terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Alemanha, terra estranha

É curioso como islamitas parecem seguir modas; antes a moda eram bombas em aviões, quando isto ficou mais difícil, passaram a organizar tiroteios, agora preferem atropelar com caminhões. Imagino que quando se quer matar infiéis qualquer modo é bom.

Os lixos islâmicos atacaram agora um mercadinho de Natal em Berlim. É, os alemães estão pagando um duro preço pela recepção a quase um milhão de "refugiados". E o engraçado é que nem precisaram invadir nenhum país árabe para isso. Qual o motivo que os islamitas teriam para atacar a Alemanha, o país que nos últimos anos melhor os acolheu?

Ou seria que o objetivo é esse mesmo? Criar rixas e lutas entre povos que nem precisavam se odiar? Certamente não foi ingenuidade da Merkel em "não saber" que não poderia haver dezenas ou centenas de terroristas infiltrados nessa multidão. Acho que o objetivo final era mesmo criar terrorismo e conflitos, só pode ser.

É triste, mas, a verdade também é que nenhum país foi tão estúpido nesta questão dos refugiados quanto a Alemanha, ou talvez apenas a Suécia. E aqui não estou falando da elite globalóide, que é naturalmente psicopática e cruel, mas do povo mesmo.

Pessoalmente, eu nem entendo por que fizeram isso. Os alemães não são o povo mais simpático do mundo; alguns são até bastante antipáticos. (Embora é claro que haja pessoas boas e bem simpáticas, conheci alemães em número suficiente para saber que são em média bastante desconfiados ou rudes. Alguns (especialmente funcionários de trens ou dos correios ou da burocracia estatal) foram até ridiculamente grosseiros.)

Então por que essa mania com os refugiados?

Você dirá que é o governo ou a "elite globalista" e que o povo nunca pediu isso, e essa é grande parte da verdade, mas acho que não é só isso não. Sei de muitos alemães (e alemãs...) que trabalham ensinando ou ajudando os refugiados, outros que criticam os movimentos ou partidos anti-imigratórios, e em geral não escutei ninguém reclamando da crescente islamização do país. Ao contrário, a maioria parecia ainda acreditar na utopia do multiculturalismo. Em um evento no qual por acaso participei, quase todos os jovens que vi se vestiam como autênticos whiggers. O engraçado é que o DJ era asiático e os participantes eram todos brancos, não havia um negro sequer.

É verdade que na Alemanha convivi mais com jovens esquerdoidos, mas mesmo assim. Há algo de esquisito nos alemães e nos suecos, que como indivíduos são bastante anti-sociais e até antipáticos, mas coletivamente se prestam a esse tipo de atitude aparentemente ingênua e insana; já europeus do sul são mais abertos e amistosos no nível individual, mas bem mais desconfiados no nível coletivo.

(Na Suécia é ainda pior, com o governo ensinando aos refugiados como "pegar" suecas, ou até voluntários organizando encontros de loiras nativas com rapefugiados para "integração").

Um comentarista no blog do Steve Sailer disse algo que achei interessante, que o que ocorre na Alemanha e na Suécia não é tanto "compaixão" quanto um tipo de "teimosia teutônica", essa atitude de fazer as coisas até o fim, custe o que custar.

De fato, não acho que alemães sejam muito compassivos, acho que no máximo, cansados de ser pintados como os "maiores vilões da História" desde a Segunda Guerra Mundial, decidiram fazer um gigantesco gesto de ajuda, ou suposta ajuda.

Não deu certo, é claro, como estamos vendo. O problema é que agora os tais "refugiados" estão lá, e vai ser bem difícil se livrar deles. Muitos deles até são, não duvido, boa gente, e talvez até (no nível individual) mais simpáticos do que os alemães. Porém, jamais se integrarão à sociedade e muitos deles virarão terroristas. Outros, "apenas" criminosos ou vendedores de droga.

É como se a Alemanha, não tendo tido a "sorte" de ter tido escravos negros como a América, decidisse ter importado uma classe pobre e eternamente revoltada.

