terça-feira, 13 de maio de 2014

A heróica mulher barbada contra o Putin do mal

Um homem barbudo vestido de mulher, e apelidado de Conchita Wurst (Conchita pode ser uma gíria para vagina, e Wurst significa salsicha em alemão) ganhou recentemente o concurso musical Eurovision. Não acompanho muito, mas parece que o concurso sempre foi uma celebração de tudo que é trash, kitsch e gay, portanto isso nem é tanta novidade.

De qualquer modo, chama a atenção o gosto da mídia internacional pelo grotesco cada vez maior -- e nós ainda temos que achar isso lindo ou emocionante. Provavelmente sempre houve gays ou pessoas de vida sexual alternativa no show business, mas precisa ser tudo tão exagerado e tão feio? A Miley Cyrus mostrando a língua e se esfregando em dançarinos no palco. O Justin Bieber grafitando. Agora uma suposta mulher de barba. E depois, o que mais irão inventar?

Aparentemente, a tal Conchita é apenas um personagem criado pelo cantor Tom Neuwirth, que provavelmente descobriu que hoje em dia fazer parte de uma "minoria", lutar contra a "homofobia" ou outra causa célebre e tentar ultrapassar os limites do bom gosto valem muito mais do que qualquer talento, real ou imaginário. 

O que é curioso é que parece que o público, incentivado pelo apresentador, vaiou a Rússia durante a apresentação. Hoje a Rússia de Putin é acusada de ser uma tirania por tentar proibir a propaganda gay para menores, prender as vandaloucas do Pussy Riot e por ser talvez o único país do mundo (fora o mundo árabe e africano, mas esses são queridinhos da esquerda e não se pode criticar) onde o tal casamento gay ainda é tabu.

Putin é ainda acusado de interferir na Ucrânia; curiosamente, o fato de EUA e União Européia terem interferido anteriormente e apoiado um golpe contra o presidente anterior, jogando o país no caos, é considerado irrelevante. Chega a ser quase cômico que depois de bombardear Iraque, Líbia e Afeganistão, os EUA acusem a Rússia de "imperialismo".

Mas há quem ganhe com esse requentamento da "Guerra Fria" sob o eixo dos "direitos dos gays". Deve haver, ou não haveria tanta confusão com o destino da Ucrânia. Talvez tenha a ver com o controle sobre o gás que vem da Rússia e aquece a Europa, ou com as férteis terras ucranianas, não sei; mas desconfio que tem muito mais aí do que o mero descontentamento com a "homofobia" dos russos, ou uma preocupação sincera pelo povo da Ucrânia ou da Criméia (a qual, até bem pouco atrás, a maioria dos americanos e provavelmente até o Obama, nem sabia onde ficava no mapa).   

Devo confessar que ultimamente até que tenho uma certa simpatia pelo Putin, embora pode ser que ele tampouco seja flor que se cheire (será que algum líder é?). Talvez seja apenas que nos últimos tempos, por puro reflexo, tudo o que a grande mídia é contra, eu tendo a ser automaticamente a favor. Mas talvez também seja um erro: conheço pouco sobre a Ucrânia para opinar mais do que estas poucas inúteis linhas.

 Até mais, pessoal.

8 comentários:

AF disse...

E enquanto a esquerda e a mídia (ou como dizem os portugueses: mérdia) atacam furiosamente a Rússia por ser contra esse gayzismo ou até não dão emprego a quem é contra o casamento homossexual, quatro homossexuais são condenados a morte no Egito.

Como disse o autor do blog 'Homossexualismo':

"Onde estão os grupos de direitos humanos? Onde estão os actores de Hollywood a atacar os maometanos Egípcios? Onde estão as manifestações mundiais contra o anti-homossexualismo existente nos países islâmicos?

Estes mesmos grupos, que foram bem vocais e bem activos na condenação da Rússia por esta proibir propaganda homossexualista perante crianças (veja-se aqui o porquê), fazem-se notar agora pela sua ausência e pelo seu silêncio. Isto demonstra de forma be óbvia que o "movimento homossexual" não se preocupa com o bem estar dos homossexuais (se se preocupa-se, teriam os países islâmicos como alvo principal), mas sim com o avanço de ideologias e teorias que em nada estão relacionadas com o acto homossexual em si.

Felizmente que os activistas homossexuais já revelaram qual é o verdadeiro propósito do activismo homossexual.
"

maisvalia disse...

Putin é uma porcaria. Proibir palavrão é dose.

Lourival disse...

POOORRA!

E não é que o mr. X voltou...

Terminator disse...

Vivemos um culto ao lixo não só no Brasil como lá fora também. Lembrem-se: A qualidade JAMAIS esta atrelada a quantidade. Com a população mundial indo para 7 bilhões a qualidade do ser humano também caiu e muito. Por isso a festança das esquerdas hoje em dia, só tem burro e alienado no planeta.

Autor Desconhecido disse...

É o homem branco, estúpido

disse um político em resposta a um (idiota) repórter

heheheeee.. ele quis dizer ''demografia'', mas acho que é a mema coisa.

Tudo é feito para enfeitiçar (somente) os olhos azuis.
Isso mostra que negros, homossexuais e todos os outros grupos são peões nas mãos de psicopatas consanguíneos, uiiica

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

Agora tudo é "homofobia". Qualquer opinião diferente da maioria alienada é "homofobia".

Se você não curte carnaval, dizem que você é "homofóbico".

Se você não curte futebol, e tá de saco cheio de ouvir falar em copa do mundo, dizem que você é "homofóbico".

Se você preferir feijoada a yakisoba, dizem que você é "homofóbico".

Se você prefere Blues a funk, dizem que você é "homofóbico".

Como diria o velho "deitado", "homofobia" de cu é rola.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

Agora tudo é "homofobia". Qualquer opinião diferente da maioria alienada é "homofobia".

Se você não curte carnaval, dizem que você é "homofóbico".

Se você não curte futebol, e tá de saco cheio de ouvir falar em copa do mundo, dizem que você é "homofóbico".

Se você preferir feijoada a yakisoba, dizem que você é "homofóbico".

Se você prefere Blues a funk, dizem que você é "homofóbico".

Como diria o velho "deitado", "homofobia" de cu é rola.

DIREITA disse...

eu defininitvamente nã tenho nada contra gays ou causa gay!pra mim ,não fede nem cheira!

já putin é um anti branco ,anti eslavo que oprime os russos étnicos !