homens quanto mulheres poderão escolher servir ou não"

Caiu de para-quedas na discussão. O slogan feminista de direitos iguais não é compatível com as outras requisições feitas por elas. E feministas lutando pelo fim do serviço obrigatório é mentira deslavada.

"E algum homem gosta de trabalhar no esgoto? Meu filho, se tem gente trabalhando nisso é pq precisa, não pq tem "vocação". Se vc nao vê muitas mulheres trabalhando nisso é pq muitos pais e mães não gostariam de ver sua meninha mexendo em merda, "antes ser domestica ou baba do que ir no esgoto mexer em merda", éo que a maioria pensa.

Mas digamos que haja um separatismo, irita existir mulheres pra fazer esse trabalho sim. E se não tivesse poderia ser usada a tecnologia a seu favor né."

E os pais e mães gostariam de ver seu filho trabalhando com esgoto? Sua explicação é furada. Se assim fosse não existiriam prostitutas porque "pai e mãe não deixaram".

Direita disse...

"Meu querido, vc ao menos sabe do que esta falando? Feministas lutam por direitos iguais. Nós não somos obrigadas a servir, mas quem quer, pode. Inclusive, lutamos pelo fim do serviço obrigatorio no exercito para homem, assim tanto homens quanto mulheres poderão escolher servir ou não."

Nao temos necessidades e capacidades iguais . Porque deveriamos ter direitos iguais?

Mulher policial ? Nao!
Homem pedagogo ? Nao!

Direitos iguais so se for benefico para sociedade como um todo.

Anônimo disse...

pra mim é só mais nom ele e o eliot eram do leste "oestianizados" ambos odeiam nessahan vivem de idolatrar a femea ocidental e destruir o oeste com outros pretextos alem meca ja absorvidos mundanos o outro era filho de berbere aquela de nissei sansei era fraude nom vide o aspecto dos de ca comparado com ele

abigo disse...

Eu acredito que ela esteja sendo sincera. Acredito na maneira estupida com que ela tem comentado, sem que se consista em trolhagem, eu que sei.

Mr X disse...

mentalidade feminista:

http://streetcarnage.com/wp-content/uploads/2016/02/image.jpeg

Mr X disse...

Até em Tel Aviv tem isso?

http://www.dailymail.co.uk/news/article-5694071/Thousands-topless-demonstrators-march-Tel-Aviv-Slut-Walk.html#ixzz5Edr4zQZP

Bárbara disse...

Que loucura! Vocês são todos uns incels wiggers imundos! Sem exceção, até o Direita.

Fernanda Souza disse...

Nao temos necessidades e capacidades iguais . Porque deveriamos ter direitos iguais?

Mulher policial ? Nao!
Homem pedagogo ? Nao!


Incrível como ela pergunta só o que lhe convem e como se quiséssemos proibi-las disso!

Olha aí AF como tem gente que quer restringir as escolhas individuais de um determinado grupo só porquê é o padrão em uma sociedade que esse grupo não faça uma determinada escolha.

Como um país assim manteria sua taxa de natalidade? Hmmm, vamos pensar… era só ir ao país do homem, fazer o trepa trepa e voltasse, não é? Mas as próprias mulheres exigem que o homem tenha atitude… e elas iriam se dar ao trabalho de viajar milhares de quilômetros para ter um filho? E se nascesse homens, será que elas iriam voltar para devolver o homem?

Como as Amazonas e citas faziam, se reuniam para se reproduzir e no final os meninos eram entregues aos citas e as meninas ficavam com as Amazonas.

Se vocês lutam, vocês eram para lutar pelo direito de servirem obrgatoriamente também, não pelo direito do fim do serviço do homem (até parece que há feministas lutando para isso) e mulheres não podem servir, nem podem escolher se servem ou não o serviço obrigatório e mesmo em poucos lugares que podem escolher (como a EspCex) há muito pouco interesse.

Acho que a culpa do fato de vocês serem obrigados a servir o exército é de vocês mesmo, pois as mulheres não estão pressionando vocês a servirem o exército. Quem geralmente pressiona os homens a servirem o exército são eles próprios. É muito comum ver pai e parentes masculinos fazendo pressão em garotos quando chega a idade do alistamento militar. E geralmente são as mães e parentes mulheres que são favoráveis a escolha do garoto em servir ou não servir. Uma mulher mais fraca que um homem, mas que tem interesse e determinação para servir ao exército pode render mais que um homem mais forte, mas sem interesse nenhum em servir.

Trabalhos braçais? Nossa amiga responde que é só fazer bodybuilding, como se toda mulher se interessasse por isso e ignorando que mesmo em termos de massa muscular, homens continuam sendo fortes e que é muito difícil uma mulher, mesmo musculosa alcançar a mesma massa muscular que um homem musculoso tem… e ela acha que é fácil britar asfalto, trabalhar de estivadora, num esgoto e que as mulheres se interessariam por isso.

Exigem força física sim, mas não força física de um homem maromba.

Fernanda Souza disse...

Quanto ao separatismo, vamos imaginar que uns 10 milhões de mulheres que trabalham, tem suas famílias, cantam, vão a igreja, cuidam dos seus filhos, amam os seus pais e seus maridos queiram, de uma hora para outra, se separarem dos homens porque “muh, igualdade”. Nessas circunstâncias, com 100% de certeza elas iriam querer.