(Pior mesmo só a França, que além de arabizar-se também praticamente se africanizou. Não sei se vocês viram os horríveis vídeos dos refugiados africanos se batendo entre si com paus e pedras em plena Paris).

De qualquer forma, a maré vai mudar. É compreensível que com os recentes atentados a opinião pública se voltará cada vez mais contra a islamização, a imigração e o esquerdismo (esperando que seja antes de uma guerra civil de verdade se deflagrar). Mesmo assim é estranho que os alemães não tenham exigido a renúncia da Merkel (ou que ela própria não renuncie, envergonhada, como deveria ocorrer em qualquer país normal).

Não há nenhum mistério nessa rejeição do globalismo que começa a ocorrer lentamente, aqui e ali.

Na verdade, a única pergunta é: por que demorou e ainda demora tanto?


21 comentários:

Matheus Carvalho disse...

Mr. X, voce fala em os alemaes pedirem a renuncia de Merkel... voce esta por fora. 55% dos alemaes querem que Merkel continue como lider:

https://www.theguardian.com/world/2016/nov/20/angela-merkel-expected-stand-for-re-election-germany

Mr X disse...

"55% dos alemaes querem que Merkel continue como lider:"

Pois é o que eu digo. Por muito menos do que isso, os idiotas brasileiros protestaram contra a Copa do Mundo e até removeram a Dilma do poder.

Já os burros dos alemães apoiam a Merkel. No único protesto anti-imigração (PEGIDA) que vi, tinha, juro, no máximo umas 50 pessoas. Parece que em outros lugares houve protestos maiores; mesmo assim, não parece que estejam reclamando muito, ou haveria protestos toda semana até o governo cair.

Eu realmente não entendo esse povo germânico e nórdico. Talvez sejam evoluídos demais para mim, não é?

Pensando agora, acho que o germânico e nórdico é mais parecido com o asiático do leste, pegando deles o maior conformismo e obediência a ordens.

Alemães gostam de obedecer, não importa se são leis de extrema-direita ou de extrema-esquerda.

E as mulheres parece que querem é rolas negras e árabes de baixo QI.

Eu realmente desisto.

Agente Smith disse...

Se o plano Morgenthau tivesse sido implementado, polparia o país de viver essa desonra hoje. Afinal estaria desabitado. Ainda seria uma realidade mais digna e humana do que ser um país de homens fracos e vadias, uma sociedade do virtue signalling, piorada por uma cultura de culpa.

Isso nunca teve a ver com altruísmo, mas com uma teimosia e um narcisismo patológico, que ignora o próprio instinto de sobrevivência.

Tem um quê de loucura coletiva naquele povo. Já não é de agora. Marx saiu de lá, os "filósofos" da Escola de Frankfurt, os nazis, Kalergi era dali de perto também.
Só acho que eles podiam cometer suicídio de outras formas, em vez de deixar aquela terra de herança aos muçulmanos, que depois vão causar problemas aos vizinhos...

Sabedor disse...

''57% dos alemães querem a MERDEL-JEWESS continue''

Ué, que ''alemães'' são esses**

80 milhões foram questionados sobre isso*



Nossa, os seus textos até parecem com os da Ilana Mercer, do UNZ, kkkkkkkkk

Sempre se esquecendo do PRINCIPAAL, ;)

A mordaça do Semiticamente correto está IMPLICITAMENTE direcionada para o homem brOnco. Perceba o ''implícito''. É tudo feito na estratagema grotescamente idiota (perda de tempo) de passar a ideia que o multiculti é democrático, todo mundo igualmente sob o seu poder. Não necessariamente. Toda esta máquina gigante de mentiras está densamente direcionada para o homem brOnco, só que para algum desavisado parece que é homogeneamente intensa pra todo mundo. Não é não.

Lembre-se do seu pedra, papel e tesoura do Semiticamente correto, que vc esqueceu de colocar ..OS..

O cerumano sempre patético,

pior ainda são essses ''alto queís''.

Não é a evolução da inteligência propriamente dita, mas da estupidez, só que disfarçada de ''inteligência''

''Eles querem saber quando é que as máquinas se tornarão inteligentes''

Ué, eu quero saber quando é que o cerumano se tornará inteligente, por enquanto é apenas artificial (AI).

