segunda-feira, 16 de junho de 2014

Morte por Facebook

Até onde você iria para obter "curtidas" no Facebook? 

Um caso bastante curioso e até horrendo tem chamado a atenção da mídia americana. Ou melhor, na verdade não tem chamado tanta atenção assim, tanto que fiquei sabendo só recentemente por acaso. Mas é uma história que deveria chamar a atenção, pois nos faria questionar vários aspectos da nossa vida moderna, e em especial o uso das tais mídias sociais. 

Em resumo: uma moça, mãe solteira de 26 anos, postava as fotos de seu pequeno filho doente no Facebook e em seu blog pessoal, ganhando a simpatia e as preces de milhares de pessoas. Era foto atrás de foto, até quando o filho já estava em coma. A criança finalmente morreu aos cinco anos de idade.

Pouco depois, descobriram que a criança, na verdade, não tinha doença nenhuma: era a mãe, ex-enfermeira, quem estava lentamente envenenando a criança com doses maciças de sódio, assimilado por via intra-venosa.

O que emerge então é o retrato de uma mulher desequilibrada e mentirosa compulsiva, disposta a tudo para chamar a atenção. De acordo com a reportagem, ela sofreria de "síndrome de Munchausen",  pessoas que machucam a si mesmos ou a outros com o intuito de despertar pena ou simpatia.

Tudo começou antes do nascimento de seu filho: a moça publicava suas fotos com uma criança que dizia ser seu próprio filho. Mentira: era apenas o filho de uma vizinha, de quem ela às vezes cuidava.

Depois, a moça engravidou. Publicou um post dizendo que o pai da criança havia morrido tragicamente. Nova mentira: o pai estava vivo, e ela mentira também a ele, dizendo que a criança não era filho dele, mais de um outro.

O filho, de fato, parece ter sido gerado apenas como um apetrecho para que a mãe pudesse obter atenção. Desde o nascimento até os cinco anos de idade, o pobre Garnett era constantemente fotografado e mostrado no Twitter, Facebook e Blogger, dando à sua mãe a atenção que ela tanto queria.

A exposição à mídia social tornou-se um vício. Depois de um tempo, só mostrar fotos do filho brincando não foi mais suficiente. As curtidas começaram a escassear, e a mãe tomou uma decisão radical: fazer passar o filho por doente. Isso certamente garantiria maior atenção. E, de fato, foi o que aconteceu por um tempo. Porém, o comportamento obsessivo da mãe começou a gerar suspeitas. Nem no hospital, com o filho à beira da morte, ela parava de tirar fotos da criança.

Descobriu-se depois em sua casa uma bolsa com água e sal, comprovando que a mãe estaria envenenando a criança com sal e água através de um tubo.

O mais monstruoso: no hospital, em seus últimos dias, o filho reclamava de constante sede, e a mãe dava a ele água de uma garrafinha que ela mesma trouxera. Suspeita-se que a água também continha sódio.

Enfim, se for realmente verdade, trata-se do caso de uma doente mental que não nos deve levar a conclusões definitivas sobre as mídias sociais. Porém, é fato que a dependência excessiva a essa forma de exposição pública está causando muitos transtornos. Eu jamais gostei dessas pessoas que postam cada instante da vida de seus filhos online. Para quê? A quem interessa isso? E será que essa exposição toda é boa para a criança?

Os pais que colocam vídeos "engraçadinhos" de seus filhos no Youtube também, me parece, deveriam sofrer recriminação. Um filho não é um gato para ser exibido assim publicamente para que os outros façam piada.

A tecnologia moderna tem suas vantagens, é verdade. Mas também tem seu lado escuro. Onde será que isto vai nos levar? 

P. S. Naturalmente, não dá para colocar a culpa de tudo nas mídias sociais. Embora estas estimulem o mau comportamento de algumas pessoas doentes, é possível que esta desvairada tivesse feito mal a seu filho com ou sem mídia social. Eis o caso de Marybeth Tinning, que matou não um, não dois, mas nove de seus filhos biológicos ao longo dos anos, e sempre com a desculpa de doenças ou acidentes. Afinal, quem iria suspeitar de uma mãe? De todas as formas de assassinato, a de uma mãe que mata seus próprios filhos pequenos nos parece a mais anti-natural, a que vai mais contra os instintos mais básicos. Mas é, na verdade, relativamente comum.


