sábado, 11 de julho de 2015

A inveja move o mundo

Está saindo uma nova série documental chamada "White People". Foi criada por um mexicano filipino imundo ilegal e gay homoafetivo que mora nos EUA e por motivos desconhecidos ganhou um prêmio Pulitzer. A série parece querer inculcar ainda mais nos americanos brancos a culpa em relação às tais "minorias", que cada dia aumentam mais: um dos temas principais é o "privilégio branco".

Privilégio branco? O que será isso? Nunca fui convidado para participar do clube, porém é verdade que, apesar do fenótipo e intelecto puramente ariano, tenho uma pequena parcela de DNA indígena e até negro, e portanto pode ser que eu não tenha sido aceito, e só por isso não ganhe privilégio algum. (Os brancos, às vezes, podem ser exclusivistas e cruéis.)

De qualquer forma, essa história de "privilégio branco" sempre me cheirou mal.

Sabem, no outro dia estava lendo uma reportagem sobre o Elon Musk, e me deu uma pontada de uma sensação desagradável. Não percebi imediatamente o que era, até me dar conta: era inveja.

Sim, inveja. Não tanto de sua riqueza e de suas várias casas com piscina e mulheres bonitas, mas pela possibilidade de fazer o que quiser: criar uma empresa de foguetes, ou de carros elétricos, o diabo. Ser livre e não depender de um emprego maçante. Ter um intelecto fantástico e uma vida com um objetivo grandioso -- e a capacidade para realizá-lo.

Além de ter inveja de bilionários e de gênios, também tenho inveja de artistas excepcionais. Tenho inveja até de pessoas simples e modestas mas que se sentem felizes e serenas com sua condição. Às vezes tenho uma inveja danada daqueles idiotas que ficam tão felizes com a vitória do seu time de futebol! Quisera eu também poder me contentar com tão pouco... Tenho inveja dos pássaros que voam e dos gatos que dormem o dia inteiro...

É, meus caros, muita coisa na vida pode ser explicada mais facilmente por inveja, ressentimento, complexo de inferioridade - o famoso "recalque". O mesmo ocorre provavelmente em relação a esse estúpido programa de televisão. Esse mexicano é provavelmente um invejoso, apesar de seu Pulitzer.

É triste, mas, muitos negros e mestiços têm inveja de brancos. É verdade, também tem alguns brancos com inveja dos negros, e alguns que até transformam sua aparência por causa disso, mas são poucos.

Muitos asiáticos têm inveja dos ocidentais, e em especial de seus olhos. De novo, alguns ocidentais têm inveja dos olhos puxados, e se transformam na outra direção, mas também são poucos. (Na verdade, parece que o olho puxado é supostamente uma evolução em relação ao olho tradicional, mas foi uma dessas mudanças tecnológicas que não pegaram)

Gays tem inveja de héteros, e por isso lutam tanto pelo casamento gay.

Alguns homens têm inveja da aparência das mulheres, e por isso querem se transformar.

Gordas têm inveja do corpo das magras e, as magras, das guloseimas que as gordas podem comer.

Muçulmanos têm inveja de cristãos e de suas igrejas que são mais bonitas do que a maioria das mesquitas. 

Judeus americanos têm inveja de anglos: ainda hoje vários se lamentam por não terem sido aceitos nos clubes de golfe da elite WASP nos anos 20. (E isso que o golfe é um esporte tão idiota...)

Feministas têm inveja do pênis, e por isso ficam querendo castrar todo mundo.

O homem branco europeu hétero cristão, porém, não têm inveja de quase ninguém.

Esse é o seu problema: é tão tolo, que não entende que tantos outros o invejam profundamente. Ou talvez entenda, e goste, e queira justamente incentivar esse sentimento nos outros, pois é bom ser invejado, e isso explicaria seu comportamento. Então, que se dane e se exploda ele também.

(De qualquer forma, acho que o homem branco tem sim uma inveja danada dos indígenas pré-civilizados, que vivem na floresta num Éden ancestral.)

A inveja move o mundo. E você, tem inveja de quem?


11 comentários:

Santoculto disse...

Será que ele é judeu**

Santoculto disse...

12 000 pessoas não gostaram...

Agora terão de serem reeducados como os bandidos.

Dom Moleiro disse...

Matou a pau !!!! Realmente é isso . Grandes realizações humanas aconteceram porque alguém , por inveja, quis mostrar ao mundo que era melhor que outrem . Um assunto que rende horas de papo , dúzias de cervejas e até um TCC academico.

Mr X disse...

"Será que ele é judeu**"

O pior é que não, não era nem mexicano aliás, mas filipino. Que furo, preciso me aposentar!

https://en.wikipedia.org/wiki/Jose_Antonio_Vargas

AF disse...

O que move mais é a força de vontade. Foi essa força de vontade que fez os cientistas enviarem uma sonda a Plutão e mandar belas fotos.

Inveja é um sentimento ruim e só move o mundo para pior.

Anônimo disse...

Tenho inveja dos amish!

Direita disse...

Santoculto11 de julho de 2015 09:45
Será que ele é judeu**

É mais facil ele estar sendo pago por um judeu , iguais aqueles mexicanos que protestaram contra a uniao gay.

Direita disse...

Test

Anônimo disse...

Fui ver o link que você postou do suposto documentário e fechei a página quando li "MTV"
Simplesmente um dos maiores propagadores do marxismo cultural entre a juventude ocidental. Nem esquento mais a cabeça com gente dessa laia. Vivem de ibope. Feliz o dia que eu entendi isso.

PS: achei que só eu tinha inveja dos gatos. Muitos falam sobre aproveitar a vida de várias formas diferentes, mas me bastasse poder dormir e comer o dia inteiro sem se preocupar com nada como os felinos fazem e eu já seria a pessoa mais feliz do mundo, lol

Anônimo disse...

Ah, e lendo o comentário do AF me lembrei de um certo tema muito debatido nos dias de hoje e em evidência bem grande com todo esse alarde recente no mundo da astronomia: a vida inteligente fora da terra. Seria um tema que eu gostaria de ver você falar e acho que para você seria igualmente interessante escrever sobre.

Santoculto disse...

Sim, quando não estão no palco, estarão nos batidores.