Eu apenas sugeri separatismo caso homens e mulheres não pudessem dividir o mesmo espaço numa igualdade de gênero. Talvez separatismo não será preciso, tudo vai depender como serão a relação entre os sexos no futuro.

Fernanda Souza disse...

Separar ou não separar os sexos? Na verdade, não sei. Nunca tive problemas com ambientes mistos, ao contrário, e no ambiente de trabalho muitas vezes me dou até melhor com colegas mulheres. Por outro lado, acho que certos ambientes, em especial entre adolescentes, provavelmente são mais propícios a uma separação.

Por exemplo, acho que a separação educacional entre meninos e meninas até o segundo grau funcionou bastante bem ao longo da história, gerando menos distração em ambos os sexos, e poderia voltar. (As universidades podem continuar sendo mistas, já que um dos principais usos paralelos da universidade é encontrar alguém mais selecionado com quem casar). O ambiente de trabalho (dependendo da área, é claro) também pode continuar a ser misto, naturalmente.


Não confunda Apartheid com separatismo. O primeiro separa grupos que continuam a morar no mesmo país, mas dá uma série de poderes e privilégios a um determinado grupo. O segundo é ter dois grupos separados, com suas leis, seu governo, com sua moeda e fronteiras bem-definidas.

Fernanda Souza disse...

Ops, comentário no post errado^^

direita disse...

Mentira!

Compare a taxa de suicidios entre as mulheres durante a epoca da "opressao" e da "modernidade".

Liberdade feminina: trocar o conforto e segurança do lar e a convivencia com os filhos para dispensar 12 horas do seu dia em troca de 1500 reais mensais (media brasileira) para cuidar da familia ou negocio alheio.





direita disse...

Quem?

Joshua Black Rock disse...

Estes caras "incels" nunca ouviram nem praticaram punheta? Aliás, punheta é fazer amor com quem você mais conhece e mais ama...

AF disse...

Olha aí AF como tem gente que quer restringir as escolhas individuais de um determinado grupo só porquê é o padrão em uma sociedade que esse grupo não faça uma determinada escolha.

Ou seja: alguém disse, logo há uma conspiração nazista machista extremista de direita da qual todos querem proibir as mulheres de certas coisas.

Não creio que o direita disse que quer proibir, ele apenas falou que não acha polícia uma profissão ideal para mulher, pois é uma profissão que exige força, estresse, paciência e até frieza e em certos casos, assim como ele não considera pedagogia uma profissão ideal para homens.

O direita também é um usuário famoso aqui nesse blogue por muitas vezes fazer comentários meio que radicais, mas no fundo, ele tem até algo em comum com você.

Como as Amazonas e citas faziam, se reuniam para se reproduzir e no final os meninos eram entregues aos citas e as meninas ficavam com as Amazonas.

Ah, sim! Como falei, elas iriam viajar milhares de quilômetros para copularem, depois voltariam, ignorando que nem sempre quando há copulação, há filhos, aí elas iriam voltar de novo e de novo e viajar de volta para deixar um filho a quem elas podem amar muito com os homens! Sim, isso iria acontecer!

Ah e não há registro histórico oficial de que isso acontecia. Há muito mais registro sobre a sociedade cita (que não era uma sociedade só de homens) do que essas amazonas, que é muito mal documentada e curiosamente sumiu, sem deixar registros concretos, mas nossa amiga insiste em apegar nesse único caso muito mal documentado.

Acho que a culpa do fato de vocês serem obrigados a servir o exército é de vocês mesmo, pois as mulheres não estão pressionando vocês a servirem o exército.

Acha, mas não tem certeza.

Quem geralmente pressiona os homens a servirem o exército são eles próprios. É muito comum ver pai e parentes masculinos fazendo pressão em garotos quando chega a idade do alistamento militar.

Então pressionem a próprias para servirem em exército também, ué! E façam com que os parentes fazem pressão neles para alistarem também!! Direitos iguais, ou separatismo, né???

Uma mulher mais fraca que um homem, mas que tem interesse e determinação para servir ao exército pode render mais que um homem mais forte, mas sem interesse nenhum em servir.

Exato!! Uma moça de rua, que mal sabe resolver uma equação de segundo grau pode passar em um vestibular também se ela tiver interesse e determinação, enquanto que um homem filho de papai que faz cursinho não, mas isso é devido ao interesse e determinação, que faz com que qualquer pessoa, de qualquer raça ou sexo consiga o que quer, não porque há igualdade entre os sexos.

Eu apenas sugeri separatismo caso homens e mulheres não pudessem dividir o mesmo espaço numa igualdade de gênero (...)

Sim, sugira separatismo nas partes que não convém às feministas também, como as que já mencionei aqui.

Fernanda Souza disse...

Ou seja: alguém disse, logo há uma conspiração nazista machista extremista de direita da qual todos querem proibir as mulheres de certas coisas.

