domingo, 19 de fevereiro de 2017

Existe alt-right no Brasil?

É curioso como existem tantas brigas de ego na dita direita brasileira. Parece até aquele poema do Drummond, só que ao contrário: Reinaldo que brigou com Constantino que brigou com Olavo que brigou com todo mundo.

O Reinaldo Azevedo xingou agora a Joice Hasselman, em um vídeo constrangedor. Nem vou colocar o link pois acho que só queima o filme dele, coitado. E na verdade, embora faça anos que não o leio, sempre gostei bastante do Reinaldo Azevedo. É muito inteligente, culto e escreve muito bem. Porém, faria melhor em se assumir como tucano mesmo em vez de fingir ser "conservador". Quer conservar o quê, além do seu emprego? Porém, como disse, gosto dele e espero que se recupere destas bobagens.

Bem, de qualquer modo vendo estes últimos barracos me peguei pensando se existia algo que podemos chamar de alt-right no Brasil. Quem seriam os alt-righteiros locais?

Não conheço muito a Joice Hasselman. É gostosa e simpática. Certamente não tem a profundidade intelectual de um Olavo ou Reinaldo, mas convenhamos, poucas mulheres têm. O papel das mulheres em geral nos movimentos políticos é mesmo o de ser carismáticas e motivar os homens, mas não de aprofundar muito na ideologia.

O Rodrigo Constantino -- que por sinal também já brigou com o Olavo, mas quem não brigou? -- me parece também meio simplório, sem muitas ideias próprias. Bem, não sigo o seu blog, mas lembro que antes das eleições ele criticava o Trump; agora que ele virou presidente passou a elogiá-lo. É um libertário que acha que Miami é "Brasil que deu certo". Sei lá. Há quem goste e tampouco vejo tanto motivo assim para criticá-lo.

Olavo de Carvalho é o filósofo mais amado do Brasil. É certamente o de maior peso intelectual da turma. Porém tem também os seus defeitos que todos conhecem: a mania de falar palavrão, a mania de guru que não aceita contradições, o ponto cego em relação a um certo país do oriente médio, as críticas estranhas à Rússia etc. Pode não ser um neocon completo, mas também não diria que é alt-right. Aliás parece que ele mesmo estes dias disse que não é de direita.

Existem alguns outros blogs de menor expressão que talvez sejam de alt-right, mas a verdade é que não leio quase nada hoje.

Eu, que não tenho expressão nenhuma, também não sou de alt-right.

Bem, mas é claro que seria preciso primeiro definir o que é alt-right. É similar ao nacionalismo branco? É outra coisa? Para mim, a alt-right não é tanto uma ideologia própria e coerente, mas é acima de tudo apenas uma manifestação contra as várias mentiras que nos tem sido contadas ao longo destes anos: sobre imigração, sobre o comportamento feminino, sobre diferenças étnicas, sobre o poder. Mas mesmo assim, a alt-right parece mesmo apenas o redescobrimento de coisas que eram de conhecimento comum no século XIX. Nada de muito novo no front.

Ou então, se definirmos a alt-right apenas como um nacionalismo mais sadio e ligado ao tradicionalismo, então neste caso teríamos alguns blogueiros mais reacionários que estariam alinhados com esta vertente mais "patríótica" e com a candidatura de Bolsonaro, que seria o Trump brasileiro? Mas Bolsonaro politicamente parece ser um libertário, o que o colocaria mesmo no campo do Constantino, então, não sei. Além disso, o estranho batismo de Bolsonaro em Israel o colocaria mais como evangélico do que católico tradicionalista, mas talvez seja apenas uma jogada de marketing já que o futuro do Brasil, lamentavelmente, parece ser evangélico mesmo (a Igreja Católica fez uma grande burrada nos anos 60-70 ao se alinhar com a teologia da libertação, pastoral da terra etc e perdeu a maioria de seus fiéis).

De qualquer forma, a verdade é que a política brasileira me interessa muito pouco hoje. E, aliás, mesmo a americana não me interessa tanto assim. Acho que o que é mais importante mesmo é saber se os estados nacionais da Europa sobreviverão. Estes são o berço do Ocidente, e se eles morrerem, não acho que o que chamamos de "Ocidente" terá muito futuro. A América já é uma combinação esquisita de origem maçônica e povos misturados que não pode ser uma completa herdeira da tradição ocidental.

Então, acho que esta pergunta ficará sem resposta.

Abraços, e até.

A direita brasileira em ação.



14 comentários:

Sabedor disse...

''a mania de guru que não aceita contradições''

Que ele acha que são contradições.

White Nationalist disse...

É, a direita brasileira é bem desunidade e os seus seguidores conseguem ser ainda pior. É só você criticar o Olavo(ou qualquer outro direitista) que vem um sujeito e diz a seguinte pérola: "Vai morar em Cuba, esquerdista de merda".

É oito ou oitenta.

AF disse...

Independente da definição de alt-right, acredito que uma das coisas que é abordada nela é o assunto de raças e o fato de haverem muitos judeus esquerdistas e falar sobre esse assunto aqui no Brasil é muito tabu e a pessoa certamente seria processada por racismo, ainda mais se tratando de algum youtuber ou blogueiro famoso.

Mas uma boa notícia é que vendo debates entre esquerda e direita esse assunto parece estar chegando, embora muito esquerdistas, pela lavagem cerebral que sofrem afirmem que os negros agem assim porque foram escravizados, que os cristãos foram malvados expulsando os judeus da Europa em séculos passados, blá blá blá.