IOA

inteligência organicamente artificial.

direita disse...

Governos ocidentais -a mando do loby sionista- traz para dentro de suas naçoes as vitimas de seus crimes no médio oriente ; uma gente jovem ,cheia de ódio e com sede de vingança.

Mais guerras no medio oriente e mais simpatia por israel é oque se deseja com toda essa trama.

direita disse...

"Os lixos islâmicos atacaram agora um mercadinho de Natal em Berlim. É, os alemães estão pagando um duro preço pela recepção a quase um milhão de "refugiados"

Quase 1 milhao ?! De fato ,foram 2 milhoes e meio só em 2015 .

direita disse...

As reinvidicaçoes do PeJUDA:


_The protection of Germany's "Judeo-Christian" culture

_Tolerance toward assimilated and politically moderate Muslims

_That war refugees should be welcomed in Germany

_The current facilities for the housing of immigrants are inadequate and partly inhumane

_Wants a fairer distribution of immigrants amongst EU nations

_German immigration policy should be modelled on that of Australia and Switzerland

_Foreigners should integrate into German society

_Criminal immigrants and refugees should be promptly expelled

_People should be free to determine their own sexuality

Mr X disse...

"mais simpatia por israel é oque se deseja"

Mais simpatia? Se esse é o plano, não é muito inteligente. Aliás, é bem estúpido. Eu já perdi a simpatia e muitos outros também. Se Israel e sionistas americanos querem simpatia, há alguns caminhos melhores:

- apoio e cooperação com etno-estados europeus livres (será que países europeus com grande número de muçulmanos seriam mais favoráveis a Israel do que países de maioria européia? Duvido muito)
- cooperação com informação tecnológica e sobre proteção de fronteiras (como eles conseguiram se livrar daqueles refugiados africanos?)
- parar de palpitar nos assuntos de outros países e cuidar do seu próprio quintal
- fim das guerras inúteis no Oriente Médio
- fazer um acordo com os palestinos (tá, esta é difícil, talvez impossível, já que disputam o mesmo território; por outro lado, muitos países tiveram conflitos por fronteiras e hoje vivem lado a lado em paz)

Mr X disse...

Por outro lado, acho que não dá para colocar toda a culpa nos "sionistas", pois o branquelo está fazendo tantas coisas tão estúpidas que é quase inacreditável.

Agora por exemplo os alemães decidiram colocar policiais armados em todos os mercadinhos de Natal do país. Imagine o gasto disso. Algo que era totalmente desnecessário pouco tempo atrás. E pode até ser inútil agora, já que, como é que vão proteger contra um caminhão?

O branquelo é como o eterno otário das fábulas. Na primeira vez que ele é feito de trouxa, você fica com pena. Mas aí, quando ele é feito de otário pela vigésima-quinta vez, e ainda parece gostar ou achar engraçado, na boa, você começa a pensar que tem mais é que se fuder mesmo.

direita disse...

Os judeus temem a homogenidade das naçoes Brancas .
A historia nos mostra que foram inumeras as vezes que os europeus se rebelaram contra contra a mentalidade exploradora e subversiva dos judeus.

Desde do fim da segunda guerra os judeus veem tendo exito em neutralizar novas revoltas .Esse exito foi conseguido graças ao marxismo cultural que fez os brancos se verem como demonios em corpos humanos.

Os atentados fazem europeus terem simpatia pela causa sionista uma vez que os europeus passam a ver o islã como um inimigo em comum .

A maioria das pessoas culpam o ocidente ,nao israel ,pelas guerras no medio oriente. A maioria tambem culpa seus proprios lideres ,ao inves do loby judaico, pelo multirracialismo.

Mr X disse...

"Os atentados fazem europeus terem simpatia pela causa sionista uma vez que os europeus passam a ver o islã como um inimigo em comum "

Eu não sei (não tenho como saber) se a estratégia é essa mesma, mas se for acho que é bem estúpida, e até, ridícula.

Se bem que os europeus são meio burros por natureza e antes idolatravam os palestinos quando, na verdade, nenhuma dessas confusões no Oriente Médio deveria lhes dizer respeito.