Não existe, mas há uma organização para isso. Na Worldwide Web gringa é comum ver comentários defendendo privar as mulheres de uma série de direitos. Esse site ilustra bem isso:

http://www.debate.org/opinions/should-women-have-rights

46% acham que as mulheres não devem ter direitos

https://biblicalgenderroles.com/

E tem esse site aí que até parece que é de um muçulmano, mas é de um cristão

Ah, sim! Como falei, elas iriam viajar milhares de quilômetros para copularem, depois voltariam, ignorando que nem sempre quando há copulação, há filhos, aí elas iriam voltar de novo e de novo e viajar de volta para deixar um filho a quem elas podem amar muito com os homens! Sim, isso iria acontecer!

Tanto faz elas quanto eles viajarem milhares de quilômetros para copularem ou voltarem para pegar os filhos.

Então pressionem a próprias para servirem em exército também, ué! E façam com que os parentes fazem pressão neles para alistarem também!! Direitos iguais, ou separatismo, né???

Eu apenas defendo que homem ou mulher tenham o direito de decidir se desejam alistar ou não.

Ah e não há registro histórico oficial de que isso acontecia. Há muito mais registro sobre a sociedade cita (que não era uma sociedade só de homens) do que essas amazonas, que é muito mal documentada e curiosamente sumiu, sem deixar registros concretos, mas nossa amiga insiste em apegar nesse único caso muito mal documentado.

As Amazonas tem mais veracidade que a história de Adão e Eva por exemplo, que muitos ainda acreditam, embora não tenha sido encontrado nenhum fóssil deles e a gama de fósseis de animais pré-históricos não deixa dúvidas que Darwin estava certo. Já foram encontrados fósseis de mulheres guerreiras na antiga fronteira entre A Sarmátia e a Cítia(hoje fronteira Rússia-Cazaquistão).

AF disse...

Não existe, mas há uma organização para isso. Na Worldwide Web gringa é comum ver comentários defendendo privar as mulheres de uma série de direitos.

Se não existe, então não venha falando como se houvesse uma conspiração querendo proibir a mulher de tudo. Há feministas dizendo coisas até piores do que simplesmente querer privar alguém de tudo e nem por isso vou ficar assustado e mesmo se houvesse grupos feministas tentando fazer isso, elas nunca conseguiriam, nem se usassem a força.

Sobre esses sites que defendem isso, estou ciente, mas isso é porque cada vez mais homens estão desapontados com a atuação das mulheres na política, com a maioria defendendo bandidos, imigração islâmica, ‘bleeding heats’ sobre os imigrantes, mulheres falando coisas sem pé nem cabeça, políticas falando que vai ser bom que o seu próprio país não seja o mesmo, feministas protestando por motivos fúteis, pesquisas que mostram que mulheres tendem a se converter ao islã, votar em partidos de esquerda e que defendem a imigração e muito mais.

Depois, quando um homem fala que vocês tendem a serem atraídas pelo mal e que preferem cafajestes, vocês tentam e tentam negar.

Curiosamente, você não linkou nada de muitos sites que mostram essas péssimas ações das mulheres na política.

Vi muitas coisas assim vindas de mulheres na política e defendendo coisas sem pé nem cabeça que dá até raiva e é por isso que muita gente tem se decepcionado com vocês mulheres e até falado essas coisas com medo do Ocidente piorar mais ainda.

Tanto faz elas quanto eles viajarem milhares de quilômetros para copularem ou voltarem para pegar os filhos.

É fácil, né?? Tão fácil na teoria que tanto faz. É fácil imaginar isso, mulheres querendo viajar milhares de quilômetros, com dinheiro para isso, com um veículo que elas teriam que ter e fabricar usando máquinas pesadas e num país com infra estrutura para tal. É como o comunismo, lindo na teoria, mas na prática é impossível e as consequências vêm depois. Mas para você tanto faz.

Eu apenas defendo que homem ou mulher tenham o direito de decidir se desejam alistar ou não.

Não disse que você não defende, apenas falei do pouquíssimo interesse que vocês tem pelo exército, mesmo em lugares onde vocês podem ir como a EspCex.


As Amazonas tem mais veracidade que a história de Adão e Eva por exemplo, (...)”

Mutatio controversiae??


Querendo fugir do assunto para discutir criação versus evolução?

Já foram encontrados fósseis de mulheres guerreiras na antiga fronteira entre A Sarmátia e a Cítia(hoje fronteira Rússia-Cazaquistão).

E quem garante que são realmente mulheres guerreiras? Como se garante isso? Cadê os inscritos arqueológicos? E se elas pertencem a alguma tribo que botava mulheres para lugar? Por que não existem mais? O que houve com elas? Como elas foram parar lá?

Anônimo disse...

"As Amazonas tem mais veracidade que a história de Adão e Eva por exemplo, que muitos ainda acreditam, embora não tenha sido encontrado nenhum fóssil deles e a gama de fósseis de animais pré-históricos não deixa dúvidas que Darwin estava certo. Já foram encontrados fósseis de mulheres guerreiras na antiga fronteira entre A Sarmátia e a Cítia(hoje fronteira Rússia-Cazaquistão)."

Sério, se Fernanda não é Troll, é um caso grave de autismo. Isso explicaria como ela sabe tanto da cena MGTOW, citando nomes de grupos, sites e autores que eu nunca suspeitaria que existiam. Simplesmente, pela dificuldade típica de se socializar encontrada nos portadores dos distúrbios do espectro autista, ela passa todo o seu tempo na internet lendo sobre quem fala mal de mulheres e planejando uma revanche.