34 comentários:

Dom Moleiro disse...

A nossa querida civilização judaico cristã ,enaltece a figura da mãe de forma tão neurótica e obsessiva ,que ninguém está psicologicamente preparado para perceber que mães são seres humanos comuns .E exatamente por isso erram e muito .Obviamente existem boas mães ,mas ha um sem número delas que apenas são predadoras ,vingativas,e loucas, louquíssimas .É são muitas, muitas mesmo.

Dom Moleiro disse...

A nossa querida civilização judaico cristã ,enaltece a figura da mãe de forma tão neurótica e obsessiva ,que ninguém está psicologicamente preparado para perceber que mães são seres humanos comuns .E exatamente por isso erram e muito .Obviamente existem boas mães ,mas ha um sem número delas que apenas são predadoras ,vingativas,e loucas, louquíssimas .É são muitas, muitas mesmo.

Anônimo disse...

Esse Dom Moleiro é retardado hein? Que culpa tem a "civilização judaico cristã" nisso? Essa civilização enaltece a figura da mãe da forma que ela deve ser enaltecida e valorizada, e não de forma "obsessiva". Essa mulher aí é um caso de desequilíbrio, de maldade e de loucura. Se esse FDP aí acredita mesmo no cristianismo (acho que não neh, só quer falar mal) então acredite que essa mulher vai para o inferno. Ou seja, "a civilzação judaico cristã" está gerando pessoas que vão para o inferno, de acordo com ele.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

E o pior é que não adianta matar essa desgraçada, porque podem aparecer outras.

AF disse...

Discordo que a nossa civilização cristã enaltece a figura da mãe de forma neurótica e obsessiva, quando na verdade nossa civilização sempre deu preferência as famílias, criticou certos comportamentos das femininos, há muitos pais fazendo coisas erradas com os filhos também e a própria bíblia tem muitas críticas a certos comportamentos femininos, que para muitos hoje, é "machismo".

AF disse...

Esse caso mencionado é lamentável e me lembrou um vídeo que vi a pouco tempo sobre isso:

Você precisa sair do Facebook: https://www.youtube.com/watch?v=AT1uii5PMY4

Anônimo disse...

Off Topic.

http://www.policymic.com/articles/87359/national-geographic-concludes-what-americans-will-look-like-in-2050-and-it-s-beautiful?utm_source=policymicFB&utm_medium=main&utm_campaign=social

Parece que até o Olavão tá dando uma mãozinha para construir esta nova América. Esse é um dos 8 filhos dele? A família vive nos EUA?

https://www.facebook.com/luizgcn

Se eu cruzasse com ele numa rua escura, batia na porta da primeira casa e gritava: Mãe, vem abrir que eu já cheguei!

Autor Desconhecido disse...

Nada a ver,
a mulher é psicopata, a psicopatia é uma condição hereditária, genética e complexa. O psicopata já nasce com estas predisposições e desde muito cedo já demonstram isso, independente do ambiente em que estão.
A mulher é psicopata, só isso.... nada de ''nossa civilização enaltece as mães neuróticas'' ou ''a CÚlpa é do feminismo''.
A única e verdade cara da maldade se chama psicopatia.

Matheus Carvalho disse...

Combine psicopatia e religiao da paz (ou talvez so a religiao da paz) e voce tem isso:

http://www.inquisitr.com/1303403/father-burns-13-year-old-daughter-to-death-for-walking-home-with-male-classmate/

Mr X disse...

Sim, psicopatia, mas, acho que certas culturas incentivam ou desincentivam a psicopatia, i.e., sobre o link acima, o muçulmano que queimou a própria filha, era psicopata genético, ou agiu coagido pela sua religião?