Aqui no Brasil existe um cara que é uma figura: um youtuber que dá a cara a tapa, sem medo, chamado Nando Moura. Muitas vezes ele responde bem a esses esquerdistas ateus abortistas até com graça e o resultado disso é que ele já está sofrendo vários processos e existem canais dedicados exclusivamente a refutá-lo e ele tem tido muito ódio dessas pessoas.

Não sigo o Nando Moura e sei que ele cometeu erros e um dos maiores problemas dele é justamente o da direita brasileira em geral: idolatra demais o Olavo de Carvalho.

Outro problema do Nando Moura é que ele fica meio que se vitimizando de uma ofensa que ele levou de um desses ateus de sempre, que mandou ele enfiar o cadáver putrefato do pai dele no cu, o que o deixou extremamente ofendido. Sei que essa foi uma ofensa de extremo mau gosto mesmo, mas de boa: ser cristão e conservador hoje em dia é pedir para levar uma ofensa como essa.

Mas no mais, que esse assunto de diferenças entre povos e da raça e crime, bem como a questão judaica vá chegando aqui no Brasil, e que a direita vá refutando esses clichês de sempre da esquerda, mas com calma e sem que um blogueiro ou youtuber famoso ouse a falar sobre isso, porque senão, já sabe o que pode acontecer.

Anônimo disse...

Alguém aqui conhece o blog Prometheo Liberto?

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo Anônimo disse...
Alguém aqui conhece o blog Prometheo Liberto?

20 de fevereiro de 2017 00:28

JA FUI LA

Anônimo disse...

Anônimo da 00:28, conheço o referido blog. E o trabalho em demonstrar as incongruências religiosas, e ideológicas do OdeC é essencial para entender as mudanças de posição do filósofo ao longo dos anos.
Dúvida, a turma do canal do YouTube Nova Direita Cultural e do legio victrix seria o equivalente ao counter-currents? Afinal bebem das mesmas fontes: Guenon, Evola, Bennoist, Faye, Dugin entre outros.

Mas falta à direita brasileira, organicidade, sentido de existência que não seja fazer memes "opressores", rir da esquerda, e programar compras em Miami. Eles mal frequentam e conhecem a liturgia católica, e muito menos possuem qualquer cultura superior. Isso, junto do ressentimento à academia que o OdeC espalhou, piorou e muito o nível dessa gente que se entende por direitista.

Lugger

White Nationalist disse...

Coitados, os cristãos são perseguidos. Deve ser por isso que todo final de ano a tv fica entupida de filmes sobre Jesus, nas novelas mexicanas os personagens sempre pedem benção a mãe, o pastor interrompe a programação para fazer uma prece na Record TV etc.

Sei que cristãos são perseguidos no Oriente, mas no Brasil nem de longe. Quem são perseguidos são os conservadores(sendo cristãos ou não).

Anônimo disse...

Caro White Nationalist, aquela foto no StormFront era você? Se não era você parou de postar lá porque?

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo disse...
Caro White Nationalist, aquela foto no StormFront era você? Se não era você parou de postar lá porque?

23 de fevereiro de 2017 23:56

NO MINIMO FOI EXPULSO LA É A MAIOR BUROCRACIA E NEM PRECISA TER FUNDAMENTO A ACUSAÇÃO FALSA

White Nationalist disse...

Caro Anônimo, aquele sujeito não era eu. Sugiro dar uma lida nas últimas páginas do PUB lá do SF a fim de entender o que aconteceu.

Alguém(não faço a menor ideia de quem seja) pegou a foto de um pardo e disse que era eu.

White Nationalist disse...


"NO MINIMO FOI EXPULSO LA É A MAIOR BUROCRACIA E NEM PRECISA TER FUNDAMENTO A ACUSAÇÃO FALSA"

Eu não fui banido, mas o fato é: aquele fórum virou uma piada. Vejo usuários que possuem duas contas(e ninguém fala nada), users copiando os jargões que só o outro cara usa, users se considerando uma divindade, mestiços sendo julgados como "Southern Euro looking", etc.

White Nationalist disse...

O problema do Nacionalismo Branco é a paranoia de seus membros. Quando aparece uma figura que defensa nossos interesses publicamente (sem se enconder atrás de avatares na web), os guerreiros do teclado começam a acusar o sujeito de ser um infiltrado pelos kikes cujo único propósito é dividir o movimento.

Angelo John Cage, Richard Spencer, Evalion, etc., todos sendo acusados de espiões.

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo White Nationalist disse...
O problema do Nacionalismo Branco é a paranoia de seus membros. Quando aparece uma figura que defensa nossos interesses publicamente (sem se enconder atrás de avatares na web), os guerreiros do teclado começam a acusar o sujeito de ser um infiltrado pelos kikes cujo único propósito é dividir o movimento.

Angelo John Cage, Richard Spencer, Evalion, etc., todos sendo acusados de espiões.

28 de fevereiro de 2017 23:30

PRA SAIR DO UNDEGROUND MUITOS SE CORROMPEM TEM MUITOS AE QUE SÃO FAKE TOTAL TIPO LE PEN PUTIN WILDERS TRUMP

White Nationalist disse...


"PRA SAIR DO UNDEGROUND MUITOS SE CORROMPEM TEM MUITOS AE QUE SÃO FAKE TOTAL TIPO LE PEN PUTIN WILDERS TRUMP"

Mas nenhum desses que você citou são WN.