O que tem a ver Adão e Eva e Amazonas?
Existe um numero significativo de sepulcros femininos onde são encontrados utensílios de guerra na Sibéria. São sempre sepultadas junto aos homens. Assim como entre os nobres germânicos era comum as filhas receberem uma espada e um escudo no casamento, que eram puramente ornamentais, não eram usados em batalhas nunca. Aliás, inclusive era esperado que elas os passassem para as filhas, intactos de preferência.
Pessoas normais, Fernanda, buscam ativamente o sexo oposto, se apaixonam, e pelo menos por um tempo é um sentimento relativamente forte. Você sugerir que os sexos deveriam viver separados e de tempos em tempo sair para "copular", pqp, "copular"... Sem comentários. E uma sociedade inteira, onde as mães depois de passar 9 meses com os filhos na barriga vão entrega-los porque não são menina, sério? É minimamente plausível isso? Eu sei que você tem dificuldades de entender a mente dos outros, mas isso não aconteceu não Fernanda. Todos os relatos sobre Amazonas (como um povo constituído só sobre mulheres, já que a palavra também designa outras coisas) contem descrições que a arqueologia já sabe serem falsos. Até mesmo contemporâneos de Heródoto já desdenhavam da existência das mesmas e propunham explicação mais plausíveis, como o fato de Citas usarem roupas quase idênticas entre homens e mulheres e rasparem a barba. Ou o fato de que em alguns grupos siberianos, havia de fato uma desproporção entre homens e mulheres nos acampamentos, já que os homens jovens saiam para pilhar e ficavam vários meses fora.

Anônimo disse...

"As Amazonas tem mais veracidade que a história de Adão e Eva por exemplo, que muitos ainda acreditam, embora não tenha sido encontrado nenhum fóssil deles e a gama de fósseis de animais pré-históricos não deixa dúvidas que Darwin estava certo. Já foram encontrados fósseis de mulheres guerreiras na antiga fronteira entre A Sarmátia e a Cítia(hoje fronteira Rússia-Cazaquistão)."

Sério, se Fernanda não é Troll, é um caso grave de autismo. Isso explicaria como ela sabe tanto da cena MGTOW, citando nomes de grupos, sites e autores que eu nunca suspeitaria que existiam. Simplesmente, pela dificuldade típica de se socializar encontrada nos portadores dos distúrbios do espectro autista, ela passa todo o seu tempo na internet lendo sobre quem fala mal de mulheres e planejando uma revanche.

O que tem a ver Adão e Eva e Amazonas?
Existe um numero significativo de sepulcros femininos onde são encontrados utensílios de guerra na Sibéria. São sempre sepultadas junto aos homens. Assim como entre os nobres germânicos era comum as filhas receberem uma espada e um escudo no casamento, que eram puramente ornamentais, não eram usados em batalhas nunca. Aliás, inclusive era esperado que elas os passassem para as filhas, intactos de preferência.
Pessoas normais, Fernanda, buscam ativamente o sexo oposto, se apaixonam, e pelo menos por um tempo é um sentimento relativamente forte. Você sugerir que os sexos deveriam viver separados e de tempos em tempo sair para "copular", pqp, "copular"... Sem comentários. E uma sociedade inteira, onde as mães depois de passar 9 meses com os filhos na barriga vão entrega-los porque não são menina, sério? É minimamente plausível isso? Eu sei que você tem dificuldades de entender a mente dos outros, mas isso não aconteceu não Fernanda. Todos os relatos sobre Amazonas (como um povo constituído só sobre mulheres, já que a palavra também designa outras coisas) contem descrições que a arqueologia já sabe serem falsos. Até mesmo contemporâneos de Heródoto já desdenhavam da existência das mesmas e propunham explicação mais plausíveis, como o fato de Citas usarem roupas quase idênticas entre homens e mulheres e rasparem a barba. Ou o fato de que em alguns grupos siberianos, havia de fato uma desproporção entre homens e mulheres nos acampamentos, já que os homens jovens saiam para pilhar e ficavam vários meses fora.

Fernanda Souza disse...

Sobre esses sites que defendem isso, estou ciente, mas isso é porque cada vez mais homens estão desapontados com a atuação das mulheres na política, com a maioria defendendo bandidos, imigração islâmica

Quando são homens que aparecem defendendo isso, ninguém fala, estamos desapontados com a atuação de homens da política, agora quando é mulher já partem para generalizações. Marine Le Pen, Szydło mandaram lembranças.

É fácil, né?? Tão fácil na teoria que tanto faz. É fácil imaginar isso, mulheres querendo viajar milhares de quilômetros, com dinheiro para isso, com um veículo que elas teriam que ter e fabricar usando máquinas pesadas e num país com infra estrutura para tal. É como o comunismo, lindo na teoria, mas na prática é impossível e as consequências vêm depois. Mas para você tanto faz.

Sobre veículos eu já falei no bodybuilding feminino. E outra porquê você questiona tanto o separatismo, se caso a situação fique insustentável e que naturalmente será a única saída, é radical, mas se for o caso será a saída. Você ainda acredita nessa ilusão chamada casamento?