Da mesma forma, essa moça, é bem possível que fosse psicopata, mas talvez em outra sociedade não agiria assim, ou não teria a chance de se reproduzir e de ter poder total sobre uma criança.

Mr X disse...

A América é uma nova babel, uma terra de ninguém, se existir salvação existirá na Europa, eu acho. A América foi um experimento que falhou. Ou, talvez, que deu muito certo, no sentido de ser a capital do novo Império Global, e da Nova trans-Humanidade que virá.

Próximo passo: chips subCUtâneos.

AF disse...

Uma coisa também sobre o facebook é aquela obsessão pelo usuário: sempre querendo saber onde trabalhamos, onde tiramos nossas fotos, onde vivemos, o que estamos fazendo e se não respondermos essas perguntas, o facebook fica perguntando toda hora no seu perfil e chega a ser até engraçado.

O facebook agora quer espionar o histórico do usuário, isto é, todos os sites que você visita, com a desculpa de exibir anúncios personalizados, como se o facebook já não fizesse isso e não lucrasse milhões com os anúncios. Quem nunca entrou por exemplo no mercadolivre ou certos sites de compras, pesquisou algo por lá e depois viu que o que você pesquisou costuma aparecer como anúncio no facebook?

Sem contar uma certa ganância do facebook em divulgar o conteúdo de um usuário a apenas 10% (ou menos) de seus seguidores e se quiser divulgar mais, você terá que pagar o facebook para isso.

Já li em sites que mesmo depois que você exclui uma foto no facebook, ela continua armazenada nos servidores desse site, sabe-se lá com qual objetivo e dizem que até mouse dos usuários o facebook vai espionar.

Tudo isso até deixa muitos spywares, rootkits, adwares e outras pragas da internet que roubam informações dos usuários para lucrar com isso com inveja.

Muito estranho isso e por questões de segurança, limpem sempre o histórico do seu navegador e incluam sempre os cookies, utilizem a navegação privativa do seu navegador, não dê muitas informações sobre suas fotos e sobre sua vida no facebook, e / ou visitem o site da Digital Advertising Alliance (mencionado na notícia) e marquem a opção do facebook (e outros sites, caso você queira) para talvez evitar que isso aconteça.

Ah, e não podemos esquecer também do facebook permitir vídeos horríveis de decapitações e ao mesmo tempo censurar fotos de mulheres amamentando, além de censurar conservadores, se engajar em causas de extrema esquerda e até demorar para excluir posts pedófilos.

Autor Desconhecido disse...

Existem dois tipos de personalidade anti-social, a psicopatia e a sociopatia.
O psicopata nasce assim, o sociopata apresenta grandes predisposições para agir desta maneira. Este é mais influenciado pelo ambiente do que o psicopata.
Mas ambos são perigosos, geralmente eles são mestres em identificar os padrões da mente humana e trabalhar egoisticamente para favorecer a si mesmos em detrimento dos outros.
Esta mulher está mais provável de ser uma psicopata. Por exemplo, a maioria ou uma proporção significativa de políticos são de sociopatas. Eles roubam o dinheiro público, podem mandar matar, manipulam a opinião, são frios, mas geralmente não são muito impulsivos. Se esta mulher fosse uma sociopata, ela teria envenenado o seu filho durante um tempo e depois teria parado com o envenenamento e iria parar no programa da Oprah.
Em outras palavras, o sociopata é mais humano que um psicopata, ele ainda tem algum resto de empatia e é mais esperto também. O psicopata é um trem sem freio em busca de sensações.
Eu penso que se 4% da população, ao menos nos EUA, é composta por psicopatas, vamos imaginar qual será o percentual de sociopatas???

Autor Desconhecido disse...

Anônimo do OFF TOPIC basicamente mostrou

aquilo que a mérdia controlad..., quer dizer, gerenciada por germs, quer dizer, por ''germans'', (alemeus) QUER QUE VC PENSE COMO SERÁ


e a foto do average brazilian guy, filho do Ovalo, mostra aquilo que de fato será a média dos mestiços

No entanto, parece que a miscigenação poderia ter um valor microbiológico mais interessante, visto que quanto maior a diversidade genética, menor o risco de extermínio da humanidade por um super vírus ou uma super bactéria.
A espécie humana é pouco diversificada por causa da neotenia.