A Europa foi burra em se envolver nessa história, de um lado ou de outro.

White Nationalist disse...

"A historia nos mostra que foram inumeras as vezes que os europeus se rebelaram contra contra a mentalidade exploradora e subversiva dos judeus. "

Pois é, mas os narigudos preferem pagar de vítima e falar que foram injustamente expulsos e perseguidos por todos os lugares que se estabeleram, lol.

Os muçulmanos(e outros imigrantes não-brancos) são a consequência de um problema: o judeu.

Sabedor disse...

Pra ser líder, ''tem que ser'' extrovertido e os judeus tem esta vantagem sobre os gentios europeus, porque eles são mais propensos a serem extrovertidos, e pelo que parece quanto mais inteligente, no caso dos gentios, mais introvertido. Resultado: MERDA.

Quando a força ou a persuasão forem substituídas pela razão o reinado judeu estará com os dias contados... ou não, o e brOnco vai ser feito de trouxa DIII NOOOOVO...

Mr X disse...

Não acredito muito nessa teoria de que tudo isso é feito para "gerar simpatia para Israel e antipatia contra os muçulmanos", pois, se fosse assim, a mídia não estaria todo o tempo chamando os muçulmanos de coitadinhos e insistindo para que os europeus continuem aceitando mais e mais muçulmanos e que não se deixem assustar por algumas matanças aqui e ali.

Acho que existem dois discursos contrários, um pró-muçulmanos, e outro anti-muçulmano mas deixando de lado a crítica a outras etnias. Na verdade o erro é focar só nos muçulmanos. Estão entre os piores imigrantes, é verdade, mas nem por isso asiáticos ou mexicanos deveriam ser importados aos milhões.

AF disse...

55% dos alemaes querem que Merkel continue como lider

Mas isso não acontece só na Alemanha. Veja:

Jovens romenos sentem nostalgia do comunismo

Acredito que essa pesquisa da Alemanha também foi feita com jovens e tudo isso é resultado dessa doutrinação Marxista já existente. Se forem fazer pesquisas semelhantes aqui no Brasil ou até nos Estados Unidos, muitos jovens com certeza diriam que amam o socialismo, apoiariam ditadores assim e regimes horríveis que eles tiveram a sorte de nunca terem vivido e deveriam agradecer por isso ao invés de cuspirem no prato que comem.

É essa a futura geração que vai ditar as regras futuramente. O que esperar de uma geração que se preocupa se comer sushi é uma apropriação cultural e apoia o comunismo?

Dá medo, muito medo.

Silvio disse...

Queremos um post natalino, Mister (pode ser simples, só para não passar em branco). Precisamos enfiar goela abaixo, queira ou não queira, um monte de "Feliz Natal" na turma do "muh estado é laico!", hehehe. Ou melhor: Hohoho.
Feliz Natal a quase todos!

Sabedor disse...

''Dá medo, muito medo.''

Pior era quando eles matavam por Jisuis ou Judoé..

Oh, eles continuam...

muito que bem!

Sabedor disse...

Feliz hipocriiiisiaa


olha que no dia do natal todo mundo deve ser bonzinho um cum outro hem**

direita disse...

Sao fascistas e admiradores hitler e mussolini os Policiais italianos que mataram terrorista tunisiano em milão.

https://francais.rt.com/international/31199-italie-revelation-identite-policiers-ayant-tue-anis-amri-polemique

CENSURADO AGAIN disse...

22 de dezembro de 2016 13:53

ASKENAZITAS SÃO ETS REPTILIANOS POR ISSO CONTROLA O SUB CORTEX DOS COMUNS BURROS

CENSURADO AGAIN disse...

Blogger CENSURADO AGAIN disse...
22 de dezembro de 2016 13:53

ASKENAZITAS SÃO ETS REPTILIANOS POR ISSO CONTROLA O SUB CORTEX DOS COMUNS BURROS

5 de janeiro de 2017 19:58 Excluir

TOSCO QUANDO POSTEI ISSO PARECIA MAIS OBVIO