Querendo fugir do assunto para discutir criação versus evolução?

Foi apenas um comparativo

E quem garante que são realmente mulheres guerreiras? Como se garante isso? Cadê os inscritos arqueológicos? E se elas pertencem a alguma tribo que botava mulheres para lugar? Por que não existem mais? O que houve com elas? Como elas foram parar lá?

Porquê elas foram enterradas em posições de batalha e a fisonomia esquelética indicam que elas cavalgavam muito.

AF disse...

Quando são homens que aparecem defendendo isso, ninguém fala, estamos desapontados com a atuação de homens da política,

Mentirosa. Homens que fazem isso são bem conhecidos e até esse blog já relatou: os betas, alguns incels e até PUAs e tem o pior de todos, que é rejeitado pelas próprias mulheres feministas: os feministos. Para além de mal informada é mentirosa.

agora quando é mulher já partem para generalizações.

Não é generalizações. É até mesmo ciência, como já até mencionei. É o caso da Áustria, um país que estava até indo bem no controle de imigração, mas que teve recentemente um presidente esquerdista que foi eleito em sua boa parte pelo voto das mulheres jovens. Ou até mesmo Trump, que apesar de ter obtido em parte voto de mulheres brancas, não foram tantos, chegando a ser quase a metade. Ou fato do imbecil do Trudeau ser o mais preferido entre as mulheres. Ou o fato de as mulheres serem mais de 70% (!!!) de conversos ao islã.

Tem muito mais pesquisas sobre isso, mostrando claramente as intenções de voto de vocês, além de reportagens mostrando a atração de vocês por bandidos, vídeos que mostram o extremo interesse por bad boys, bem como declarações lamentáveis de vocês na política que mostrando claramente o quão atraídas pelo mal vocês são.

Marine Le Pen, Szydło mandaram lembranças.

As poucas que existem como a que você mencionou e até eu já mencionei aqui estão de parabéns, mas são poucas, seria ótimo se houvessem mais e são desprezadas pelas próprias feministas.

Sobre veículos eu já falei no bodybuilding feminino.

Sim, você já falou, mas curiosamente não parece ter visto o que já falamos também sobre isso (ficarem horríveis, o baixo interesse, o fato de a força não alcançar a mesma de um homem que também faz bodybuilding). Incrível como vocês só pegam o que lhes interessam.

E outra porquê você questiona tanto o separatismo, se caso a situação fique insustentável e que naturalmente será a única saída, é radical, mas se for o caso será a saída.

Questiono, pois é você que propôs e temos que escrutinar e mostrar o quanto essa ideia é ridícula.

Quanto a situação ficar insustentável, sim, vai ficar. O dia que a Europa virar uma eurábia, quero ver vocês tentarem se separar ou até cogitar essa ideia e culpar o homem por tudo o que é de ruim. Mas curiosamente, você nem fala disso que acontece lá e deve achar que a direita conservadora que luta contra isso é que é a vilã.

Você ainda acredita nessa ilusão chamada casamento?

Se eu acredito ou não nessa “ilusão” chamada casamento, isso é irrelevante. O assunto aqui é separatismo e essas sandices feministas, do qual você começou falando e não sobre casamento.

Foi apenas um comparativo

Sei. Ter falado sobre casamento também foi.

Porquê elas foram enterradas em posições de batalha e a fisonomia esquelética indicam que elas cavalgavam muito.

Ser encontrada em uma posição de batalha e fisionomia que indica que cavalgou não implica necessariamente nisso.

Fernanda Souza disse...

Mentirosa. Homens que fazem isso são bem conhecidos e até esse blog já relatou: os betas, alguns incels e até PUAs e tem o pior de todos, que é rejeitado pelas próprias mulheres feministas: os feministos. Para além de mal informada é mentirosa.

Vocês especificam grupos de homens, mas não homens como um todo.

Não é generalizações. É até mesmo ciência, como já até mencionei. É o caso da Áustria, um país que estava até indo bem no controle de imigração, mas que teve recentemente um presidente esquerdista que foi eleito em sua boa parte pelo voto das mulheres jovens. Ou até mesmo Trump, que apesar de ter obtido em parte voto de mulheres brancas, não foram tantos, chegando a ser quase a metade. Ou fato do imbecil do Trudeau ser o mais preferido entre as mulheres. Ou o fato de as mulheres serem mais de 70% (!!!) de conversos ao islã.

O fato da maioria das mulheres serem de esquerda é simplismente por quê historicamente foi a esquerda que trouxe dignidade e direitos. E ser de esquerda necessariamente não é ser a favor da imigração(Vê se nos países do Leste Europeu tiveram crises de imigrantes durante o comunismo?). E sobre as mulheres que se convertem ao islã não quer dizer que elas vão adotar todos os costumes dessa religião. As mulheres não se sentem seguras em votar na tal direita conservadora anti-imigração, pois a mesma tende a defender uma regressão ao patriarcalismo. Marine Le Pen foi bem sábia a mesclar a defesa de igualdade de gênero, LGBT a um discurso anti-imigração.