No entanto, os efeitos da mistura racial sem nenhum gerenciamento firme é igual a de uma feijoada onde todos os feijões são aproveitados, um cheiro de Brazil, azedo e estragado.

AF disse...

Não existem somente sociopatas ou psicopatas, como também, pessoas em que é muito difícil descrever o que se passa na mente delas. Talvez mais difícil do que muitos sociopatas e psicopatas por aí.

É o que vemos em muitos que fazem “arte moderna” hoje em dia, que continua se superando, cada vez mais, sem exceção.

Sério.

O que se passa na mente de uma mulher que resolve fazer isso: http://www.huffingtonpost.co.uk/2014/04/22/vagina-egg-paintings-artist-milo-moire-video_n_5191877.html???????

Alguém pode me ajudar a esclarecer???

É uma mulher branquinha e linda, vinda da Suíça, mas o que dá na mente dela para fazer isso é um mistério.

Já não chega uma outra “artista” australiana branquinha e bonitinha (mas com cara de barata) fazendo tricô direto da vagina para que, segundo ela, as pessoas vejam a vagina como algo “menos chocante, assustador e que nada vai nos engolir”, como se alguém, em sã consciência, pensasse algo assim.

Cada coisa bizarra que está aparecendo nesses finais dos tempos... nessa época em que o Ocidente agoniza e pouco podemos fazer. =/

Mr X disse...

É simples, feministas são obcecadas com a vagina.

Imagine se algum homem ficasse todo o tempo falando do seu pênis ou mostrando-o para o mundo, seria considerado um louco ou um tarado sexual, e preso em poucos minutos, porém para as mulheres parece que ser obcecadas com a vagina não é problema.

Agora, isto está tão próximo de ser "arte" quanto uma stripper, aliás, uma stripper está mais próxima, pois ao menos precisa aprender a dançar de forma esteticamente graciosa.

Autor Desconhecido disse...

''Não existem somente sociopatas ou psicopatas, como também, pessoas em que é muito difícil descrever o que se passa na mente delas. Talvez mais difícil do que muitos sociopatas e psicopatas por aí.''

AF,
estes ''''artistas'''' modernos geralmente são de narcisistas. Só mesmo uma pessoa assim para tirar foto da vagina ou do pênis e botar pra todo mundo ver.
O narcisismo é um traço comum dentro do espectro de personalidade anti-social, são os ''psicopatas de jardim'' (adorei essa expressão,kkk)

DIREITA disse...

Que bom que voce voltou MRX.sentia falta de um lugar decente para desabafar- muitas das vezes o seu desabafo é oque basta.

...

Os EUA é um pais perdido não? tu acredita em uma reação dos americanos ou já jogou a toalha?

Eu definitivamente não tenho nenhuma esperença no povo americano.aquela outrora grande nação é coisa do passado.

leia a materia,mas principalmente os comentarios(são de "conservadores"):

http://www.armytimes.com/comments/article/20140610/NEWS/306100083/White-separatist-propaganda-turns-up-Fort-Carson



DIREITA disse...

"Parece que até o Olavão tá dando uma mãozinha para construir esta nova América. Esse é um dos 8 filhos dele? A família vive nos EUA?

https://www.facebook.com/luizgcn"


Bem,o olavo é branco? eu acreditava que sim,mas com o tempo e com a desconsideração das informações por mim obtidas da grande midia ,eu mudei de opinião
De fato oque mudou minha opinião foi uma foto sua de familia quando o mesmo era criança.


mas que diferença faz o olavo e sua familia nos EUA?nenhuma!

OS brancos só continuaram a exisitr nos EUA e em numero razoavel por conta do povo Amish!

DIREITA disse...

e por falar em facebook ,alguém sabe oque aconteceu com o layout das comunidades?definitivamente ficou uma merda!isto sem falar que as paginas que eu sigo ,que antes recebiam milhares de likes por postagem e hoje mesmo com o aumento dos membros não recebem nem 100 likes !

DIREITA disse...

"No entanto, parece que a miscigenação poderia ter um valor microbiológico mais interessante, visto que quanto maior a diversidade genética, menor o risco de extermínio da humanidade por um super vírus ou uma super bactéria."

os humanos mais saudavéis são os gerados a partir de primos,da mesma raça, de terceiro grau!

DIREITA disse...

"A América é uma nova babel, uma terra de ninguém, se existir salvação existirá na Europa, eu acho. "

Existiu duas Americas ,uma antes e outra depois de 195O/60.
A primeira, foi o supra-sumo do desenvolvimento civilizacional ocidental/branco,que teve como base uma consideravel homogeinidade racial e um alto capital humano sustentadas por uma cultura tradicionalista.
A segunda, é o resultado final de decadas de hegemonia cultural,politica e academica equerdista!

Prevejo ,em um futuro proximo, dezenas de milhões de Americanos imigrando em massa para o Canada!

AF disse...

Mr. X e Autor Desconhecido,

Obrigado pelas respostas. Não havia pensado por esse lado.

O caso da psicopata mencionada no post dá até para entender o que ela é: uma monstra, com sérios problemas, e gente como ela sempre existiu, embora em menor grau em tempos antigos e sempre tiveram o que merecem: prisão perpétua ou pena de morte... agora, gente expelindo ovos coloridos pela vagina em público e chamando aquilo de arte já é algo bem fora do comum.

Confesso que fui naquela explicação meio vazia de que 'não dá para saber o que se passa na mente de uma pessoa', pois o mundo está tão bizarro, que a gente desanima... mas se analisar bem, dá sim para saber e que essas "obras" dessas mulheres são também influência desse Ocidente decadente.

Enfim... se acharem algum lixo bizarro de "arte moderna", postem aí, se possível.

Lembro que o Mr. X, tem já, excelentes posts sobre isso, como esse do Sakamoto das artes plásticas.

Abraços.

AF disse...

Ah, o DIREITA voltou. Quem mais que falta? O Chesterton? A Bárbara?

E que venham novos e bons comentaristas também. =)

Abraços

Autor Desconhecido disse...

''os humanos mais saudavéis são os gerados a partir de primos,da mesma raça, de terceiro grau!''

A miscigenação racial tem vários efeitos deletérios, da mesma maneira que a extrema endogamia também tem. No entanto o problema é que a espécie humana no geral, é muito pouco diversificada. Um pouco de mistura racial assim como um pouco de extrema endogamia, a longo prazo e a nível coletivo não é ruim.
No mais, eu acho que a tendência para as pessoas sempre se casarem com as suas metades da laranja, favorece a manutenção desta falta de diversidade genética dentro da população humana.
O valor microbiológico da miscigenação é maior porque aumenta a diversidade genética e desta maneira contribui para diminuir os riscos de super bactérias de se adaptarem aos nossos organismos e com isso extinguir grande parte de nós.
Vale ressaltar que o valor microbiológico não é exatamente o mesmo para o valor cognitivo, inerentemente humano. Isto quer dizer, a inteligência complexa humana é um desvio significativo das regras da natureza e como resultado não existe uma relação fundamental entre a nossa capacidade de despistar a ação de patógenos e os níveis mais altos de inteligência humana. A natureza é mão de vaca.

Matheus Carvalho disse...

Outro caso de mae matando filha. Bem cruel. Alguns detalhes:
- a menina tinha pedido ajuda ja antes duas vezes e os burocratas a devolveram para a mae.
- as ultimas palavras da menina, depois de pedir um analgesico para a mae (negado, claro), foram: "Entao voce poderia pelo menos rezar por mim?"

- a sentenca foi 7 anos para a mae e 3 anos para o namorado dela, que sabai de tudo e nao fez nada.

Link:

http://www.brisbanetimes.com.au/queensland/dead-girl-was-invisible-to-state-system-coroner-20140627-zsoyp.html

Autor Desconhecido disse...

Que história deprimente Matheus Carvalho,
muito triste pela menina.