As poucas que existem como a que você mencionou e até eu já mencionei aqui estão de parabéns, mas são poucas, seria ótimo se houvessem mais e são desprezadas pelas próprias feministas.

O FEMEN não me representa e não representa a maioria das feministas

Quanto a situação ficar insustentável, sim, vai ficar. O dia que a Europa virar uma eurábia, quero ver vocês tentarem se separar ou até cogitar essa ideia e culpar o homem por tudo o que é de ruim. Mas curiosamente, você nem fala disso que acontece lá e deve achar que a direita conservadora que luta contra isso é que é a vilã.

Essa briga Islã X Direita Conservadora faz me lembrar da briga tráfico X milícia no Rio. Os islâmicos são como os traficantes, não escondem seu desejo de dominação, já a Direita Conservadora são como os milicanos, dizem defender a civilização dos islâmicos mas que na prática pensa de forma parecida com aos dos muçulmanos(Principalmente no quesito Patriarcalismo). Ou seja encaro essas duas forças como inimigas.

Se eu acredito ou não nessa “ilusão” chamada casamento, isso é irrelevante. O assunto aqui é separatismo e essas sandices feministas, do qual você começou falando e não sobre casamento.

Mas o separatismo de gênero é o oposto do casamento.

Ser encontrada em uma posição de batalha e fisionomia que indica que cavalgou não implica necessariamente nisso.

Faz algum sentido ser enterrada em posição de batalha se elas não eram guerreiras?.

AF disse...

Vocês especificam grupos de homens, mas não homens como um todo.

Exatamente! Pois sabemos que não são todos que são assim, basta comparar as votações entre os homens e das mulheres, onde a maioria dos homens brancos tendem a votar em partidos mais à direita, enquanto que a maioria das branquelas votam em partidos mais a esquerda. Significa que não hajam homens esquerdistas e mulheres mais à direita? Claro que não. Mas ao falarmos de comportamentos temos que condenar o comportamento da maioria e mostrar que a maioria age de tal forma e combater isso.

Obrigado pelo seu comentário. Com isso você prova mais uma vez que não somos como vocês.

O fato da maioria das mulheres serem de esquerda é simplismente por quê historicamente foi a esquerda que trouxe dignidade e direitos.

Dignidade de quê, de matar bebês inocentes, inclusive futuras mulheres? De sair protestando nuas na rua de forma ridícula? De poder ir trabalhar e ficar longe do seu filho amado? Ter a sua felicidade diminuída? Importar culturas que apoiam mais ainda a opressão das mulheres? É isso?

Elas não apoiam a esquerda por causa disso, pois as consequências da esquerda estão aí para todas verem. Elas apoiam por simplesmente serem atraídas pelo mal, vide também o tanto que vocês amam cafajestes e bandidos em geral.

E ser de esquerda necessariamente não é ser a favor da imigração

Meu Deus do céu, é esse o seu nível de argumentação?? Querer apelar para um relativismo tão estúpido? Querer pegar exceções e partir para uma regra em geral para fazer desviar do assunto e não se contentar com o fato de a maioria apoiar essa imigração?

Quando falamos de esquerda e imigração, mulheres voltarem à esquerda, de pessoas que acreditam em X, seguirem tal coisa, falamos de comportamento, não de exceções.

Se fosse olhar essa sua lógica, então ser alguma coisa não significa ser nada. Mas é claro que no fundo você sabe que não é assim, pois as mesmas que adoram partir para esse erro com a finalidade de desviar os fatos, são as mesmas que dizem que ser nazista não significa querer matar judeus. Que ser contra o feminismo é ser alguém que quer matar mulheres. Que ser de direita, significa… ah, não, vou guardar essa para zoar de você mais abaixo.

Vê se nos países do Leste Europeu tiveram crises de imigrantes durante o comunismo?

Vê se havia uma guerra tão grande e uma crise tão grande nos países da religião da paz para que haja imigração na época do comunismo?

E sobre as mulheres que se convertem ao islã não quer dizer que elas vão adotar todos os costumes dessa religião. As mulheres não se sentem seguras em votar na tal direita conservadora anti-imigração, pois a mesma tende a defender uma regressão ao patriarcalismo.

Meu Deus do céu, você não disse isso? Será que ela tem noção do que fala? Será que ela sabe da opressão feminina e do histórico horrível e cruel que essa religião tem? Será que ela sabe do que acontece com as mulheres nos países islâmicos???

Ao falar sobre isso ela demonstra o quanto as mulheres têm cérebro! Se as mulheres são tão fodonas assim, elas eram para ter vergonha de se converter nesse lixo de religião, mas não. 70% se convertem. Ao em vez de nossa querida feminista explicar o porquê disso, não, fica querendo partir para um relativismo.

Fazem vista grossa a direita (segundo você), mas quer que uma cultura inferior e muito pior oprimindo ela!! Genius!

Ah, nem todo muçulmano precisa seguir a regra, mas todo nazista é uma pessoa má!
Nem todo esquerdista é a favor da imigração, mas toda direita (como a desse blog) quer um patriarcalismo que é a opressão total das mulheres!
Nem todas são assim, mas todo homem é um estuprador!

Meu Deus, do céu, duplo padrão, falta de neurônios, fazer vista grossa para tentar explicar fatos é típico de feministas.

AF disse...

O FEMEN não me representa e não representa a maioria das feministas

Não, mas a maioria não condena. Não vejo em sites feministas muita condenação a isso, nem mesmo condenação a imigração, pelo contrário.

Essa briga Islã X Direita Conservadora faz me lembrar da briga tráfico X milícia no Rio. Os islâmicos são como os traficantes, não escondem seu desejo de dominação, já a Direita Conservadora são como os milicanos, dizem defender a civilização dos islâmicos mas que na prática pensa de forma parecida com aos dos muçulmanos(Principalmente no quesito Patriarcalismo). Ou seja encaro essas duas forças como inimigas.

Fique à vontade! Queremos que as coisas voltem como antes, em que não havia todo esse esquerdismo, esse lixo de arte, as mulheres ficavam em casa mas podiam trabalhar, onde não havia bebês mortos, impostos altíssimos, governo de sugando com impostos, as universidades tinham prazer em ensinar a verdade, etc. Queremos essa sociedade, onde até negros, mulheres e pessoas de outras sociedade e culturas ficam vindo para “serem oprimidos” e tentam copiar.

Mas o separatismo de gênero é o oposto do casamento.

Não é. Além de ser ótima em lógica, precisa ver o significado das palavras também. E ainda se fosse é irrelevante.

Faz algum sentido ser enterrada em posição de batalha se elas não eram guerreiras?.

Faz sentido não haver consenso histórico sobre isso, haver registros históricos escassos, não ter havido mais civilizações assim e esse tal povo ter sumido misteriosamente???

Fernanda Souza disse...

Elas não apoiam a esquerda por causa disso, pois as consequências da esquerda estão aí para todas verem. Elas apoiam por simplesmente serem atraídas pelo mal, vide também o tanto que vocês amam cafajestes e bandidos em geral.

De poder ir trabalhar e ficar longe do seu filho amado?

Você fala de uma forma como se todas as mulheres quisessem terem filhos. Já em relação a esquerda: Foi na URSS comunista que as mulheres puderam trabalhar fora pela primeira vez, foi na URSS pela primeira vez que puderam cursar engenharia, química, etc. Foi na URSS comunista que foram pela primeira vez ao espaço e por aí vai. Apenas reconheco que a esquerda foi a quem mais defendeu os direitos das mulheres. Belarus, uma ex-república soviética, país que ainda preserva muito do comunismo, tem a maior igualdade de gênero do mundo. Ah e vê se lá tem algum problema com imigração islâmica?.

Vocês criticam tanto a esquerda por a mesma classificar algums grupos como naturalmente maus e outros naturalmente bons. Mas vocês mesmo estão se utilizando disso, ao classificar que as mulheres são naturalmente más. Ou todo mundo é naturalmente bom ou todo mundo, tanto homem como mulher é naturalmente mau.

Ao falar sobre isso ela demonstra o quanto as mulheres têm cérebro! Se as mulheres são tão fodonas assim, elas eram para ter vergonha de se converter nesse lixo de religião, mas não. 70% se convertem. Ao em vez de nossa querida feminista explicar o porquê disso, não, fica querendo partir para um relativismo.

Sim, 70% dos convertidos ao islã são mulheres no UK. Mas que tal falar do apoio velado ao islamismo que existe em uma boa parte da direita conservadora. Não é raro encontrar alguém declarando que deseja que o islâ(ou que o islã é o menor dos males) domine mesmo o ocidente para que a "moral e os bons-costumes" sejam restaurados.

Fique à vontade! Queremos que as coisas voltem como antes, em que não havia todo esse esquerdismo, esse lixo de arte, as mulheres ficavam em casa mas podiam trabalhar, onde não havia bebês mortos, impostos altíssimos, governo de sugando com impostos, as universidades tinham prazer em ensinar a verdade, etc. Queremos essa sociedade, onde até negros, mulheres e pessoas de outras sociedade e culturas ficam vindo para “serem oprimidos” e tentam copiar.

Onde não havia bebês mortos, impostos altíssimos, governo de sugando com impostos, as universidades tinham prazer em ensinar a verdade, etc. Também não quero isso, quero uma sociedade onde se tenha igualdade de gênero(Que não necessariamente é uma igualdade 50/50), um secularismo de estado, etc.

Não é. Além de ser ótima em lógica, precisa ver o significado das palavras também. E ainda se fosse é irrelevante.

Parece que você não viu o link direito: Nos antônimos aparece secessão, que por sua vez é um sinônimo de separatismo(jur separação de uma porção da unidade política para constituir outra. Ex: Guerra de Secessão).

AF disse...

Você fala de uma forma como se todas as mulheres quisessem terem filhos.

Falo das mulheres que querem ter filhos, não como se todas quisessem.

Já em relação a esquerda: Foi na URSS comunista que as mulheres puderam trabalhar fora pela primeira vez, foi na URSS pela primeira vez que puderam cursar engenharia, química, etc. Foi na URSS comunista que foram pela primeira vez ao espaço e por aí vai. Apenas reconheco que a esquerda foi a quem mais defendeu os direitos das mulheres.