É interessante pensar que, muitas crianças extremamente empáticas parecem nascer de ''pais'' psicopatas. Eu li há algum tempo no blog ''Psychological Comments'' que é comum esta inversão,
bons pais podem e geralmente fazem filhos ''ruins''
enquanto que maus pais fazem filhos bons.

É aquela velha história,

a mãe que pouco se preocupa com o filho, que por sua vez já é independente e responsável desde muito jovem
enquanto que temos a mãe superprotetora (ou os pais) e o filho que tem dificuldade de começar uma vida adulta independente.

Eu faço parte do segundo grupo.

Isso se relaciona no reino animal, com aquelas espécies que cuidam pouco dos seus filhos, até pq eles já nascem praticamente prontos enquanto que outras espécies tem poucos filhos e cuidam muito deles.

Eterna dualidade da espécie humana,
o sacana chamado God (fucking Gosh, para os íntimos) não escreve certo por linhas tortas,
ele é disléxico.

Matheus Carvalho disse...

Oi Autor Desconhecido, este caso, e talvez todos os casos aqui mencionados, podem ser usados como argumento para demonstrar que Deus nao existe ou, se existe, e' um sacana que gosta de assistir a criancas sofrendo e morrendo.
Quando fico sabendo dessas coisas em geral eu fico passando mal fisicamente, e fico dias com a tragedia na cabeca. Fico pensando, filosoficamente, no sentido da vida, por que certas criancas nao tem a menor chance, e eu tenho tido tanta coisa, etc. Nao tenho resposta. Tenho pensado em mudar minha vida de rumo e tentar fazer alguma coisa de concreta para tentar evitar futuros casos desse tipo. Quem sabe um dia entro pra uma ONG humanitaria. Nao sei. O melhor seria eu ficar bilionario, mas isso e' dificil demais.

Matheus Carvalho disse...

A proposito, a mae monstra que espancou a filha ate matar estava fundando uma igreja. Vejam mais detalhes (engracado, aqui na Australia proibiram de mencionar o nome da familia, mas achei tudo facilmente na internet):

http://www.nzherald.co.nz/nz/news/article.cfm?c_id=1&objectid=10770292

Mr X disse...

Interessante, e triste. A menina (e a mãe) não parece branca. Achei que fosse Maori, devido a isto:

http://www.stuff.co.nz/national/politics/5338700/Maori-child-abuse-disproportionately-high-Minister

Mas parece que são Samoanos:

http://www.nzherald.co.nz/bay-of-plenty-times/news/article.cfm?c_id=1503343&objectid=11047946

Mr X disse...

Direita,

Não publiquei o comentário pois são perfis de Facebook, embora públicos são de pessoas reais, não vejo motivo em ficar postando links para fotos que identificam indivíduos, até porque não vi nada de mais, ela casou com um asiático, é isso? Nos EUA isso é o que mais tem hoje em dia.

Mr X disse...

Não que brancos não abusem crianças, como esta mulher, ou um outro caso que li recentemente, mãe branca também, matou seus três filhos:

http://www.allthingscrimeblog.com/2014/05/24/can-alleged-socal-triple-baby-killer-carol-coronado-win-on-a-postpartum-psychosis-defense/

Dito isso, há talvez uma diferença entre os que matam em um raptus e os que busam sistematicamente por anos.

Eu realmente não entendo as pessoas que tratam mal suas próprias crianças. Mais que doença mental, é algo anti-natural.

DIREITA disse...

"Não publiquei o comentário pois são perfis de Facebook, embora públicos são de pessoas reais, não vejo motivo em ficar postando links para fotos que identificam indivíduos, até porque não vi nada de mais, ela casou com um asiático, é isso? Nos EUA isso é o que mais tem hoje em dia."



ela quem,a Senhorita Belgica?,pois era esta nação que era o foco do meu desabafo !
voce podia editar a mensagem e excluir oque lhe incomodava , mas enfim...deixa pra lá!

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

Uma observação interessante:

As feminazistas são tão obcecadas com a vagina, quanto os gays são obcecados pelo ânus.