Existe um ditado que diz que paciência é uma virtude e o bom de levar a frente debate com esquerdistas é isso: ver as pérolas que eles soltam. Ver o “enorme conhecimento” que eles possuem sobre história e dar a oportunidade as pessoas de ler coisas como essa!

Aqui você demonstra um total desconhecimento de história russa: não havia antes de 1917 nenhuma lei proibindo mulheres de trabalharem fora ou cursarem. Te desafio a mostrar que isso era assim. Te desafio a mostrar leis que proibiam as mulheres de fazerem essas coisas em todo Império Russo. Te desafio a mostrar uma lista dos formandos de todas as universidades antes do comunismo e afirmar que só tinham homens. Vamos lá!

Bastaria eu pegar um exemplo e mostrar o quão doutrinada você é e mal sabe sobre a história russa e exemplos tem aos montes, vide as famosas bailarinas que trabalhavam fora e ganhavam a vida viajando pela Rússia ou o mundo afora, ou acadêmicas russas antes daquela época que toda essa ladainha sua (como se não bastassem outras já faladas por você aqui) vai por água abaixo, mas nem preciso fazer isso.

Um dos argumentos que neocomunistas adoram falar é que na Rússia comunista houve um grande investimento em educação e mostram tabelas do aumento do número de escolas e universidades daquela época, mas ignoram que essas escolas fundadas tinham ampla doutrinação comunista e removiam até matérias importantes como geografia, línguas, etc., e não eram escolas preocupadas com a verdade. É essa a escola que as mulheres iam.

Sim, o comunismo garantiu direitos para as mulheres, o direito de estar numa pilha enorme de cadáveres, de fazer trabalhos forçados, de ir presa por apenas contar piada, o direito de morrer de fome, o direito de ser abusada, torturada e sofrer as piores coisas possíveis, mas para você, essa situação comunista é muito melhor do que a que era antes.

Isso mostra o quanto que vocês mulheres são totalmente atraídas pelo mal e não pensam nas coisas… e é por isso que muita gente da direita está até dando declarações exageradas, que desanimam qualquer um.

Belarus, uma ex-república soviética, país que ainda preserva muito do comunismo, tem a maior igualdade de gênero do mundo. Ah e vê se lá tem algum problema com imigração islâmica?.

A Bielorússia, esse país não preserva muito do comunismo. Não há lei que tira a propriedade privada ou garantindo mais-valia aos trabalhadores. O que é preservado lá, são traços desse lixo de regime, não é à tôa que o aborto é garantido e esse país tem uma baixa tem uma baixa taxa de natalidade.

Quanto a imigração islâmica, vários países do leste europeu não estão sofrendo ainda com isso e???

Vocês criticam tanto a esquerda por a mesma classificar algums grupos como naturalmente maus e outros naturalmente bons. Mas vocês mesmo estão se utilizando disso, ao classificar que as mulheres são naturalmente más.

Não há nada de errado em classificar alguMs grupos como bons ou maus. O problema é quem é classificado e generalizar a todos desse grupo.

Ou todo mundo é naturalmente bom ou todo mundo, tanto homem como mulher é naturalmente mau.

Falsa dicotomia.

AF disse...

Sim, 70% dos convertidos ao islã são mulheres no UK. Mas que tal falar do apoio velado ao islamismo que existe em uma boa parte da direita conservadora. Não é raro encontrar alguém declarando que deseja que o islâ(ou que o islã é o menor dos males) domine mesmo o ocidente para que a "moral e os bons-costumes" sejam restaurados.

Aqui a você vem com uma falácia tu quoque sem vergonha para mudar de assunto e baseada numa mentira sem pé nem cabeça. É como aquela criança que diz: você não pode falar nada, pois você também faz, o que você sabe que não é verdade… e ainda pergunta sem interrogação no final da frase: que tal falar, querendo que eu mude de assunto para fugir de uma das várias verdades que mostramos.

Que tal falar??” - a resposta é não! Isso é outro assunto que não está em discussão e ainda que 70% da direita apoiasse esse lixo de religião, o que não é verdade, isso seria assunto de outra categoria. O assunto é o fato de as mulheres apoiarem o islã, a esquerda, aborto, falarem coisas lamentáveis e apoiarem outras coisas nocivas à nossa sociedade em geral e que isso tem levado pessoas da direita a terem raiva de vocês na política.

Também não quero isso, quero uma sociedade onde se tenha igualdade de gênero(Que não necessariamente é uma igualdade 50/50), um secularismo de estado, etc.

Mentira. Nunca vi feministas protestando contra o aborto, contra menos impostos e contra toda essa doutrinação existente. NUNCA!

Quanto a igualdade de gênero, as mulheres e homens jamais serão iguais, logo, haverão coisas que um faz bem e o outro não faz, junto com dons para fazer algo melhor que o outro não faz.

Parece que você não viu o link direito: Nos antônimos aparece secessão, que por sua vez é um sinônimo de separatismo(jur separação de uma porção da unidade política para constituir outra. Ex: Guerra de Secessão).

Errado. É você que não está entendendo transitividade de verbos. Quem separa, separa de alguma coisa. Como você vai se separar de algo, se você não está casada ainda? Como? A Guerra da Secessão foi justamente para isso, separar de algo, ou eles iriam fazer uma guerra para separar de nada?